A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho na região do ABC Paulista

uma visão ampla

Autores

  • Vanessa Celia Domingos Custodio Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas image/svg+xml
  • Iara Del Pilar Solar Diaz Universidade Federal da Bahia image/svg+xml
  • Catia Melo Centro Universitário Fundação Santo André image/svg+xml

DOI:

https://doi.org/10.5965/198431782012024e0052

Palavras-chave:

educação inclusiva, inclusão social, mercado de trabalho, pessoas com deficiência

Resumo

O presente estudo teve como objetivo caracterizar o processo de inclusão de pessoas com deficiência (PcD) no mercado de trabalho na região do ABC paulista. Analisou-se a situação atual da inclusão das PcD nas empresas estudadas, avaliando de uma forma geral os empregados e empregadores. Os questionários foram aplicados aos funcionários e aos empregadores em diferentes cargos. O estudo foi dividido em duas fases, uma primeira exploratória e uma segunda analítico-descritiva. Foram aplicadas técnicas quantitativas e qualitativas de coleta e análise. Foi utilizada a Teoria dos Jogos como forma de confirmar a ocorrência de influências, e de que forma atuam no processo decisório de contratação das PcD. A inclusão das PcD no mercado de trabalho nas empresas do ABC obedece, em sua maioria, a lei de cotas, entretanto são necessárias mudanças estruturais nas relações de trabalho, sem as quais a aplicabilidade das medidas previstas teria apenas efeito paliativo. Ressalta-se aqui a necessidade, cada vez maior, do desenvolvimento de pesquisas voltadas à compreensão e análise da nova realidade profissional no interior das organizações de trabalho, tanto na avaliação e questionamento das práticas existentes quanto para aventar novas possibilidades para a contratação das PcD.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Celia Domingos Custodio, Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas

Universidade Metodista de São Paulo, Bacharel em Educação Física e Graduação Bacharel pela Universidade FMU em Fonoaudiologia. Atualmente atua como palestrante motivacional na área com PcD

Iara Del Pilar Solar Diaz, Universidade Federal da Bahia

Pós-doutoranda pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em Genética e Melhoramento Animal. Em 2013 e 2014 foi Coordenadora dos Serviços Genéticos da Agroceres PIC Brasil e Argentina. Possui graduação em zootecnia pela Universidade de Marília e título de Mestre e Doutor na área de Genética e Melhoramento Animal pela faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (UNESP). Em 2011 e 2012 esteve na Colorado State University, CO, EUA, onde realizou parte de seu doutorado (período de 1 ano). Tem o título de pós-doutora pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (UNESP) em Genética e Melhoramento Animal. Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos, atuando principalmente nos seguintes temas: estatística, estimação de parâmetros, modelos, softwares e programação para análise de dados.

Catia Melo, Centro Universitário Fundação Santo André

Bacharel e licenciada plena em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Fundação Santo André. Mestra e Doutoranda em Neurociência e Cognição pela Universidade Federal do ABC, com pesquisa em depressão, ansiedade e doença de Alzheimer relacionadas à termorregulação. Especialista em Educação Especial e Inclusiva. Especialista em Libras - Língua Brasileira de Sinais. Aprimoramento Profissional em Educação Ambiental e Zoológicos, com enfoque em Atividades Educativas Inclusivas na Fundação Parque Zoológico de São Paulo.

Referências

ARAUJO, J.P., SCHIMIDT, A.A. A inclusão das pessoas com necessidades especiais no trabalho: a visão de empresas e instituições educacionais especiais na cidade de Curitiba. Revista Brasileira Educação especial, v. 12, n.2, p.241-254, 2006.

ASSUNÇÃO, R. V., CARVALHO-FREITAS, M. N., & OLIVEIRA, M. S. Satisfação no trabalho e oportunidades de desenvolvimento da carreira entre profissionais com deficiência. Revista Psicologia Organizações e Trabalho, 15(4), 340-351. 2015.

BÊRNI, D.A. Teoria dos Jogos: jogos de estratégia, estratégia decisória, teoria da decisão. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Ed., 2004.

BRUMER, A.; PAVEI, K., MOCELIN, D.G. Saindo da “escuridão”: perspectivas da inclusão social, econômica, cultural e política dos portadores de deficiência visual em Porto Alegre. Sociologias, v.6, n.11, p.300- 327, 2004.

CARVALHO-FREITAS, M. N. A inserção de PcD em empresas brasileiras – um estudo sobre as relações entre concepções de deficiência, condições de trabalho e qualidade de vida no trabalho (Tese de doutorado). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 2007.

DAVIS, M.D. Teoria dos jogos: uma introdução não técnica. São Paulo: Cultrix, 1973.

DOVAL, J.L.M. Inclusão de pessoas com deficiência no Mercado de Trabalho: desafios e tendências. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 199 p. 2006.

FERREIRA, J.R. A exclusão da diferença: educação do portador de deficiência. Piracicaba:Unimep, 1993.

FRANÇA, I.S.X. DE; PAGLIUCA, L.M.F.; BAPTISTA ROSILENE SANTOS. Política de inclusão do portador de deficiência: possibilidades e limites. Acta Paul Enferm, v. 21, p.112-116, 2008.

