A percepção do design como posicionamento no segmento de moda

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x08152015222

Palavras-chave:

marketing estratégico, design estratégico, moda

Resumo

A sociedade de consumo tem evoluído através de transformações no mercado da moda e com isso, inovação e diferenciação tornam-se fatores determinantes às organizações. O design pode ser um grande aliado das empresas nesse contexto. O presente artigo busca avaliar a percepção de especialistas sobre o posicionamento estratégico por meio do design e para isso foi desenvolvida uma pesquisa de abordagem qualitativa junto a profissionais atuantes nas áreas de design, marketing e moda. O resultado obtido demonstrou o caráter estratégico do design integrado ao marketing em níveis gerenciais, como meio de obtenção de vantagens competitivas e auxiliar importante na elaboração de estratégias de segmentação e posicionamento. O design pode promover diversos benefícios às empresas e, sobretudo, favorece a compreensão de necessidades, desejos e demandas futuras do mercado de moda, o que pode ser essencial no relacionamento entre empresas e clientes, desenvolvido pelo marketing.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristine Einsfeldt, Universidade Feevale

Especialista em Gestão Estratégica de Marketing pela Universidade Feevale (2014), Graduação em Moda. Atua há 9 anos no segmento de moda no Rio Grande do Sul, responsável pelo desenvolvimento de coleção e modelagem de empresa de moda feminina e masculina, também atuando nas áreas de gestão da empresa. Idiomas: Inglês e Francês.

Vera Denise Muller, Federal University of Rio Grande do Sul

Professora Mestre na Graduação e Pós-Graduação, consultora em marketing com mestrado em Gestão Empresarial pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007), MBA em marketing na ESPM, PDD em Gestão na Fundação Dom Cabral, Graduação em Administração e Ciências Contábeis. Coordenadora dos cursos de graduação COMEX e Administração com Habilitação em Negócios Internacionais.

Referências

AAKER, David A. Administração estratégica do mercado. 9. ed. Porto Alegre, RS: Bookman, 2012.

BRANDINI, V. (2007). Bela de morrer, chicde doer, do corpo fabricado pela moda: o corpo como comunicação, cultura e consumo na moderna urbe. Contemporânea -Revista De Comunicação e Cultura, 5(1), 1-28.

BROEGA, Ana Cristina; MAZZOTTI, Karla. Marcas de moda: identidade, imagem, comunicação e consumo social. 5º Congresso Latino-americano de Moda, Set./2012. Cartagena da LasIndias, Colombia.

COBRA, Marcos. Marketing & moda. São Paulo, SP: SENAC São Paulo, 2007.

FRANZATO, Carlo. O processo de inovação dirigida pelo design: um modelo teórico. REDIGE,vol. 2, n.1, 2011.

INTERNATIONAL COUNCIL SOCIETIES OF INDUSTRIAL DESIGN. Disponível em:<http://www.icsid.org>. Acesso em: 23 de agosto de 2013.

KOTLER, Philip; ARMSTRONG, Gary. Princípios de marketing.9.ed. São Paulo, SP: Prentice-Hall, 2003.

KOTLER, Philip. Administração de marketing. 10.ed. São Paulo, SP: Prentice-Hall, 2002.

LIPOVETSKY, Gilles. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade do hiperconsumo. Lisboa: Edições 70, 2010.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MCCRACKEN, G. (2007). Cultura e consumo: uma explicação teórica da estrutura e do movimento do significado cultural dos bens de consumo. Revista de Administração de Empresas, 7(1), 99-115.

MONTEIRO, Plínio Rafael Reis; VEIGA, Ricardo Teixeira. Personalidade e segmentação do mercado de moda: contrastes e perfil de jovens inovadores segundo o gênero. PRETEXTO, vol.10, n.1, p.69-87, jan./mar. 2009.

MOZOTA, Brigitte Borja de; KLÖPSCH, Cássia; COSTA, Filipe Campelo Xavier da Gestão do design: usando o design para construir valor de marca e inovaçãocorporativa. Porto legre: Bookman, 2011.

NETO, Alfredo José Machado; GIRALDI, Janaina de Moura Engracia. Análise do posicionamento de indústrias Calçadistas na região de franca.RAE, vol.48, nº1, p.36-47, jan-mar/2008.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico:métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo, RS: Feevale, 2009.

RECH, Sandra Regina. O gestor de design de moda: agente diferenciador no mercado globalizado. Actas de Diseño. Ano 2, vol. 3, jul/2007, Buenos Aires, Argentina.

RIES, Al; TROUT, Jack. Posicionamento: a batalha por sua mente. São Paulo: Pioneira, 2001.

VEIGA-NETO, Alípio Ramos. Um estudo comparativo de formas de segmentação demercado: uma comparação entre VALS-2 e segmentação por variáveis demográficas comestudantes universitários. Revista de Administração Contemporânea, vol. 11, nº1, Curitiba, jan-mar/2007.

ZURLO, F. Il Design del sistema prodotto. In: P. BERTOLA; E. MANZINI(eds.), Design multiverso. Milano, EdizioniPolidesign, 2004.

Downloads

Publicado

2015-01-01

Como Citar

EINSFELDT, Cristine; MULLER, Vera Denise. A percepção do design como posicionamento no segmento de moda. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 8, n. 15, p. 222–248, 2015. DOI: 10.5965/1982615x08152015222. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/5463. Acesso em: 24 jul. 2024.