O Cinema Como Criador de Tendências e Fonte de Pesquisa Histórica na Moda

Maria Paula Guimarães, Rita Aparecida da Conceição Ribeiro

Resumo


Apesar de ter surgido na Europa em fins do século XIX, foi nos Estados Unidos que o cinema teve seu maior desenvolvimento e consolidou-se como uma atividade de produção multidisciplinar e seus múltiplos estilos e gêneros tornaram-se objeto de vários estudos. Entre este podemos considerar a influência dos figurinos na constituição de identidades e de gêneros e, ainda, perceber a importância histórica dos figurinos para pesquisa e reconstituição de épocas. Assim, Este artigo propõe a interpretação dos figurinos de filmes musicais, ampliando a classificação proposta por Betton (1987) criando 03 novas categorias: reconstituição de época, figurino contemporâneo e  livre interpretação de época a partir dos filmes Amor, Sublime Amor (1961), Hair (1978) e Os Embalos de Sábado à noite (1977), considerando também que o cinema pode ser fonte de pesquisa histórica dos figurinos como de outros aspectos característicos de uma época, como cenografia, hábitos e costumes de um grupo social.


Palavras-chave


Moda; Cinema; Figurino

Texto completo:

PDF PDF EN

Referências


BATTISTI, Francisleth Pereira. Moda e figurino: unilateralidade. Publicação 1º Encontro Paranaense de Moda, Design e Negócios: Maringá, PR, 2009.

BETTON, Gerard. A Estética do Cinema. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

DE LA HAYE, Amy. Fashion Sourcebook: A Visual Reference To Twentieth Century Fashion. Macdonald & Co Ltda, London, 1988.

CABRAL, Alexandra; FIGUEIREDO, Carlos Manuel. O Figurino na Construção das Personagens e do Drama da Ficção Cinematográfica. CIAUD - Centro de Investigação em Arquitectura, Urbanismo e Design - Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, 8º SOPCOM Comunicação Global, Cultura e Tecnologia, 2016.

CARPINTEIRA, Yolanda Maria Garcia. A Intervenção do Designer de Produção na Peça Cinematográfica. Dissertação para obtenção do grau de mestre em design de comunicação. Faculdade de Arquitetura, Universidade Técnica de Lisboa, 2011.

COSTA, Francisco Araújo da. O figurino como elemento essencial da narrativa. Sessões do Imaginário. Porto Alegre, nº 8, ago, FAMECOS/PUCRS, 2002.

FERRO, Marc. Cinema e História. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992

KORNIS, Mônica Almeida. História e Cinema: um debate metodológico. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 5, n. 10, 1992

LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean. A Estetização do Mundo, Viver na Era do Capitalismo Artista. Companhia das Letras, São Paulo, SP, 2015.

SOUZA, Christine Veras. O Show Deve Continuar: O gênero musical no cinema. Dissertação de mestrado, Escola de Belas Artes, UFMG, BH, 2005.

SOUZA, Amanda; et al. A Retomada do Gênero Musical. São Carlos, SP, 2011.

Sites:

Adoro Cinema . Acessado em 20/06/2017

IMDB . Acessado em 20/06/2017




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1982615x12252019010

Direitos autorais maria paula guimaraes, Rita Aparecida da Conceição Ribeiro

Licença Creative Commons

      http://www.revistas.udesc.br/public/site/images/rocha1/ceart1.png