ANÁLISE DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO MUNICÍPIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA

RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Autores

  • Alex Mota dos Santos Universidade Federal do Sul da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.5965/259464120502202173

Palavras-chave:

Iniciação científica. Aprender fazendo. Ensino continuado. Extensão universitária.

Resumo

Esse artigo tem como objetivo revelar uma experiência de extensão universitária que teve como foco analisar a importância da vegetação em áreas urbanas e urbanizadas. Para alcançar o objetivo aplicou-se a metodologia Hands-on a partir das atividades de extensão do projeto Aprender Fazendo para estudantes do ensino médio de escolas públicas e estudantes do ensino superior da Universidade Federal de Goiás, Aparecida de Goiânia. Os principais resultados revelaram práticas multidisciplinares de ensino através de atividades em campo. Desse modo, na perspectiva das geociências, realizou-se análises integradas da paisagem nas Unidades de Conservação e da relação entre a geologia local, preservação dos solos com a presença de vegetação nativa e das nascentes. Na perspectiva da cartografia, os estudantes do ensino superior elaboraram mapeamentos temáticos que foram analisados por estudantes do ensino médio.

Referências

ARAGÃO, R.; SANTOS NETO, E. dos; SILVA, P. B. da. Tratando da indissociabilidade ensino, pesquisa, extensão. São Bernardo do Campo: UMESP, 2000.

BASSOLI, F. Atividades práticas e o ensino-aprendizagem de ciência (s): mitos, tendências e distorções. Ciência & Educação, v. 20, n. 3, p. 579-593, 2014. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1590/1516-73132014000300005>. Acesso em: Acesso em: 06 mai. 2020.

CRICHYNO, J. Áreas verdes: bem-estar e segurança nos espaços públicos na área central da cidade do Rio de Janeiro. Cidades Verdes, v.03, n. 4, p. 85-100, 2015. Disponível em: < https://www.amigosdanatureza.org.br/publicacoes/index.php/cidades_verdes/article/viewFile/948/971>. Acesso em: 20 dez. 2019.

DE LA BARRERA, F., REYES-PAECKE, S.; HARRIS, J.; BASCUÑÁN, D.; FARÍAS, J. M. People’s perception influences on the use of green spaces in socioeconomically differentiated neighborhoods. Urban Forestry & Urban Greening, v. 20, p. 254-264, 2016. Disponível em: < https://doi.org/10.1016/j.ufug.2016.09.007>. Acesso em: 25 jan. 2020.

ERNESTO, M.; CORDANI, U.G.; CARNEIRO, C.D.; DIAS, M.A.F.S.; MENDONÇA, C.A.; BRAGA, E.S. Perspectivas do ensino de Geociências. Estudos Avançados, v. 32, n. 94, 2018. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/ea/v32n94/0103-4014-ea-32-94-00331.pdf>. Acesso em: 17 mar. 2020.

MARCIA ERNESTO, I UMBERTO G. CORDANI, II CELSO DAL RÉ CARNEIRO, III MARIA ASSUNÇÃO F. DA SILVA DIAS, IV CARLOS ALBERTO MENDONÇA V e ELISABETE DE SANTIS BRAGA V

FREITAS, H.; OLIVEIRA, M.; SACCOL, Z. A.; MASCAROLA, J. O método de pesquisa survey. Revista de Administração, São Paulo, v.35, n.3, p. 105-112, 2000.

GAGO, E. J.; ROLDAN, J.; PACHECO-TORRES, R., ORDOÑEZ, J. (2013). The city and urban heat islands: A review of strategies to mitigate adverse effects. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 25, p. 749-758, 2013. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.rser.2013.05.057>. Acesso em: 13 dez. 2019.

GOMES, M.A.S.; SOARES, B.R. A vegetação nos centros urbanos: considerações sobre os espaços verdes em cidades médias brasileiras. Estudos Geográficos, v. 1, n. 1, p. 19-29, 2003.

GOMIDE, M.L.; SANTOS, A. Registros das Terras Indígenas de Rondônia por meio de mapas mentais. Revista de Cultura e Extensão USP, v.13, p. 55-63, 2015. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v13i0p55-63>. Acesso em: 13 dez. 2020.

HEILBRONNER, N., REZULLI, J. 2016. The Schoolwide Enrichment Model in Science (A Hands-On Approach for Engaging Young Scientists. Prufrock Press Inc., Waco, Texas. 192 p.

JACOBI, C.M.; FLEURY, L.C.; ROCHA, A.C.C.L. Percepção Ambiental em Unidades de Conservação: Experiência com Diferentes Grupos Etários no Parque Estadual da Serra Do Rola Moça, MG. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA BELO HORIZONTE, 2., 2004, Belo Horizonte. Anais...Belo Horizonte: 2004.

HUMAIDA, N.; PRASETYO, L.B.; RUSHAYATI, S.B. Priority assessment method of green open space (case study: Banjarbaru City). Procedia Environmental Sciences, v. 33, p. 354-364, 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2019.

