Educação a distância: a oportunidade de inclusão dos idosos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/19843178172021e0005

Palavras-chave:

Educação a distância; Tecnologias de informação e comunicação; Idosos; Inclusão;

Resumo

Este estudo teve como objetivo contribuir para o fomento de maiores discussões acerca da inclusão social dos idosos mediante a EaD, utilizando como metodologia a Revisão Narrativa de Literatura. Buscou-se por publicações inerentes ao assunto datadas entre os anos 1994 e 2018, selecionando-se um total de 21 obras. Estas, por sua vez, foram discutidas em quatro categorias: Contexto da educação para idosos; O envelhecimento como fator de exclusão e incapacidade; A relação entre idosos, Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e Educação a Distância (EaD); Educação a Distância e inclusão. Os resultados desta pesquisa mostraram que a Educação a Distância se constitui como uma modalidade que propicia a inclusão dos idosos na sociedade, todavia, evidenciou-se a existência, no Brasil, de uma cultura enraizada que associa o envelhecimento humano a exclusão e incapacidade, como também, evidenciou-se a carência de métodos de ensino, didática e profissionais qualificados para tal realidade. Desta maneira, espera-se que este estudo contribua para fomentar maiores discussões sobre o assunto, culminando em outros projetos que venham a beneficiar os idosos.

Biografia do Autor

Rosicleia Arruda de Souza, Universidade do Estado de Mato Grosso

Especialista em Ensino a Distância pela Universidade do Estado de Mato Grosso, Brasil. Bacharela em Administração pela Universidade do Estado de Mato Grosso, Brasil

Referências

ALFINITO, Solange et al. (Org.) Aplicações e tendências do uso de tecnologias de informação e comunicação na educação superior presencial no Brasil. Brasília: Universidade de Brasília, Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, 2012. Disponível em: http://leunb.bce.unb.br/jspui/handle/123456789/28. Acesso em 20 de nov. de 2018.

BARBIERI, N. A. Velhice: melhor idade?O Mundo da Saúde, São Paulo - 2012 36(1):116-119. Reflexão sobre o tema. Disponível em: https://www.saocamilosp.br/pdf/mundo_saude/90/17.pdf. Acesso em: 12 de set. de 2018.

BRASIL. Lei nº 10.741 de 1º de outubro de 2003. Disponível em: http://www2.camara.leg.br. Acesso em: 03 de set. de 2018.

BRASIL. Lei nº 8.842, de janeiro de 1994. 1ª edição. Brasília. Reimpresso em maio de 2010. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Normativas/politica_idoso.pdf. Acesso em: 20 de nov. de 2018.

BATISTA, M. P. P; SOUZA, F. G; SCHWARTZ, G; EXNER, C; ALMEIDA, M. H. M. Utilização no cotidiano de tecnologias da informação e comunicação por idosos participantes da Universidade Aberta da Terceira Idade da Universidade de São Paulo. 2015. Revista Kairós Gerontologia, 18(4), pp. 405-426. ISSNe 2176-901X. São Paulo (SP), Brasil: FACHS/NEPE/PEPGG/PUC-SP. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/30257. Acesso em: 21 de nov. de 2018.

FIGUEIREDO, M. D; CAVEDON, N. R. A Invisibilidade dos Idosos: O Estigma Imputado aos Mais Velhos e Suas Implicações em Centro Comercial de Porto Alegre. II Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho. Curitiba/PR – 15 a 17 de novembro de 2009. Disponível em: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/2009_ENGPR79.pdf. Acesso em: 20 de out. de 2018.

GAIO, C; ALENCASTRO, M. S. C. A contribuição da educação à distância para a qualidade de vida na terceira idade.Revista Intersaberes | vol. 7 n.14, p. 335 -367 |ago. – dez. 2012 |ISSN 1809-7286. Disponível em: https://www.uninter.com/intersaberes/index.php/revista/article/view/329. Acesso em: 20 de out. de 2018.

GIL, A.C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6ª Ed. São Paulo: Editora Atlas S. A. - 2008.

KREIS, R.A; ALVES, V. P; CÁRDENAS, C. J; KARNIKOWSKI, M. G. O. O impacto da informática na vida do idoso.Revista Kairós, São Paulo, 10(2), dez. 2007, pp. 153-168. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/2596/1650. Acesso em: 20 de out. de 2018.

MACHADO, L. R; BEHAR, P.A; DOLL, J. O uso de um ambiente virtual de aprendizagem por idosos: considerações e discussões.Nuevas Ideas en informática Educativa. 2011. Disponível em: http://www.tise.cl/volumen7/TISE2011/Documento34.pdf. Acesso em: 18 de out de 2018.

MELO, C. Fichamento acadêmico: o que é e como fazer.UNINABUCO – Centro Universitário Joaquim Nabuco. 2016. Disponível em: http://www.joaquimnabuco.edu.br/noticias/fichamento-academico-o-que-e-e-como-fazer.Acesso em: 29 de nov. de 2018.

OLIVEIRA, F. E; HARACEMIV, S. M. C. Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE. Artigos. 2016. Volume I. Cidadania e direitos humanos dos idosos: desafios curriculares na educação básica. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_unicentro_port_pdp_mirian_izabel_tullio.pdf. Acesso em: 21 de nov. de 2018.

OLIVEIRA, RITA DE CÁSSIA DA SILVA; OLIVEIRA, F; SCORTEGAGNA, P. Inclusão, Empoderamento e Políticas Educacionais: A Educação ao Idoso em Processo de Construção.Seminário de pesquisa do PPE. Universidade Estadual de Maringá. 07 a 09 de maio de 2012. Disponível em: http://www.ppe.uem.br/publicacoes/seminario_ppe_2012/trabalhos/co_03/066.pdf. Acesso em: 19 de nov. de 2018.

ORDONEZ, T. N. Conhecendo e entendendo a universidade aberta à terceira idade.ABG – Associação Brasileira de Gerontologia. 2018. Disponível em:https://www.aterceiraidade.net/conhecendo-e-entendendo-a-universidade-aberta-a-terceira-idade/. Acesso em: 18 de nov. de 2018.

PACIEVITCH, T. Navegando e Aprendendo. Informática.Tecnologia da informação e comunicação.Infoescola. 2018. Disponível em: https://www.infoescola.com/informatica/tecnologia-da-informacao-e-comunicacao/. Acesso em: 20 de out. de 2018.

PAULO, C. A; TIJIBOY, A. V. Inclusão Digital de Pessoas da Terceira Idade Através da Educação a Distância.CINTED-UFRGS. Novas Tecnologias na Educação. V. 3 Nº 1, Maio, 2005. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/13797.Acesso em: 21 de nov. de 2018.

ROZENDO, A. JUSTO, J. S. Velhice e Terceira Idade: tempo, espaço e subjetividade.Revista Kairós Gerontologia, 14(2), ISSN 2176-901X, São Paulo, junho 2011: 143-159. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/8212.Acesso em: 12 de set. 2018.

STUBBS, S; LEWIS, S. (ed.). Educação Inclusiva. Onde existem poucos recursos. The Atlas Alliance. 2008. fl_ 68. Disponível em: http://redeinclusao.pt/media/fl_68.pdf. Acesso em: 18 de set.2018.

VIDAL, E. M; MAIA, J. E. B. Introdução a Educação a Distância. Secretaria de Educação a Distância (SEAD/UECE). RDS Editora. 2010. Disponível em: https://www.uece.br/cev/index.php/arquivos/doc_download/68-texto3.Acesso em: 18 de set. 2018.

Downloads

Publicado

2021-06-17