O Corpo como Interface: Latour e um aprendizado menos afirmativo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103302017005

Resumo

Este artigo propõe relacionar a noção de mente incorporada desenvolvida nas ciências cognitivas por George Lakoff e Mark Johnson, com a discussão levantada por Bruno Latour sobre o modo como descrevemos o corpo. A partir destes dois pontos de vista, discutimos o discurso como manifestação do corpo e os processos mentais como veículo de associação entre mundos, corpos, objetos e sentidos diferentes. Diante destas considerações questionamos o papel do corpo nos estudos científicos, também a partir da perspectiva de Latour. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arlette Souza e Souza, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Mestrado UDESC (2015-2017 ) Departamento de Artes Cênicas. Área Teatro. Formação artística em Teatro e Dança

 

Fátima Costa de Lima, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Departamento de Artes Cênicas. Área Teatro. Formação artística em Teatro e Dança

Downloads

Publicado

2017-12-18

Como Citar

SOUZA, Arlette Souza e; LIMA, Fátima Costa de. O Corpo como Interface: Latour e um aprendizado menos afirmativo. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 30, p. 005–013, 2017. DOI: 10.5965/1414573103302017005. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573103302017005. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Fluxo Continuo