LIRA, T.M.; CHAVES, M.P.S.R. Comunidades ribeirinhas na Amazônia: organização sociocultural e política. INTERAÇÕES, v. 17, n. 1, p. 66-76, 2016. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/inter/v17n1/1518-7012-inter-17-01-0066.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

MENDONÇA, A.; ALCALA, S. G. S.; SANTOS, A.M. Experiências de Extensão Universitária na área de arborização da Universidade Federal de Goiás. Revista de Extensão, v. 15, p. 2-14, 2018. Disponível em: . Acesso 11 nov. 2019.

MENDONÇA, S. G. L.; SILVA, P. S. Extensão universitária: uma nova relação com a administração pública. Extensão Universitária: ação comunitária em universidades brasileiras. São Paulo, v. 3, p. 29-44, 2002.

MONFREDINI, I. A extensão universitária no Brasil e as possibilidades de formação de sujeitos. In: XII CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - EDURECE, 2015, Curitiba. Anais…. Curtiba: PUCPR, 2015.

NEVES, I. S.; VARGAS, K.B. Projeto de extensão em unidade de conservação: possibilidade de capacitação discente através do estágio do bacharel em geografia e do voluntariado. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 18., 2019, Fortaleza. Anais...Fortaleza, UFC, Fortaleza: 2019.

NOGUEIRA, Maria das Dores Pimentel. Extensão Universitária no Brasil: uma revisão conceitual. In: FARIA, Dóris Santos de (org.). Construção Conceitual da Extensão Universitária na América Latina. Brasília: Universidade de Brasília, p.57-72.

PAULA, J.P.L.; ZAINE, J.E.; LIMA, M.S.; OLIVEIRA, E.M. Análise fisiográficas aplicada à elaboração de mapa geológico-geotécnico de região da Serra do Mar e Baixada Santista. Geociências, v. 27, n. 2, p. 249-264, 2008. Disponível em: < http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/GEOSP/article/view/7060/6505>. Acesso em: 03 mar. 2020.

REIS, L.C.L.; SEMÊDO, L.T.A.S.; GOMES, R.C. Conscientização Ambiental: da Educação Formal a Não Formal. Revista Fluminense de Extensão Universitária, v. 2, n. 1, p. 47-60, 2012. Disponível em: < http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RFEU/article/view/442>. Acesso em: 26 nov. 2029.

SANTOS, A.M.; HOLMES, D.C.S.C.; RAMOS, H.F. Densidade demográfica: um estudo comparativo de duas metodologias a partir de imagens orbital e suborbital na cidade de Aparecida de Goiânia/Goiás. Ateliê Geográfico, v. 12, n. 1, 175-200, 2018. Disponível em: < https://doi.org/10.5216/ag.v12i1.45968>. Acesso em 14 nov. 2019.

SANTOS, A. M.; FRANCO, T. F.; FARIAS, T. S. S.; SOUZA, D. L. L. Aprender Fazendo: Cartografias: Relatos de experiência através da extensão universitária. Revista Conexão, v. 16, p. 1-1, 2020. Disponível em: <https://doi.org/10.5212/Rev.Conexao.v.16.14160.016>. Acesso em: 13 nov. 2019.

SANTOS, A. M. D.; MOTA, V. C. Análise espacial dos usos e da cobertura da terra no pantanal dos rios Guaporé e Mamoré/Rondônia. Revista Brasileira de Geomática, v. 5, p. 433-452, 2017. Disponível em: <https://periodicos.utfpr.edu.br/rbgeo/article/download/5421/4357>. Acesso em: 15 nov. 2019.

SANTOS, A. M. Educação para o trânsito na escola: relato de uma experiência pedagógica a partir da extensão universitária. Revista diálogos: Pesquisa e extensão universitária, v. 22, p. 19-34, 2019. Disponível em: < https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RDL/article/view/9491/6100>. Acesso em: 18 dez. 2019.

SILVA, P. B. A dimensão da extensão nas relações com o ensino e a pesquisa. In: Plano Nacional de Extensão Universitária. Pró-Reitoria de Extensão. Disponível em: <http://uenf.br/reitoria/extensao/principal/plano-nacional-de-extensao-universitaria/>. Acesso em: 18 fev. 2020.

TAVARES, Maria das Graças Medeiros. Os múltiplos conceitos de extensão. In: FARIA, Dóris Santos de (org.). Construção Conceitual da Extensão Universitária na América Latina. Brasília: Universidade de Brasília, p.73-84. 2001.

TAVARES, Maria das Graças Medeiros. Os múltiplos conceitos de extensão. In: FARIA, Dóris Santos de (org.). Construção Conceitual da Extensão Universitária na América Latina. Brasília: Universidade de Brasília, p.73-84. 2001.

ZARDIN, M.C.; OLIVEIRA, J.D.; ARTHUSO, J.P.; BIONDI, D. Perfil e percepção dos frequentadores do parque municipal São Lourenço de Curitiba – PR. REVSBAU, v.12, n.3, p. 37-50, 2017. Disponível em: < https://revistas.ufpr.br/revsbau/article/view/63573/pdf>. Acesso em: 14 dez. 2019.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

MOTA DOS SANTOS, A. ANÁLISE DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO MUNICÍPIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 5, n. 2, p. 73-92, 2021. DOI: 10.5965/259464120502202173. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/20818. Acesso em: 18 jan. 2022.