PERFIL LÍPIDICO DE IDOSOS ATENDIDOS POR PROGRAMA DE ATENÇÃO FARMACÊUTICA

Autores

  • Luciene Alves Moreira Marques Universidade Federal de Alfenas
  • Ricardo Radighieri Rascado Universidade Federal de Alfenas
  • Fernanda Borges de Araújo Paula Universidade Federal de Alfenas
  • Selmo de Ávila Lima Universidade Federal de Alfenas
  • Stella Maris da Silveira Duarte Universidade Federal de Alfenas
  • Amilton Marques Universidade Federal de Alfenas

Resumo

O estudo foi realizado com trinta idosos participantes da UNATI (Universidade Aberta à Terceira Idade) da UNIFAL-MG. Os idosos após esclarecimento assinaram o Termo de Consentimento, permitindo a execução dos exames e a obtenção de dados através de um instrumento previamente elaborado. O material biológico (soro) foi coletado no laboratório de aulas práticas de bioquímica clínica da UNIFAL-MG, após 12 h de jejum e as determinações foram realizadas de acordo com os métodos: enzimático de Trinder (Triglicérides e colesterol total), Precipitação com fosfotungstato (HDL-colesterol) e o cálculo de LDL-colesterol e VLDL-colesterol foi realizado com a Fórmula de Friedewald. Foi determinado o IMC (Kg/m2) de cada idoso segundo critérios da OMS, 1997. Dos idosos avaliados, 76,46% apresentaram sobrepeso ou obesidade I ou II. Aproximadamente setenta e três porcento (73,3%) apresentaram alteração no perfil lipídico (­colesterol total, ¯HDL, ­triglicérides), sendo que destes, 41,17% apresentam-se com sobrepeso, 29,41% com obesidade I, 23,52% com IMC normal e, 5,88% com obesidade II. O desenvolvimento de doença arterial coronariana depende de diversos fatores de risco controláveis: obesidade, tabagismo, diabetes mellitus, hipertensão, entre outros. Dos 73,3%, aproximadamente quarenta e um porcento são hipertensos. É importante lembrar também que 85,19% dos idosos estão fazendo uso crônico de medicamentos e que alguns deles podem interferir em exames laboratoriais. Os resultados demonstram que mais da metade dos idosos analisados possuem alteração no perfil lipídico e IMC fora dos padrões desejáveis e portanto, estes deverão ser acompanhados por uma equipe multiprofissional para prevenção de doença arterial coronariana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-02

Como Citar

ALVES MOREIRA MARQUES, L.; RADIGHIERI RASCADO, R.; BORGES DE ARAÚJO PAULA, F.; DE ÁVILA LIMA, S.; MARIS DA SILVEIRA DUARTE, S.; MARQUES, A. PERFIL LÍPIDICO DE IDOSOS ATENDIDOS POR PROGRAMA DE ATENÇÃO FARMACÊUTICA. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 2, n. 1, 2008. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/1704. Acesso em: 5 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos