Efeito da carga de gemas da videira ‘Cabernet Franc’ na interceptação da radiação solar e na fertilidade de gemas

Autores

  • Douglas André Würz Instituto Federal de Santa Catarina, Canoinhas, SC, Brasil.
  • Bruno Farias Bonin Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.
  • Alberto Fontanella Brighenti Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, São Joaquim, SC, Brasil
  • Adrielen Tamiris Canossa Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.
  • Juliana Reinehr Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.
  • Ricardo Allebrandt Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.
  • Betina Pereira de Bem Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.
  • Leo Rufato Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.
  • Aike Anneliese Kretzschmar Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711842019453

Palavras-chave:

Vitis vinifera L., poda, equilíbrio vegetativo, manejo do dossel

Resumo

Devido a uma carência de informações técnico-cientificas sobre o efeito da carga de gemas em relação a interceptação da radiação solar, e o seu efeito na fertilidade de gemas, tem-se como objetivo desse trabalho avaliar o efeito do aumento da carga de gemas da videira ‘Cabernet Franc’ em relação a interceptação da radiação fotossinteticamente ativa e o seu efeito na fertilidade de gemas em região de elevada altitude de Santa Catarina. Este experimento foi conduzido durante safra 2016/2017, em um vinhedo comercial, localizado no munícipio de São Joaquim. Utilizaram-se plantas de ‘Cabernet Franc’ enxertadas sobre o porta-enxerto ‘Paulsen 1103’. Os tratamentos consistiram em quatro diferentes níveis de cargas de gemas: 15, 30, 50 e 75 gemas planta-1. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com quatro blocos e cinco plantas por parcela. Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e comparados pelo Teste Tukey a 5% de probabilidade de erro. Os resultados desse estudo evidenciam a importância da interceptação da radiação fotossinteticamente ativa na fertilidade de gemas, observando-se redução da fertilidade de gemas em situações de redução da interceptação da radiação fotossinteticamente ativa, nesse caso, causado pelo aumento da carga de gemas, que resulta em um maior número de ramos, proporcionando um dossel mais denso, reduzindo a interceptação da radiação fotossinteticamente ativa que alcança as gemas da videira, sendo esse efeito, mais pronunciado nas gemas localizada na posição basal do ramo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas André Würz, Instituto Federal de Santa Catarina, Canoinhas, SC, Brasil.

Engenheiro Agrônomo e Sommelier Internacional, com experiência na área de Viticultura, Enologia e Análise Sensorial de Vinhos. Especialista em Proteção de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e especialista em Agronegócio (Unicesumar). Desempenhou Funções de Engenheiro Agrônomo, Gerente de Campo, Recepção de visitantes e degustações em Vinícola. Atuou também como professor de Viticultura, Fitossanidade e Administração e Economia Rural do Curso Técnico de Viticultura e Enologia, da Escola de Ensino Básico Manoel Cruz, em São Joaquim - Santa Catarina. Possui qualificação WSET Level 1 Award in Wines (QCF), pela The Wine School & Spirit Education Trust Limited e é Sommelier Internacional pela FISAR/UCS. Atualmente é Mestrando em Produção Vegetal da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, atuando na área de Viticultura e Enologia. Colunista sobre Vinhos no "Jornal A Tribuna" de São Joaquim - SC, no jornal "Diário de RioMafra" de Mafra - SC e no Jornal "Testo Notícias" de Pomerode - SC, no Jornal "Correio do Contestado" de Papanduva - SC, no Jornal "Perfil" de Rio Negrinho - SC e "Revista Expressiva" de Lages - SC.

Referências

AHMAD MW et al. 2004. Effect of pruning severity on growth behavior of spur and bunch morphology of grapes (Vitis vinifera L.) cv. Perlette. International Journal of Agriculture and Biology 6: 160-161.

ANDREINI L et al. 2009. Study on the morphological evolution of bud break in Vitis vinifera L. Vitis 48: 153–158.

BEM BP et al. 2016. Effect of four training systems on the temporal dynamics of downy mildew in two grapevine cultivars in southern Brazil. Tropical Plant Pathology 41: 370-379.

BINDON K et al. 2008. Influence of partial root zone drying on the composition and accumulation of anthocyanins in grape berries (Vitis vinifera cv. Cabernet sauvignon). Australian Journal and Grape Wine Research 14: 91–103.

BOTELHO RV et al. 2006. Fertilidade de Gemas de Videira: Fisiologia e fatores envolvidos. Ambiência 2: 129-144.

BRIGHENTI AF et al. 2014. Desempenho vitícola de variedades autóctones italianas em condição de elevada altitude no Sul do Brasil. Pesquisa Agropecuária Brasileira 49: 465-474.

