Novos modelos de negócios da moda:

uma análise com base nos arquétipos de negócios sustentáveis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x14322021150%20

Resumo

A moda sustentável tem sido um dos temas mais amplamente discutidos tanto no meio acadêmico quanto profissional. O desgaste dos recursos naturais e uso de mão de obra precária promovidos pela indústria da moda demandam soluções urgentes de melhorias para o setor. Além de diversos conceitos, modelos de negócio têm surgido para integrar a sustentabilidade, no entanto, emerge um questionamento: de que forma a sustentabilidade está sendo incorporada nos modelos de negócios presentes na moda sustentável? Por meio de uma revisão bibliográfica, buscou-se trazer os principais conceitos de moda sustentável e os modelos de negócios existentes na área, sendo estes: slow fashion, moda ética, eco-fashion, fair trade, zero-waste, economia circular, upcycling, reciclagem e economia compartilhada/consumo colaborativo. A partir dessa compreensão, fez-se uso dos oito arquétipos de negócios sustentáveis propostos por Bocken, et al. (2014) a fim de verificar quais deles são aplicáveis à indústria da moda.

Biografia do Autor

Kyung Ha Lee, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

Mestranda em Têxtil e Moda pela EACH-USP e graduada em Comunicação Social pela UNESP.

Downloads

Publicado

2021-04-19

Edição

Seção

Variata