Inclusão no Centro de Educação Profissional (CEFORES): perspectiva de alunos com deficiência

Autores

  • Marieles Silveira Instituto Federal de Ciências e Tecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM
  • Paula Teixeira Nakamoto

DOI:

https://doi.org/10.5965/19843178172021e0012

Palavras-chave:

Pessoa com deficiência, Formação profissional, Educação inclusiva, Educação especial.

Resumo

A inclusão da pessoa com deficiência na Educação Profissional e Tecnológica (EPT) é a temática deste estudo – recorte de uma pesquisa de mestrado – e tem como objetivo analisar como os alunos com deficiência compreendem o processo de inclusão nos cursos técnicos do Centro de Educação Profissional (CEFORES), uma escola técnica vinculada à Universidade Federal do Triângulo Mineiro que oferece educação profissional, principalmente na área de saúde, desde 1990. Essa investigação também se caracteriza por: a) entender como é a convivência entre alunos com deficiência, docentes e colegas; b) identificar se esses alunos consideram que suas demandas são atendidas e c) conhecer as expectativas dos alunos com deficiência após a formação profissional. Este estudo apresenta uma abordagem qualitativa de caráter exploratório e descritivo. Como procedimentos para a coleta de dados utilizamos entrevistas com roteiro semiestruturado e os dados foram analisados por meio de análise temática. A pesquisa suscitou que além do apoio de uma educação especializada também deve-se prezar pela formação continuada dos docentes, com intuito de fornecer aos alunos com deficiência uma formação consistente.

Referências

ÁVILA, M.; ALVES, M. R.; NISHI, M. As condições de saúde ocular no Brasil. São Paulo: CBO, 2015. 149 p.

AZEVEDO, M. M.; FERNANDES, S. A.F.; ROSSI, L. Trabalho e Educação: instrumentos de inclusão da pessoa com deficiência na sociedade. Revista Eletrônica Pesquiseduca, Santos, v. 13, n. 29, p. 136-158, jan.-abr. 2021. Disponível em: https://periodicos.unisantos.br/pesquiseduca/article/view/1039. Acesso em: 5 ago. 2021.

BARROS, K. R. S.; OLIVEIRA, S. S. Desafios e dificuldades na formação do professor no atendimento às necessidades educacionais especiais de alunos deficientes inseridos em salas regulares. In: MARTINS, S. E. S. O.; GIROTTO, C. R. M.; SOUZA, C. B. G. (org.). Diferentes olhares sobre a inclusão. São Paulo: Editora Cultura Acadêmica, 2013. v. 1, p. 71-86.

BRASIL. Presidência da República. Decreto nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei 10.436, de 24 de abril de 2002, [...] e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 23 dez. 2005.

Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=9961-decreto-5626-2005-secadi&Itemid=30192. Acesso em: 13 mar. 2019.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 13.146 de 6 de julho de 2015. Institui a lei brasileira de inclusão da pessoa com deficiência. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 7 jul. 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm. Acesso em: 11 fev. 2019.

BRASIL. Presidência da República. Lei 10.346 de 24 abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e dá outras providências. Diário Oficial da União,

Brasília, DF, 25 abr. 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 20 dez. 2019.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 8.213 de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 25 julho 1991. Disponível em: http://ftp.medicina.ufmg.br/osat/legislacao/Lei_8213_MPAS_22092014.pdf. Acesso em 6 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília, DF: MEC, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 12 jul. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 2, DE 11 de setembro de 2001. Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 12 set. 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0201.pdf. Acesso em: 20 fev. 2019.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Súmula nº 377. O portador de visão monocular tem direito de concorrer, em concurso público, [...]s. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 22 abr. 2009. Disponível em: https://sisu.furg.br/images/stories/legislacao/stj-revista-sumulas-2013_34_capSumula377.pdf. Acesso em: 27 fev. 2019.

BRAUN, V.; CLARKE, V. Using thematic analysis in psychology. Qualitative Research in Psychology, London, v. 3, n. 2, p. 77-101, 2006.

CARVALHO, R. E. Educação inclusiva: com os pingos nos “is”. 11. ed. Porto Alegre: Mediação, 2016. 174p.

FIGLIUZZI, R. C.; SANTOS, W. R.; GUIMARÃES, K. C. T. Inclusão do aluno surdo na educação profissional: a importância da interação entre o intérprete de libras e os demais atuantes no processo de ensino do curso técnico da Escola Estadual Leopoldino Rocha em Itapemirim-ES. Revista Estação Científica, Juiz de Fora, n. 15, jan.-jun. 2016.

