GRUPO DE ESTUDOS DA TERCEIRA IDADE - GETI: 25 ANOS DE ATUAÇÃO NA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Autores

  • Giovana Zarpellon Mazo Universidade do Estado de Santa Catarina

Resumo

A Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, possui o programa de extensão universitária Grupo de Estudos da Terceira Idade - GETI, constituído, desde sua criação, há 25 anos. O objetivo deste estudo é descrever o percurso histórico do GETI, suas ações de extensão e sua integração com o ensino e a pesquisa. Esse percurso demonstra o avanço crescente dos projetos de extensão, bem como na sua atuação no ensino e na pesquisa. O GETI foi criado em 1989 e suas ações possuíam um caráter educacional não possuía uma sede e suas reuniões, geralmente aconteciam nas instalações da reitoria. Em 1996 a partir das ações mais efetivas de professores do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte- CEFID, o GETI passou a ser sediado neste Centro. Desde então, suas ações foram ampliadas com um aumento do número de participantes da terceira idade, de professores, funcionários e discentes da Graduação e Pós- Graduação. Atualmente o GETI tem 17 ações de extensão, nove de cunho de atividades físicas, quatro sócio-educativas e culturais, e três de cunho fisioterapêutico, atingindo aproximadamente 400 pessoas da terceira idade, 20 discentes e 10 docentes. Dessa forma, com tal estrutura o GETI demonstra sua relevância social na atuação comunitária, formação de recursos humanos, produção do conhecimento e inovações. Por meio do GETI a UDESC tem contribuído no desenvolvimento educacional, social e econômico de Santa Catarina.

Biografia do Autor

Giovana Zarpellon Mazo, Universidade do Estado de Santa Catarina

Professora do Departamento de Educação Física do CEFID/UDESC. Pesquisadora Pq do CNPq. Pesquisa na temática Atividade física, saúde e envelhecimento.

Downloads

Publicado

2014-09-30

Como Citar

MAZO, G. Z. GRUPO DE ESTUDOS DA TERCEIRA IDADE - GETI: 25 ANOS DE ATUAÇÃO NA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 74-89, 2014. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/4613. Acesso em: 24 jun. 2021.