Sociodrama com alunos de uma escola pública: um estudo sobre vínculos

Autores

  • Bettina Menezes dos Santos Mestranda no programa de Pós Graduação da FFCLRP-USP
  • Daniela de Figueiredo Ribeiro Docente do Departamento de Psicologia e só Programa de Pos Graduação em Desenvolvimento Regional do Centro Universitário Municipal de Franca - Uni-FACEF
  • Antônio dos Santos Andrade Professor e orientador do Programa de Pos-Graduação em Psicologia da FFCLRP/USP.

DOI:

https://doi.org/10.5965/19843178172021e0013

Palavras-chave:

Vínculo, Criança, Sociodrama, Escola pública

Resumo

A pesquisa investigou os modos de vinculação de alunos de 5 a 12 anos de uma escola pública municipal. Na literatura, verifica-se que a constituição dos vínculos podem ser agentes inibidores ou potencializadores da aprendizagem. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada por meio de sociodramas. Participaram 36 crianças, divididas por faixa etária, em 6 grupos, com os quais foram realizadas 10 sessões, que foram transcritas, e passaram por uma análise de conteúdo. A escolha das crianças se deu por indicação da escola. A análise dos dados revela que as crianças trazem situações vinculares importantes, principalmente com a família, havendo tanto vínculos de aceitação quanto de rejeição, neste âmbito. As crianças mais velhas trazem, de forma mais intensiva que as mais novas, temas relativos a vínculos na escola, que se mostraram ser em grande parte de rejeição. A mídia se mostrou um importante fator de vinculação das crianças com o mundo. Com o passar das intervenções, observou-se o desenvolvimento de vínculos com a natureza e com o grupo de crianças, sendo estes fatores de motivação para as crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bettina Menezes dos Santos, Mestranda no programa de Pós Graduação da FFCLRP-USP

PSICÓLOGA, EM FORMAÇÃO EM PSICODRAMA E MESTRANDA EM PSICOLOGIA PELA USP DE RIBEIRÃO PRETO, COM TEMA VOLTADO PARA A ÁREA DE PSICOLOGIA ESCOLAR

Daniela de Figueiredo Ribeiro, Docente do Departamento de Psicologia e só Programa de Pos Graduação em Desenvolvimento Regional do Centro Universitário Municipal de Franca - Uni-FACEF

Docente do Departamento de Psicologia e só Programa de Pos Graduação em Desenvolvimento Regional do Centro Universitário Municipal de Franca  - Uni-FACEFDoutorado direto em Psicologia pela Universidade de São Paulo Psicóloga pela Universidade de São Paulo Psicodramatista Supervisora Didata pela Federação Brasileira de Psicodrama 

Antônio dos Santos Andrade, Professor e orientador do Programa de Pos-Graduação em Psicologia da FFCLRP/USP.

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia, pela USP. Professor aposentado pela USP. Professor e orientador do Programa de Pos-Graduação em Psicologia da FFCLRP/USP.

Referências

BAREICHA, Paulo. Psicodrama, teatro e educação: em busca de conexões. Linhas Críticas, [s.l.], v. 4, n. 7-8, p. 121-136, 1999.

BRITO, V.; MERENGUÉ, D.; MONTEIRO, A. M. Pesquisa Qualitativa e Psicodrama. São Paulo, SP: Ágora, 2006.

CASTILHO, Sabrina Simões. Relações afetivas e processos identitários de crianças e adolescentes em programas de acolhimento institucional: uma pesquisa com oficinas de grupo. 2013. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – PPGPS, Universidade Federal de São João Del-Rei, São João Del-Rei, 2013. Disponível em: http://www.ufsj.edu.br/. Acesso em: 08/03/2019.

CASTRO, L. R.; BESSET, V. L. Pesquisa e Intervenção na infância e juventude. Rio de Janeiro, RJ: Nau, 2008.

DESSEN, M. A.; POLONIA, A. C. A família e a escola como contextos de desenvolvimento humano. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 17, n. 36, p. 21-32, 2007. Disponível em www.scielo.br/paideia. Acesso em: 08/03/2019.

LICINIO, L.; SANTOS, C. P. Políticas públicas para o ensino fundamental: Parâmetros Curriculares Nacionais e Sistema Nacional De Avaliação (SAEB). [edição especial] Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, p. 346-367, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br, Acesso em: 08/03/2019.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MINISTÉRIO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL. Concepção de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Brasília, DF: Secretaria Nacional de Assistência Social Departamento de Proteção Social Básica (MDS), 2013.

NERY, Maria da Penha. Vínculo e afetividade: caminhos das relações humanas. São Paulo, SP: Ágora, 2014.

PINHO, G. S. A.; RIBEIRO, H. B. A.; SOUZA, R. R. Quem cabe na escola? – Instituições de ensino e as práticas de exclusão. Mnemosine, v. 5, n. 2, p. 249-259, 2009.

RAMOS, Antonia Lucia Leite. Vínculo na prática educativa escolar: um estudo com base na ludicidade e no sociodrama. Revista Brasileira de Psicodrama, [s.l.] v.19, n.18, p. 73-84, 2011.

RIBEIRO, Daniela de Figueiredo. Os bastidores da relação família e escola. 2004. Tese (Doutorado em Psicologia) – Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.

SETTON, Maria da Graça Jacintho. Família, escola e mídia: um campo com novas configurações. Educação e pesquisa, [s.l], Revista da Faculdade de Educação da USP, v. 28, n. 1, p. 107-116, 2002.

SIQUEIRA, L. A.; ANDRIATTE, A. M. Um estudo observacional sobre o vínculo afetivo de bebês abrigados em instituições. Boletim de iniciação científica em Psicologia, [s.l.], v. 2, n. 1, p. 8-25, 2001.

WECHSLER, M. P. F. et al. Psicodrama com crianças: das intervenções clínicas às psicossociais [s.n]. Revista Brasileira de Psicodrama, São Paulo, v. 22, n. 2, 2014, p. 25-35. Disponível em

http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicodrama/v22n2/n2a04.pdf. Acesso em: 08/03/2019.

Downloads

Publicado

2021-12-02

Como Citar

MENEZES DOS SANTOS, B.; DE FIGUEIREDO RIBEIRO, D.; DOS SANTOS ANDRADE, A. Sociodrama com alunos de uma escola pública: um estudo sobre vínculos . Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 17, p. e0013, 2021. DOI: 10.5965/19843178172021e0013. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/15484. Acesso em: 28 maio. 2022.