Teatro Aprisionado: trocando experiências artísticas em contextos carcerários

Autores

  • Christina Gontijo Fornaciari Universidade Federal de Viçosa (UFV) https://orcid.org/0000-0002-3551-4082
  • Magno Bucci Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP)
  • Vicente Concilio Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) https://orcid.org/0000-0003-2897-1581
  • Viviane Narvaes Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Zeca Nosé Universidade Federal do Amapá (UFAP)
  • João Marcos Buch

DOI:

https://doi.org/10.5965/14145731033920200401

Palavras-chave:

Teatro na prisão, Sistema penitenciário, Direitos Humanos

Resumo

Transcrição da mesa Teatro Aprisionado: trocando experiências artísticas em contextos carceráriostransmitida pela plataforma Youtube, em 25 de maio de 2020, em meio à Pandemia de Coronavírus. Participaram deste encontro os diretores teatrais Christina Fornaciari, Magno Bucci, Vicente Concilio, Viviane Narvaes e Zeca Nosé e o Juiz de Direito, João Marcos Buch.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christina Gontijo Fornaciari, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Profa. Dra.  Adjunta da Universidade Federal de Viçosa/MG. Doutora em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (2014). Mestra em Performance pela Queen Mary, University of London (2005) e em Teorias e Práticas Teatrais pela ECA/USP (2008). Graduada em Direito pela Faculdade Milton Campos (2002). Coordena o projeto de extensão Performance e Direitos Humanos: discursos pela tolerância.

 

 

Magno Bucci, Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP)

Prof. DR.  FAAP/Ribeirão Preto e Coordenador  dos grupos Mulheres de Atenas e Confraria da Serra, respectivamente na Penitenciária Feminina de Ribeirão Preto e Penitenciária de Serra Azul I.Graduado em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1976). Mestre (1985) e Doutor (1994) em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo. 

Vicente Concilio, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Prof. Dr. Universidade Estadual de Santa Catarina. Licenciado, Mestre (2006) e Doutor (2013) em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo. Coordena o Coletivo de Teatro do Presídio Feminino de Florianópolis, que faz parte do programa de extensão Pedagogia do Teatro e Processos de Criação; e do grupo de pesquisa Infiltrações das artes cênicas nos espaços de privação de liberdade.

Viviane Narvaes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ)

Profa. Dra. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutora em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Coordena, em parceria com a professora Natália Ribeiro Fiche, o Programa de Extensão Cultura na Prisão.

Zeca Nosé , Universidade Federal do Amapá (UFAP)

Prof. Ms. Universidade Federal do Amapá, Mestre em Teatro para Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC), Doutorando em Artes da Cena da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde desenvolve a pesquisa O Teatro amador a partir de dois P(s): Putas e Presos.

João Marcos Buch

Juiz de Direito da Vara de Execuções Penais da Comarca de Joinville/SC, Mestre em Hermenêutica Constitucional, Especialista em Política Criminal, formador da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados e escritor.

Downloads

Publicado

2020-12-23

Como Citar

FORNACIARI, C. G.; BUCCI, M.; CONCILIO, V.; NARVAES, V.; NOSÉ, Z.; BUCH, J. M. Teatro Aprisionado: trocando experiências artísticas em contextos carcerários. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 39, p. 1-29, 2020. DOI: 10.5965/14145731033920200401. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/18937. Acesso em: 6 out. 2022.