FAVOR (NÃO) ENTRAR! IMPEDIMENTOS NO ACESSO AOS MUSEUS

Autores

  • Julia Rocha

DOI:

https://doi.org/10.5965/198431781122015048

Palavras-chave:

instituições culturais, visitantes, acessibilidade, educação

Resumo

O que motiva as pessoas a frequentarem instituições culturais? E, em contrapartida, o que desmotiva o acesso de potenciais visitantes aos museus? Neste texto busca-se identificar aspectos que impelem e impedem a formação dos públicos, detendo-se em cinco barreiras para a acessibilidade. Dentre as problemáticas citadas estão: a imponência dos edifícios; a cobrança de bilhetes com valores altos; as dificuldades do acesso físico; a falta de identificação dos museus como espaço de lazer; e os discursos curatoriais institucionalizados. Cada uma destas questões é discutida ao longo do texto, buscando em experiências práticas de Museus possibilidades de transposição das dificuldades à acessibilidade. Ao final, problematiza-se o exercício educativo realizado com os públicos, buscando compreender se a recepção e o trabalho dialogado conseguem diminuir este distanciamento entre visitantes e instituições culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Rocha

Doutora em Educação Artística pela Universidade do Porto

Downloads

Publicado

03-03-2016

Como Citar

ROCHA, Julia. FAVOR (NÃO) ENTRAR! IMPEDIMENTOS NO ACESSO AOS MUSEUS. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 48–65, 2016. DOI: 10.5965/198431781122015048. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/7336. Acesso em: 21 maio. 2024.