Adaptabilidade e estabilidade em milho: rendimento de grãos x severidade de cercosporiose

Autores

  • Márcio José Engelsing
  • Jefferson Luís Meirelles Coimbra
  • Naime Martins do Vale
  • Leire Daiane Barili
  • Jussara Cristina Stinghen
  • Altamir Frederico Guidolin
  • Juliano Garcia Bertoldo

Palavras-chave:

Zea mays L., Interação genótipo x ambiente, Cercospora zeae-maydis, Produtividade.

Resumo

A adaptabilidade e a estabilidade da produção de grãos de milho e às variações ambientais são características importantes no processo de recomendação de genótipos para a semeadura em determinado ambiente. Três ensaios em diferentes locais (Água Doce, SC, Iraí de Minas, MG e Chapadão do Céu, GO) foram instalados objetivando estimar os parâmetros adaptabilidade e estabilidade fenotípica em genótipos de milho. Para tanto, foram estimados os parâmetros supracitados para os caracteres rendimento de grãos e severidade de cercosporiose a partir de 20 híbridos de milho obtidos pelo cruzamento de cinco genitores (S7) denominados A, B, C, D e E da empresa Agroeste Sementes S.A. O delineamento experimental utilizado em todos os ensaios foi o de blocos completamente ao acaso, com três repetições por tratamento. Para a característica rendimento de grãos foi realizada a colheita das espigas da área útil de cada parcela. Já para doença foi utilizada a escala diagramática de severidade. A avaliação foi realizada no estádio fenológico R5. Os parâmetros adaptabilidade e estabilidade fenotípica foram estimados pelo método de regressão linear proposto por Eberhart e Russel (1966). Os resultados revelaram diferenças significativas entre os fatores de tratamento (ambientes, híbridos e interação de híbridos e ambientes). A maioria dos híbridos testados revelou adaptabilidade ampla e alta estabilidade fenotípica para os caracteres rendimento de grãos e severidade de cercosporiose. A utilização dos genótipos 5, 6 e 10 (BxA, BxC e CxB, respectivamente) dentro do programa de melhoramento da empresa deve ser continuada, em função da necessidade de novos ensaios em ambientes com índices favoráveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

ENGELSING, M. J.; COIMBRA, J. L. M.; VALE, N. M. do; BARILI, L. D.; STINGHEN, J. C.; GUIDOLIN, A. F.; BERTOLDO, J. G. Adaptabilidade e estabilidade em milho: rendimento de grãos x severidade de cercosporiose. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 11, n. 2, p. 106-117, 2012. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/5242. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Artigo Completo - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>