Homens que dançam: sexualidades e envelhecimento na cena e na docência contemporânea

Autores

  • Gustavo de Oliveira Duarte UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA ( UFSM)

Palavras-chave:

Artes, Docência, Gênero, Envelhecimento.

Resumo

O texto trata de uma pesquisa realizada em Salvador/BA, vinculada ao Programa de Pós-graduação em Dança que investigou homens que dançam e suas interfaces com a vivência da sexualidade e com o processo do envelhecer. A pesquisa de campo se deu em três contextos: cena, docência e artistas independentes. Os primeiros eixos contemplaram bailarinos do Balé do Teatro Castro Alves (BTCA) e da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB). Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com os artistas e algumas aulas e ensaios foram observadas e registradas em um diário de campo. O preconceito da família, o privilégio e a autonomia de ser homem, a ressignificação do corpo e da dramaturgia da dança, além de projetos para o futuro foram alguns achados mais significativos. O contexto de Salvador que permite uma rica vivência da dança e o seu aprofundamento acadêmico contribuíram significativamente para a formação dos artistas da dança e sua independência profissional.

Biografia do Autor

Gustavo de Oliveira Duarte, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA ( UFSM)

CURSO DE DANÇA, LICENCIATURA, E EDUCAÇÃO FÍSICA, LICENCIATURA.

Referências

BORRILLO, D. A Homofobia. In: Homofobia & Educação: um desafio ao silêncio.

LIONÇO, T.; DINIZ, D. (Orgs.) Brasília, Letras Livres: Ed. UnB, 2009.

BUTLER, J. Corpos que ainda importam. Dissidências de Gênero e Sexuais.

COLLING, L. (Org.) Salvador: EDUFBA, 2016.

CHASSOT, A. A Ciência é Masculina? São Leopoldo: Editora Unisinos – Coleção Aldus, 2003.

COUTO, E. Corpos Mutantes – Ensaios sobre novas (d)eficiências Corporais. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2007.

DEBERT, G. G. A Construção e a Reconstrução da Velhice: Família, Classe Social e Etnicidade. In: Velhice e Sociedade. Campinas: Papirus, 1999.

DOLL, J. O campo interdisciplinar da gerontologia. In: Tempo de envelhecer: percursos e dimensões psicossociais. Rio de Janeiro: NAU, p. 83-108, 2004.

DUARTE, G.O. Masculinidades dançantes em Pelotas/RS. In: Paralelo 31, v. 2. Pelotas, p. 78-87, 2016.

FACCHINI, R; SIMÕES, J. A. Na trilha do Arco-íris: do Movimento Homossexual ao LGBT. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2009.

GARDNER, P. J. Envelhecimento saudável: uma revisão das pesquisas em Língua Inglesa. In: Revista Movimento, Porto Alegre, v.12, n. 02, p. 69-92, 2006.

GOELLNER, S. V. A produção cultural do corpo. In: LOURO, G. L.; NECKEL, J. F.; GOELLNER, S. V. (Orgs.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. Petrópolis: Vozes, 2003.

HALL, S. Quem precisa de identidade? In: SILVA, T. T. (Org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

LOURO, G. L. Gênero, Sexualidade e Educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: Vozes, 1998.

MEYER, Dagmar E. Gênero e educação: teoria e política. In.: Corpo, Gênero e sexualidade – um debate contemporâneo na educação. Guacira L. Louro, Jane F. Neckel, Silvana V. Goellner (orgs.). Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

MISKOLCI. R. Não somos, queremos. In: COLLING, L. (Org.) Stonewall 40 + o que no Brasil? Salvador: EDUFBA, 2010.

NERI, A. L. Paradigmas Contemporâneos sobre o Desenvolvimento Humano em Psicologia e em Sociologia. In: NERI, A. L. (Org.) Desenvolvimento e Envelhecimento – perspectivas biológicas, psicológicas e sociológicas. Campinas: Papirus, 2001.

PAIVA, A. C. S. Corpos/Seres que não importam – Sobre homossexuais velhos. Bagoas: Revista de Estudos Gays. UFRN, v.3. p. 191-208, 2009.

SCOTT, J. Gênero: uma Categoria útil de Análise Histórica. In: Revista Educação e Realidade, Porto Alegre, v.2, n.2, p. 71-99, 1995.

SEFFNER, F. Composições (com) e resistências (à) norma: pensando corpo, saúde, políticas e direitos LGBT. In: COLLING, L. (Org.) Stonewall 40 + o que no Brasil?. Salvador: EDUFBA, 2011.

SIMÕES, J. A. Homossexualidade masculina e Curso da Vida: pensando idades e identidades sexuais. In: CARRARA, S. et al (org.) Sexualidade e Saberes: Convenções e Fronteiras. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

SPARGO, T. Foucault e a Teoria Queer: seguido de Ágape e Êxtase; orientações pós-seculares. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

TREVISAN, J. S. Devassos no paraíso: a homossexualidade no Brasil: da colônia à atualidade. 6. ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

Downloads

Publicado

2019-07-01