FLICK, U. Desenho da pesquisa qualitativa. Tradução de Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009. 164 p.

GONSALVES, E. P. Conversas sobre iniciação à pesquisa científica. 4. ed. Campinas: Alínea, 2007. 96 p.

GOULARTE, S. F. S.; GONÇALVES, A. F. Inclusão escolar na educação profissional: das percepções docentes aos desafios e possibilidades. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, 5., 2018; SEMINÁRIO CAPIXABA DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA, 16., 2018, Vitória. Anais eletrônicos [...]. Vitória: EDUFES, 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Resumo Técnico: Censo da Educação Básica 2018. Brasília, DF: INEP, 2019. 66 p. E-Book. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/6386080. Acesso em 13 maio 2019.

JANUZZI, G. de M. A educação do deficiente no Brasil: dos primórdios ao início do século XXI. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2012. 222 p.

LACERDA, C. B. F. Intérprete de Libras em atuação na educação infantil e no ensino fundamental. Porto Alegre: Mediação, 2011. 96 p.

LACERDA, C. B. F.; ALBRES, N. A.; DRAGO, S. L. S. Política para uma educação bilíngue e inclusiva a alunos surdos no município de São Paulo. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 1, p. 65-80, mar. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v39n1/v39n1a05.pdf. Acesso em: 4 abr. 2019.

LANCILLOTTI, S. S. P. Deficiência e trabalho: redimensionamento no contexto universal. Campinas, SP: Autores Associados, 2003. 111 p.

MAZZOTTA, M. J. S.; D'ANTINO, M. E. F. Inclusão social de pessoa com deficiências e necessidades especiais: cultura, educação e lazer. Revista Saúde e Sociedade, São Paulo, n. 2, v. 20, p. 377-389, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v20n2/10.pdf. Acesso em: 26 jun. 2019.

MOURA, K. C. B. A política de inclusão na educação profissional: caso do Instituto Federal do Pernambuco/Campus Recife. 2013. 124 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/tede/4751/1/arquivototal.pdf. Acesso em: 26 jun. 2019

OMOTE, S. Atitudes em relação à inclusão no ensino superior. Journal of research in special educational needs: JORSEN, England, v. 16, p. 211-215, 2016. Suppl. 1. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/1471-3802.12283. Acesso em: 03 abr. 2018.

OLIVEIRA, F. C. de. Educação profissional de pessoas com deficiência: política e produção acadêmica, no Brasil, pós lei 8.213/1991. 2017. 192 f. Dissertação (Mestrado em Educação). – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-28112018-151700/pt-br.php. Acesso em: 04 ago. 2021.

PEREIRA, C. F. A relação do professor com aluno surdo no ambiente escolar. 2021. 19 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especilização em Libras - EAD). Instituto Federal da Paraíba, Patos, 2021. Disponível em: https://repositorio.ifpb.edu.br/jspui/handle/177683/1543?mode=full. Acesso em: 6 ago.2021.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. 277 p.

RODRIGUES, R. A. C. Contribuições aos saberes em inclusão escolar dos profissionais que atuam nos Núcleos de Atendimento às Necessidades Específicas (NAPNEs). 2019. 74 f. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica). Instituto Federal do Espírito Santo, Vitória, 2019. Disponível em: https://repositorio.ifes.edu.br/handle/123456789/604. Acesso em: 6 ago.2021.

SILVA, K. N. P.; RAMOS, M. O ensino médio integrado no contexto da avaliação por resultados. Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 39, n. 144, p. 567-583, jul.-set. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/mMBRdc48cqBFxSCJjpzLSPb/?format=html. Acesso em: 5 ago. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRI NGULO MINEIRO. Centro de Educação Profissional. Projeto pedagógico do CEFORES. Uberaba, MG: UFTM, 2014.

XAVIER, N. S. de. O percurso dos estudantes surdos no ensino profissional e tecnológico no Instituto Federal do Sertão - PE. 2020. 100 f. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica). Instituto Federal do Sertão de Pernambuco, Salgueiro, 2020. Disponível em: https://releia.ifsertao-pe.edu.br/jspui/handle/123456789/628. Acesso em: 05 ago. 2021

Downloads

Publicado

2021-08-16