BRIGHENTI AF et al. 2017. Ecophysiology of three Italian cultivars subjected to two pruning methods in Santa Catarina, Brazil. Acta Horticulturae 1: 381-388.

CHRISTENSEN LP et al. 1994. The effects of pruning level and post bud break cane adjustment on Thompson seedless raisin production and quality. American Journal of Enology and Viticulture 45: 141-152.

GREVEN MM et al. 2014. Influence of retained node number on Sauvignon Blanc grapevine vegetative growth and yield. Australian Journal of Grape and Wine Research 20: 263-271.

GREVEN MM et al. 2015. Influence of retained node number on Sauvignon Blanc grapevine phenology in a cool climate. Australian Journal of Grape and Wine Research 21: 209-301.

JACKSON DI & LOMBARD PB. 1993. Environmental and management practices affecting grape composition and wine quality – a review. American Journal of Enology and Viticulture 44: 409-430.

KELLER M & KOBLET W. 1995. Dry matter and leaf area partitioning, bud fertility and second season growth of Vitis vinifera L.: Responses to nitrogen supply and limiting irradiance. Vitis 34: 77-83.

KURTURAL SK et al. 2006. Effects of pruning and cluster thinning on yield and fruit composition of ‘Chambourcin’ grapevines. HortTechnology 16: 233–240.

MAFRA SHM et al. 2011. Atributos químicos do solo e estado nutricional de videira Cabernet Sauvignon (Vitis vinifera L.) na Serra Catarinense. Revista de Ciências Agroveterinárias 10: 44-53.

MALINOVSKI LI et al. 2016. Viticultural performance of Italian grapevines in high altitude regions of Santa Catarina State, Brazil. Acta Horticulturae 1115: 203-210.

MIELE A & MANDELLI F. 2012. Manejo do dossel vegetativo e seu efeito nos componentes de produção da videira Merlot. Revista Brasileira de Fruticultura 34: 964-973.

MARCON FILHO JL et al. 2015. Raleio de cachos sobre o potencial enológico da uva 'Cabernet Franc' em duas safras. Ciência Rural 45: 2150-2156.

MULLINS MG et al. 2000. Biology of the grapevine. Cambridge: University Press. 239p.

MUNHOZ B et al. 2016. Fertilidade e Análise de gemas das videiras Greco di Tufo, Coda di Volpe e Viognier cultivadas em São Joaquim – Santa Catarina. Revista Agropecuária Catarinense 29: 68-72.

O’DANIEL SB et al. 2012. Effects of balanced pruning severity on Traminette (Vitis spp.) in a warm climate. American Journal of Enology and Viticulture 63: 284–290.

PELLEGRINO A et al. 2014. Management practices impact vine carbohydrate status to a greater extent than vine productivity. Frontiers in Plant Science 5: 1-13.

ROSA AM et al. 2014. Fertilidade e reserva de carbono e nitrogênio em gemas de ramos das viníferas ‘Cabernet Sauvignon’ e ‘Nebbiolo’. Revista Brasileira de Fruticultura 36: 576-585.

POTTER RO et al. 2004. SOLOS do Estado de Santa Catarina. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 726p. (Embrapa Solos. Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 46).

TONIETTO J & CARBONNEAU A. 2004. A multicriteria climatic classification system for grape-growing regions worlwide. Agricultural and Forest Meteorology 124: 81-97.

VASCONCELOS MC et al. 2009. The flowering process of Vitis vinifera: a review. American Journal of Enology and Viticulture 60: 411-434.

WINKLER AJ. 1965. Viticultura. México: Continental. 792p.

WURZ DA et al. 2017a. New wine-growing regions of Brazil and their importance in the evolution of Brazilian wine. BIO Web of Conferences 9: 1-4.

WURZ DA et al. 2017b. Agronomic performance of ‘Cabernet Sauvignon’ with leaf removal management in a high-altitude region of Southern Brazil. Pesquisa Agropecuária Brasileira 52: 869-876.

WURZ DA et al. 2018. Época de desfolha e sua influência no desempenho vitícola da uva ‘Sauvignon Blanc’ em região de elevada altitude. Revista de Ciências Agroveterinárias 17: 91-99.

Downloads

Publicado

2019-12-12

Como Citar

WÜRZ, Douglas André; BONIN, Bruno Farias; BRIGHENTI, Alberto Fontanella; CANOSSA, Adrielen Tamiris; REINEHR, Juliana; ALLEBRANDT, Ricardo; DE BEM, Betina Pereira; RUFATO, Leo; KRETZSCHMAR, Aike Anneliese. Efeito da carga de gemas da videira ‘Cabernet Franc’ na interceptação da radiação solar e na fertilidade de gemas. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 18, n. 4, p. 453–458, 2019. DOI: 10.5965/223811711842019453. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/14278. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>