Wabi-sabi e cultivo de si no processo de criação da coleção de design de moda Comunidade Yuba

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x14342021161

Palavras-chave:

Design de moda, Fernanda Yamamoto, Comunidade Yuba

Resumo

Este artigo aborda a presença da estética tradicional japonesa wabi-sabi na coleção Comunidade Yuba, da designer de moda nipo-brasileira Fernanda Yamamoto. A experiência junto a esta comunidade agrícola formada por nipo-brasileiros, localizada na cidade de Mirandópolis, interior paulista, sustentada pelo tripé “cultivar a terra, amar as artes e orar” e referencia os processos de criação e produção das peças do desfile e das fotos que apresentam o trabalho. A estética wabi-sabi relaciona-se com a beleza que eclode da simplicidade e do decorrer do tempo, variáveis que são identificadas nos processos do trabalho em questão.

Biografia do Autor

Mariana Watanabe Barbosa, Universidade Anhembi Morumbi (UAM), São Paulo, SP

Mestre em design pela Universidade Anhembi Morumbi, Psicóloga pela Universidade Estadual Paulista. É psicóloga clínica e desenvolve intervenções que articulam arte, moda e clínica.

Cristiane Ferreira Mesquita, Universidade Anhembi Morumbi (UAM), São Paulo, SP

Psicanalista, professora e pesquisadora do programa de pós graduação em design da Universidade Anhembi Morumbi. Doutora e mestre pelo programa de pós graduação em Psicologia Clínica da PUC-SP.

Referências

GUATTARI, Félix; DELEUZE, Gilles. Mil platôs-vol. 1. Editora 34, 2000.

GREINER, Christine. Fabulações do Corpo Japonês. São Paulo: N-1 edições, 2017.

GREINER, Christine. Leituras do Corpo no Japão. São Paulo: N-1 edições, 2015.

JONES, Sue Jenkyn. Fashion design. Laurence King Publishing, 2005.

JUNIPER, Andrew. Wabi sabi: The Japanese art of impermanence. Tuttle Publishing, 2011.

MENDES, Eduardo Roberto; DE ALMEIDA, Rosemeire Aparecida. Algumas considerações sobre o geógrafo anarquista Piotr Kropotkin e a comunidade rural Yuba em Mirandópolis (SP). REVISTA NERA, n. 11, p. 109-121, 2012.

OKAKURA, Kakuzo. O livro do chá. Editora Pensamento, 2017.OKANO, Michiko. Ma: entre-espaço da arte e comunicação no Japão. São Paulo: Annablume, 2012.

OKANO, Michiko. A estética wabi-sabi: complexidade e ambiguidade. ARS (São Paulo), v. 16, n. 32, p. 133-155, 2018.

RICHIE, Donald. A tractate on Japanese aesthetics. Stone Bridge Press, 2007.

SALLES, Cecilia. Redes da criação-a construção da obra de arte. Horizonte, 2016.

SATOMI, AL Música japonesa transterritorial: atitude ética ou estética? In:.SHIODA, Cecília Kimie Jo et al. Dô-caminho da arte: do belo do Japão ao Brasil. 2013.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Edição

Seção

Variata