A PERCEPÇÃO DA PESSOA IDOSA EM RELAÇÃO A SUA FAMILIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Cenir Gonçalves Tier, Ariane Ferreira de Menezes, Muriel Salgueiro da Silva, Jarbas da Silva Ziani, Ane Gabrielle Muniz, Caroline Gonçalves Kubiça, Franciele Morin, Maria Amanda Bibiano de Jesus, Jonatan Jean Silveira da Silva, Bruna Stamm, Bruna Furtado Gomes

Resumo


O objetivo deste estudo é apresentar a percepção de família para pessoas idosas que fazem parte do projeto de extensão “Envelhecer com Arte e Saúde”. Método: Trata-se de um relato de experiência do projeto de extensão Envelhecer com Arte e Saúde de acadêmicos do curso de graduação em Enfermagem e Medicina Veterinária da Universidade Federal do Pampa- UNIPAMPA. Teve-se como local da ação uma sala de reuniões de uma Estratégia de Saúde da Família de um Município da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul/Brasil. A atividade ocorreu em uma sexta-feira do mês de Outubro, no ano 2017 com duração de uma hora e meia. A atividade, em formato de dinâmica, foi desenvolvida da seguinte forma: cada pessoa idosa recortava de uma revista ou jornal figuras que representassem sua família, bem como aquela que ilustrasse a si próprio. Após, cada pessoa idosa relatava sobre sua família, suas relações e algumas vivências com ela. O projeto está registrado no Sistema de Informação de Projetos de Pesquisa, Ensino e Extensão da UNIPAMA, sob nº. 10.065.16. Resultado: Participaram da atividade quatro pessoas idosas, sendo três do sexo feminino. A média das idades entre 65 e 75 anos. Pode-se considerar diante dos relatos das pessoas idosas que o grupo familiar é grande, porém, o núcleo é pequeno. A percepção de família para as pessoas idosas vai além do vínculo consangüíneo, pois além dos filhos, netos e irmãos destacaram também nora, genro e os animais como parte desta, em especial o cachorro. Conclusão: Percebe-se que a relação das famílias é de suma importância para que a pessoa idosa desenvolva um envelhecimento com autonomia, pois esta relação de proximidade entre os integrantes influencia e impacta diretamente na autoestima das pessoas idosas, uma vez que o abandono pode aumentar as possibilidades da pessoa idosa desenvolver doenças mentais. Neste sentido, entende-se que atividades como a apresentada neste relato apontam para que novas atividades possam ser implementadas com intuito de contribuir com um envelhecimento ativo e com qualidade.

Palavras-chave


Idoso; Família; Educação em Saúde; Enfermagem

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, C. K.; CARDOSO, C. M. C.; MOREIRA, E. P.; WEGNER, E.; AREOSA, C. V.C. Vínculos familiares e sociais nas relações dos idosos. Revista Jovens Pesquisadores , n. 1, p. 97-107, 2012.

AZEREDO, Z. A. S.; AFONSO, M. A. N. Solidão da perspectiva do idoso. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v.19, n. 2, p. 313-324, 2016.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Brasília- DF. 2010.

FIGUEIREDO, T. E.; MOSER, L. Envelhecimento e Família: reflexões sobre a responsabilização familiar, os desafios às políticas sociais e a regulamentação da profissão de cuidador de pessoa idosa. In: Congresso Catarinense de Assistentes Sociais. Florianópolis, 2014.

GONÇALVEZ, R. L. F.; CHALFUN, M. O direito à afetividade parental como um dos elementos do princípio da dignidade da pessoa humana e da relação familiar. Ampliando Revista Cientifica da Facerb, v.3, n.1, p. 86-117, Jan./Jun. 2016.

MALLMANN, D. G.; NETO, N. M. G.; SOUSA, J. C.; VASCONCELOS, E. M. R. Educação em saúde como principal alternativa para promover a saúde do idoso. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 6, p. 1763-1772, 2015.

MARTINS, E. Constituição e significação de família para idosos institucionalizados: uma visão histórico-cultural do envelhecimento. Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, p. 215-236, 2013.

MEDEIROS, D. V.; SANTOS, W. N.; SOUSA, M. G. M.; SILVA, T. D. S.; SILVA, P. T. P.; CASTRO, S. F. F. A percepção do idoso sobre a velhice. Revista de Enfermagem, v.10, n.10, 2016.

RUMOR, P. C. F.; BERNS, I.; HEIDEMANN, I. T. S. B.; MATTOS, L. H. L.; WOSNY, A. M. A promoção da saúde nas práticas educativas da saúde da família. Cogitare enferm, v. 15, n. 4, p. 674-680, 2010.

SILVA, C. A. M.; ALMEIDA, A. A importância da família no cuidado ao idoso. Seminário Integr, vol. 5, n. 5, 2011.

WAGNER, A. Desafios psicossociais da família contemporânea. Pesquisas e reflexões. Porto Alegre: Artmed, 2011.






Direitos autorais 2018 Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, Brasil. ISSN 2594-6412 (eletrônico)