Elementos do design emocional e semântica na concepção da toalha de mesa visando ativar a memória afetiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x14342021191

Palavras-chave:

design emocional, semântica, produto

Resumo

Tradicionalmente, em torno da mesa adornada com uma toalha, a família se reúne para as refeições e constroem momentos afetivos. Desses momentos, a memória afetiva guarda imagens, sabores e cheiros, que sobrevivem ao tempo e as toalhas de mesa são as responsáveis por essas referências. Nesse sentido, o objetivo dessa pesquisa foi identificar a atuação dos elementos do design emocional e as dimensões da semântica do produto para ativar a memória afetiva na concepção da toalha de mesa. Optou-se pela pesquisa qualitativa e descritiva, para a obtenção dos dados teóricos. Os resultados sugerem aplicar na metodologia projetual às contribuições de Jordan (1999), trazendo os benefícios emocionais, que dão prazer durante o uso dos produtos as contribuições de Norman (2004), que ligam as emoções a três níveis de processamento cerebral: visceral, comportamental e reflexivo, bem como a aplicação da semântica trazendo para o produto a dimensão pragmática e a dimensão emocional. 

Biografia do Autor

Ricardo de Moura Mendonça, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Mestrando em Design de Vestuário e Moda (UDESC). Possui graduação em arquitetura e urbanismo pela Faculdade Barddal de Artes Aplicadas (2011) e pós graduação pelo Instituto de Pós Graduação e Graduação - IPOG (2015). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Arquitetura e Urbanismo. Atualmente atua como arquiteto, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura e arquitetura de interiores. Professor da Faculdade Cesusc, mantida pelo Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina.

Icléia Silveira, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Dra. Icléia Silveira DOUTORA em DESIGN Pontífice Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC/RIO. MESTRE em Engenharia de Produção Universidade Federal de Santa Catarina UFSC. Especialista em Moda Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC. Especialista em Atuação para Docente em Nível Superior Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Licenciada em Geografia - Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Professora Efetiva da Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC. Área de atuação - Tecnologia do Vestuário Ergonomia, Modelagem do Vestuário e Processos Produtivos; Gestão do Conhecimento e Aprendizagem Organizacional.

Dulce Maria Holanda Maciel, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Doutora em Engenharia de pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo. Martins Fontes, 2000.

BÜRDEK, B. E. Design: história, teoria e prática do design de produtos. 2ª.ed. São Paulo: Blucher, 2010.

DAMÁSIO, Antônio R. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

DEMIR, E.; DESMET, P.; HEKKERT, P. 2009. Appraisal Patterns of Emotions in Human-Product Interaction. International Journal of Design,2009, v.3 2, 41-51.

DESMET, P. Designing emotions. Delft, The Netherlands. Tese de Doutorado. Delft University of Technology, 2002.

DESMET, P.; HEKKERT, P. Framework of Product Experience. International Journal of Design, 2007.

ECO, Umberto. A Estrutura Ausente. São Paulo: Perspectiva, 2005

JORDAN. Patrick. Inclusive design. IN TONETTO. Leandro Miletto; Xavier da Costa, Filipe Campelo. Design Emocional: Conceitos, abordagens perspectivas de pesquisa. Strategic Design Reserch Journal, Volume 4, Number 3, September- December. Rio Grande do Sul, 1999. Disponível em: http://connection.ebscohost.com/c/articles/77593537/design-emocional-conceitosabordagens-e-perspectivas-de-pesquisa. Acesso em: 05 set. 2018.

HARGREAVES, Lisa Minari. O espetáculo do açúcar: banquetes, artes e artefatos. Tese (Doutorado em Teoria, Crítica e História da Arte). Universidade de Brasília – UnB, 2013. 258 p.

LÖBACH, Bernd. Design Industrial. São Paulo: Edgard Blucher, 2000.

MATAR, João Fernando. Design & Semântica: investigação de técnicas estatísticas para auxílio no projeto de produto. Tese apresentada a Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - Campus Bauru, Programa de Pós-Graduação em Design, 2015.

MORRIS, Charles W. Fundamentos da teoria dos signos. Trad. de Paulo Alcoforado e Milton José Pinto. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1996.

NORMAN, Donald A. Design Emocional: Por que adoramos (ou detestamos) os objetos do dia-a-dia. Rio de Janeiro: Rocco, 2008.

SARDELICH, Maria Emília. Leitura visual de imagens, cultura visual e prática educativa. In: Cadernos de pesquisa, v. 36, n.128, maio/ago, 2006.

STRONG, R. Banquete: uma história ilustrada da culinária, dos costumes e da fartura à mesa. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2004.

YOUR TABLECLOTH. The tablecloth in history. Disponível em: https://yourtablecloth.blog/2013/03/20/the-tablecloth-in-history/. Acesso em: 10 nov. 2018.

WIKIPÉDIA. Toalha. Disponível em: https://en.wikipedia.org/wiki/Toalha. Acesso em: 02 fev. 2018.

VAN GORP, T. ADAMS, E. Designing for Emotion. Waltham: Elsevier, 228 p. 2012.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Edição

Seção

Variata