Drama e a teoria histórico-cultural: interlocuções possíveis

Autores

  • Diego de Medeiros Pereira Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101242015174

Resumo

O presente texto busca propor um diálogo entre o Drama, método inglês de ensino e experimentação do teatro, difundido no Brasil pela professora Beatriz Cabral, e a teoria histórico-cultural de Lev Vygotsky (1896-1934), uma das principais referências que fundamenta as propostas curriculares voltadas à Educação brasileira. A interlocução é proposta a partir de três conceitos presentes tanto na teoria de Vygotsky quanto na abordagem do Drama: contexto, interação e mediação. Intenta-se lançar bases para uma discussão acerca da dimensão pedagógica dessa abordagem para o ensino do teatro, enfatizando-se sua proximidade com as reflexões pedagógicas contemporâneas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego de Medeiros Pereira, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Doutor em Teatro pelo Programa de Pós-graduação em Teatro (PPGT) - UDESC. Professor Colaborador no Departamento de Artes Cênicas - UDESC e Professor de Teatro na Prefeitura Municipal de Florianópolis. 

 

Downloads

Publicado

2015-07-31

Como Citar

PEREIRA, Diego de Medeiros. Drama e a teoria histórico-cultural: interlocuções possíveis. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 24, p. 174–185, 2015. DOI: 10.5965/1414573101242015174. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101242015174. Acesso em: 19 maio. 2024.