Combinações elementares: potencialidades de um jogo didático no ensino fundamental e para a dislexia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/198431781632020343

Palavras-chave:

Jogo didático, Dislexia, Ensino de Química, Inclusão,

Resumo

A pesquisa tem como objetivo analisar os limites e possibilidades de um jogo didático de Química na aula de Ciências e no processo de inclusão de um aluno do Ensino Fundamental com dislexia de uma escola estadual. A pesquisa é de natureza qualitativa do tipo participante. Os dados foram constituídos seguindo os aportes da observação participante, registrando em notas de campo a dinâmica da sala de aula de Ciências, a situação escolar do aluno, seu comportamento em sala, sua interação com colegas e com a professora, e a relação da escola com a inclusão; e entrevista semiestruturada com a professora de Ciências. O jogo foi desenvolvido no decorrer da pesquisa, de acordo com a realidade da turma, seguindo o conteúdo programático e as particularidades da dislexia, sendo aplicado ao final das observações. O aumento do interesse pelos assuntos, o engajamento dos estudantes, além do estímulo à maior relação entre professor e aluno foram resultados encontrados, destacando a potencialidade de um recurso didático imagético e lúdico. Pelas características do material elaborado, nota-se a contribuição para a inclusão dos estudantes, por meio da ludicidade, e as potencialidades da imagem para o trabalho com a dislexia.

Biografia do Autor

Jeferson Luis Zaranski, Universidade Federal do Paraná

UFPR - Departamento de Química - Licenciando em Química. Área Pesquisa em Ensino de Química.

Luciane Godoi, Universidade Federal do Paraná

UFPR - Departamento de Química - Licencianda em Química - Graduada em Química Industrial, Mestre e Doutora em Engenharia e Ciências de Materiais. Área Pesquisa em Ensino de Química.

Camila Silveira, Universidade Federal do Paraná

UFPR - Docente do Departamento de Química - Licenciada em Química, Mestre e Doutora em Educação para Ciência. Área Pesquisa em Ensino de Química.

Referências

Associação Brasileira de Dislexia. O que é Dislexia? Set. 2016. Disponível em: . Acesso em: 19 maio 2019.

COELHO, V. M. O jogo como prática pedagógica na escola inclusiva. 2010. 26 f. Artigo Monográfico (Especialização em Educação Especial) – Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Conselheiro Lafaiete, 2010.

GARCEZ, E. S. C. O lúdico no ensino de Química: um estudo do estado da arte. 2014. 178 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciência e Matemática) – Pró-reitoria de Pós-graduação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.

MESSEDER NETO, H. S.; MORADILLO, E. F. O jogo no ensino de Química e a mobilização da atenção e da emoção na apropriação do conteúdo científico: aportes da psicologia histórico-cultural. Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 2, p. 523-540, abr./jun. 2017.

MESSEDER NETO, H. S.; MORADILLO, E. F. O lúdico no ensino de Química: considerações a partir da psicologia histórico-cultural. Química Nova da Escola, São Paulo, v. 38, n. 4, p. 360-368, nov. 2016.

MOREIRA, M. A. Pesquisa em Ensino: Métodos Qualitativos. In: MOREIRA, M. A. Metodologias de pesquisa em ensino. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2011. p. 73-117.

PEREIRA, S. M. BIANCO, A. A. G. Recursos imagéticos para o ensino das Ciências a crianças disléxicas. CCNEXT, Santa Maria, v. 3, n. Ed. Especial XII EIE, p. 793-797, ago. 2016.

QUADROS, A. L. et al. Ensinar e aprender Química: a percepção dos professores do ensino médio. Educar em Revista, Curitiba, n. 40, p. 159-176, abr./jun. 2011.

ROCHA, J. S.; VASCONCELOS, T. C. Dificuldades de aprendizagem no ensino de Química: algumas reflexões. In: Encontro Nacional de Ensino de Química, 18., 2016, Florianópolis. Anais [...], Florianópolis: UFSC, 2016. p. 1-10.

SANTOS, G. H. Inclusão e práticas de ensino para alunos com dislexia. 12 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2016.

SILVA, R. M. R.; GAIA, M. C. M. Dislexia e o ensino de Ciências. 2013. 11 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) – Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix, Belo Horizonte, 2013.

SYZMANSKI, H. et al. A Entrevista na Pesquisa em Educação: a prática reflexiva. Série Pesquisa em Educação, Ed. 4, v. 4. Brasília: Liber Livro Editora, 2011.

VEIGA, M. S. M. et al. O ENSINO DE QUÌMICA: algumas reflexões. In: Jornada de Didática, 1., 2012, Londrina, Anais [...], Londrina: UEL, 2012, p. 189-198.

VIANNA, H. M. Pesquisa em educação: a observação. Série Pesquisa em Educação, v.5. Brasília: Plano Editora, 2007.

Downloads

Publicado

2020-07-01