IBDD – Instituro Brasileiro de Defesa dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência. Responsabilidade social e diversidade: deficiência, trabalho e exclusão. Rio de Janeiro: BNDES, 2004.

MACIEL, M.R.C. Portadores de Deficiência – a questão da inclusão social. São Paulo em Perspectiva, v.14, n.2. 2000.

MANTOAN, M. T. E. Caminhos pedagógicos da inclusão: como estamos implementando a educação (de qualidade) para todos nas escolas brasileiras. São Paulo: Memnon, 2001.

MARCONI, R.M. Empresa não é obrigada a contratar deficiente sem qualificação. http://www.conjur.com.br/2013-dez-26/rodrigo-marconi-empresa-nao-obrigada-contratar-deficiente-qualificacao. Revista Consultor Jurídico, 26 de dezembro de 2013.

NAMBU, T. S. Construindo um mercado de trabalho inclusivo: guia prático para profissionais de recursos humanos. CORDE, São Paulo:

OMOTE, S. Perspectivas para conceituação de deficiências. Revista Brasileira de educação especial. São Paulo: UNIMEP, v.II, n. 4, p.127-135, 1996.

PAIVA, J.C.M.; BENDASSOLLI, P.F. Políticas sociais de inclusão social para Pessoas com Deficiência. Psicologia em Revista, v.23, n.1, p.418-429, 2017.

PASTORE, J. Oportunidades de trabalho para portadores de deficiência, 2 ed. São Paulo: Ltr, 2000.

PEREIRA, CAMILA DE SOUSA; DEL PRETTE, ALMIR; DEL PRETTE, ZILDA APARECIDA. Qual o significado do trabalho para as pessoas com e sem deficiência física? Psico- USF, v. 13, n.1, p. 105-114, jan./ jun. 2008.

Pessoa com deficiência ou PcD: qual o termo correto? Potência Seguros, São Paulo, 24 de jul. de 2019. Disponível em: https://potencia.com.br/pcd/pessoa-com-deficiencia-ou-pcd. Acesso em 24 de julho de 2019.

REBECCA EMY. Cidades do ABC querem atrair mais empresas para a região. Diário, Comércio, Indústria e Serviços. São Paulo, 08 de jun. de 2019. Disponível em: https://www.dci.com.br/dci-sp/cidades-do-abc-querem-atrair-mais-empresas-para-a-regi-o-1.792616. Acesso em 24 de julho de 2019.

RIBEIRO, T.S. A inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e a ineficácia da aplicação da lei de cotas nas empresas privadas. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XV, n. 101, jun 2012. Disponível em: <http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=11835>. Acesso em dez 2014.

RODRIGUES, F. Mais uma que não emplaca: Lei que fixa cotas para pessoas de deficiências está longe de ser cumprida. O Globo, caderno Boa Chance: p.1,3 junho 2007.

ROSENDO, A.T.V.; LEAL, P.H. A inserção da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho: Um Estudo sob a ótica da Psicologia Organizacional. Revista Multidisciplinar e de Psicologia, v.11, n. 37. 2017.

SANTOS, A.T.; TRAVELIN, A.T.C. Inserção do portador de deficiência no mercado de trabalho. 2011. Disponível em <http://www.centropaulasouza.sp.gov.br/pos-graduacao/workshop-de-pos-graduacao-epesquisa/007-workshop-2012/workshop/trabalhos/gestneg/insercao-do-portador.pdf.>. Acesso em 13 fev. 2016

SASSAKI R. K. Atualizações semânticas na inclusão de pessoas: Deficiência mental ou intelectual? Doença ou transtorno mental? Revista Nacional de Reabilitação, ano IX, n. 43, mar./abr. 2005, p.9-10.

SASSAKI, R.K. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. 1ed. Rio de Janeiro, WVA, 1997.

SILVA ET Al, Inclusão das pessoas com deficiência no Mercado de Trabalho. Revista Direito e Dialogicidade, vol 4, n. 2, 2013.

SIMAS, A. L. B.; SOUTO, J. F.; CARVALHO-FREITAS, M. N. Inclusão de pessoas com deficiência no trabalho: percepção dos universitários. Psicologia: Teoria e Prática, 16(3) 30-42. 2014.

TANAKA, E. D. O.; MANZINI, E. J. O que os empregadores pensam sobre o trabalho da pessoa com deficiência? Revista Brasileira Educação Especial. vol.11, nº.2, Marília, Mai- Ago, 2005.

VIEIRA, C. M., VIEIRA, P. M., & FRANCISCHETTI, I. Profissionalização de pessoas com deficiência: reflexões e possíveis contribuições da psicologia. Revista Psicologia Organizações e Trabalho, 15(4), p.352-361. 2015

Downloads

Publicado

05-03-2024

Como Citar

CUSTODIO, Vanessa Celia Domingos; DIAZ, Iara Del Pilar Solar; MELO, Catia. A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho na região do ABC Paulista: uma visão ampla. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 20, n. 1, p. e0052, 2024. DOI: 10.5965/198431782012024e0052. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/15882. Acesso em: 23 abr. 2024.