Vozes não mais veladas: a importância do diálogo e da escuta ativa dos acadêmicos de medicina na educação em saúde sobre a sexualidade e prevenção da aids na população idosa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/259464120702202371

Palavras-chave:

sexualidade na terceira idade, sexualidade, HIV, AIDS, idosos

Resumo

A temática da sexualidade na terceira idade é repleta de preconceitos, estigmatização e discriminação, advindo dos mais diversos setores sociais. Esta alocação de dessexualização dada pelo ideário social à população geriátrica contribui, sobremaneira, para a desinformação sobre a prática sexual segura por este grupo. Sob essa perspectiva, os dados do DATASUS de 2019 refletem esse cenário ao mencionar que foram registrados cerca de 1059 óbitos de indivíduos pertencentes à população idosa, dentre as 7773 mortes ocasionadas por complicações advindas da infecção pelo HIV. Logo, frente a esses dados, faz-se necessário cada vez mais a realização de ações que visem a promoção e a educação em saúde para a pessoa idosa. Com esse objetivo, a partir das vivências dos estudantes do curso de medicina com os idosos do grupo “Idosos da Alegria de Viver, por meio da aplicação do questionário Sexualidade na Terceira Idade e da distribuição de cartilhas que abordavam sobre os principais pontos sobre o vírus HIV e a AIDS, foi possível implementar ações educativas para esse público em questão. Desse modo, por meio do diálogo e da escuta ativa dos participantes da pesquisa, os estudantes puderam extrair que cerca da metade dos entrevistados expressaram não saberem como proceder mediante a uma possível infecção pelo vírus HIV e desconhecerem sobre a profilaxia pré-exposição ao HIV, demonstrando assim, as lacunas presentes na área da saúde. Logo, com a participação dos acadêmicos no projeto de pesquisa foi possível possibilitar ao estudante vivenciar experiências de implementação de ações educativas em saúde para o público-alvo, de modo a contribuir para o aperfeiçoamento do relacionamento médico-paciente e da escuta ativa mais humanizada assim como do diálogo intergeracional dos médicos em construção com seus futuros pacientes. Dessa maneira, as vozes das pessoas idosas que eram veladas passaram a ser escutada por todos, inclusive, pelos profissionais da área da saúde, seja durante a formação, seja após a formação, porque todo ser humano tem o direito de escuta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALENCAR, D.L. et al. Fatores que interferem na sexualidade de idosos: uma revisão integrativa. Ciência & Saúde Coletiva (online), v. 19, n. 08, p. 3533-3542, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/PFm6gRq887pk5ndcvYvzdXq/?lang=pt. Acesso em: 15 abri. 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Banco de dados do Sistema Único de Saúde-DATASUS, mortalidade-Brasil, 2019. Disponível em: https://datasus.saude.gov.br/. Acesso em: 15 abr. 2023.

EVANGELISTA, A. R. et al. Sexualidad de las personas mayores: conocimiento/actitud de enfermeros de la Estrategia Salud de la Familia. Revista da Escola de Enfermagem da USP (online), São Paulo, v.53,2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reeusp/a/qzXZrjQtkBG9H73RrGK9Bwc/. Acesso em: 15 abr. 2023.

MASCHIO, M. B. M. et al. Sexualidade na terceira idade: medidas de prevenção para doenças sexualmente transmissíveis e AIDS Revista Gaúcha de Enfermagem (online), v. 32, n., p.583- 589, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rgenf/a/TF595mvb9BMhhs9BNddtDrF/?lang=pt. Acesso em: 15 abr. 2023.

SILVA E. P. et al. Síndrome da imunodeficiência adquirida: Um panorama sobre os índices da população idosa brasileira. Journal of Aging & Innovation (online), v. 9, n.2, p. 67-76, 2020. Disponível em: chromeextension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/http://www.journalofagingandinnovation.org/wp-content/uploads/6JAIV9E2.pdf. Acesso em: 15 abr. 2023.

VIEIRA, K. F. L. et al. Representação social das relações sexuais: um estudo transgeracional entre mulheres. Psicologia: Ciência e Profissão (online), v. 36, n. 2, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pcp/a/tnnBmB6vVRFvNNsPxxHtNVs/?lang=pt. Acesso em: 15 abr. 2023.

Downloads

Publicado

2024-02-19

Como Citar

MOUTTA, Jéssica de. Vozes não mais veladas: a importância do diálogo e da escuta ativa dos acadêmicos de medicina na educação em saúde sobre a sexualidade e prevenção da aids na população idosa. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 7, n. 2, 2024. DOI: 10.5965/259464120702202371. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/23698. Acesso em: 23 abr. 2024.