PROJETO EMI: ENSINO E PROJETO DE EXTENSÃO COM PARTICIPAÇÃO SOCIAL NO MUNICÍPIO DE FORQUILHINHA/SC

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/259464124191

Palavras-chave:

Extensão universitária, Projeto urbano participativo, Espaço Comunitário Multiuso

Resumo

O artigo procura trazer ao debate a importância da extensão universitária como instrumento complementar às atividades acadêmicas de ensino de projeto de arquitetura. Destaca o papel da Universidade na disseminação de práticas projetuais com participação social ativa, por meio da extensão. O emprego de metodologia de participação, na elaboração do programa de projeto urbano, tem sido colocado como alternativa para que os resultados de projetos comunitários alcancem maior engajamento. Parte-se da premissa de que o grau de corresponsabilidade social, sobre qualquer espaço público, está diretamente relacionado à forma como seus cidadãos participam das decisões. O fio condutor se dá por meio de um processo mais horizontal e, portanto, menos vertical, de trocas de saberes técnicos, vernaculares e de afloramento das necessidades comunitárias sobre determinado recorte espacial. O objetivo deste trabalho é apresentar a experiência em andamento do projeto de um parque urbano em uma área de 2,53 ha, localizada em um bairro popular do município de Forquilhinha, sul de Santa Catarina. O projeto de extensão, realizado pelo Escritório Modelo Interdisciplinar de Assistência Técnica (EMI), envolveu a Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), Administração Pública local, instituição de educação especial APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Cooperativa Pioneira de Eletrificação Rural (COOPERA) e a ONG "Coletivo Cultural Catavento". A metodologia compreendeu uma série de ações, destacando-se as oficinas participativas, que envolveram simultaneamente todos os agentes participantes do processo. O que se apresenta como resultado são os passos desencadeados até a realização das oficinas, os métodos de trabalho anteriores, durante e pós oficinas, o resultado programático alcançado e a resposta de projeto desenvolvida até a fase de conclusão do estudo preliminar.

Biografia do Autor

Jorge Luiz Vieira, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Professor tempo integral do Curso de Arquitetura e Urbanismo e coordenador do projeto de extensão Escritório Modelo Interdisciplinar de Assistência Técnica da UNESC.

Evelise Chemale Zancan, Universidade do Extremo Sula Catarinense-UNESC

Professora do Curso de Engenharia Civil, mestre em engenharia civil.

Vanildo Rodrigues, Universidade do Extremo Sul Catarinense-UNESC

Professor do Curso de Engenharia de Agrimensura e Cartográfica, mestre em cartografia

Referências

Freire (2011);de Santos (2007, pp. 28-29);Imai (2007, p. 39);Freire (2013, pp. 87-125);Pateman (1970, apud Imai, 2007, p. 42);Imai (2007, p. 61);Imai (2007, p. 41);

Downloads

Publicado

2021-01-14

Como Citar

VIEIRA, J. L.; ZANCAN, E. C.; RODRIGUES, V. PROJETO EMI: ENSINO E PROJETO DE EXTENSÃO COM PARTICIPAÇÃO SOCIAL NO MUNICÍPIO DE FORQUILHINHA/SC. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 4, n. 1, p. 90-110, 2021. DOI: 10.5965/259464124191. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/17571. Acesso em: 16 out. 2021.