ASPECTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS PARA O ENSINO DE EXPOSIÇÕES VIRTUAIS

ANÁLISE DA EXPOSIÇÃO CURRICULAR NOIA

Autores

  • Renata Padilha Universidade Federal de Santa Catarina
  • Thainá Castro Costa Figueiredo Lopes Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/25946412050220214

Palavras-chave:

Exposições virtuais, Expografia, Ensino, Museologia, Cultura digital

Resumo

Este artigo trata das análises, planejamento e desenvolvimento de exposições virtuais no âmbito do ensino remoto emergencial implementado em função da pandemia de COVID-19. Especificamente, a pesquisa se ancora no desenvolvimento da exposição curricular realizada no Curso de Graduação de Museologia da Universidade Federal de Santa Catarina, decorrente da disciplina curricular obrigatória Prática de Exposição. A exposição, proporciona importantes análises sobre curadoria compartilhada, cultura digital e ambiente web, procedimentos metodológicos para desenvolvimento de exposições virtuais e ferramentas de pesquisas de público online.

Referências

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Definição de Curadoria: Os caminhos do enquadramento, tratamento e extroversão da herança. 2008.

CURY, Marília Xavier. Circuitos museais para a visitação crítica: descolonização e protagonismo indígena. RITUR-Revista Iberoamericana de Turismo, v. 7, p. 87-113, 2017.

CURY, Marília Xavier. Museologia, novas tendências. In:__Museu e Museologia: Interfaces e Perspectivas/Museu de Astronomia e Ciências Afins - Organização de: Marcus Granato, Claudia Penha dos Santos e Maria Lucia de N. M. Loureiro . — Rio de Janeiro : MAST, 2009.

LEVY, P. Cibercultura. Editora 34, 1999.

MARTINS, Dalton Lopes. As práticas da cultura digital. sescsp. org. br/revistacpf, p. 51-60, 2018.

MUCHACHO, R. Museus virtuais: a importância da usabilidade na mediação entre o público e o objecto museológico. In: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 4, 2005, Aveiro. Livro de Actas do... Aveiro: Universidade de Aveiro, 2005. p. 1540-1547.

NOIA. Projeto expográfico. Curso de Graduação em Museologia. Universidade Federal de Santa Catarina, 2020.

NOIA. Exposição virtual curricular. Disponível em: < https://exponoia.cfh.ufsc.br/>. Acessado em: 16 de nov. 2021.

PADILHA, Renata Cardozo; CAFÉ, Ligia; SILVA, Edna Lúcia da. O papel das instituições museológicas na sociedade da informação/conhecimento. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 19, p. 68-82, 2014.

PADILHA, R. C.. A representação do objeto museológico pela ótica da reprodutibilidade técnica. In: Igor Soares Amorim e Rodrigo de Sales. (Org.). ENSAIOS EM ORGANIZAÇÃO DO CONHECIMENTO. 1ed. Florianópolis: Editora UDESC, 2021, v. , p. 125-139.

UNESCO. Carta sobre la preservación del patrimonio digital. París: UNESCO, 15 de oct., 2003.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

PADILHA, R.; CASTRO COSTA FIGUEIREDO LOPES, T. . ASPECTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS PARA O ENSINO DE EXPOSIÇÕES VIRTUAIS : ANÁLISE DA EXPOSIÇÃO CURRICULAR NOIA. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 5, n. 2, p. 4-19, 2021. DOI: 10.5965/25946412050220214. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/21302. Acesso em: 18 jan. 2022.