Meredith Monk: a arte nas fronteiras das linguagens

Autores

  • Wânia Mara Agostini Storolli Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101282017078

Resumo

Este artigo tem como tema a produção artística de Meredith Monk, que transcende as categorias tradicionais, concentrando-se especialmente em Juice – a theater-cantata in three installments de 1969. A partir de considerações sobre a estrutura e apresentação desta obra, o estudo observa os diversos aspectos que situam esta produção no contexto do surgimento de novas formas de manifestação artística nas últimas décadas do século XX, tais como a relativização das categorias, a atuação em espaços não convencionais, o uso da arquitetura como estrutura, a mixagem de linguagens e a proposta de novas formas de percepção.

Biografia do Autor

Wânia Mara Agostini Storolli, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Professora Assistente do Departamento de Artes Cênicas da UNESP, dedica-se à pesquisa da voz com um enfoque multidisciplinar, investigando as relações entre voz e performance. Graduada em Música pela ECA-USP, especializou-se na Alemanha na área de voz e movimento. É Mestre em Musicologia e Doutora em Processos de Criação Musical pela ECA-USP, onde também realizou o Pós-Doutorado. Em 2012 foi pesquisadora convidada do Departamento de Performance Studies da New York University. Desenvolveu a prática Movimento, Respiração e Canto a partir da integração da Respiração Vivenciada de Ilse Middendorf e outras práticas corporais. Coordena o grupo L.I.V.E. - (Laboratório de Improvisação Vocal e Experimentacão), junto ao qual tem desenvolvido performances e intervenções sonoras, fundamentadas na investigação dos recursos vocais.


http://lattes.cnpq.br/4595191742974023

Downloads

Publicado

2017-07-02

Como Citar

Storolli, W. M. A. (2017). Meredith Monk: a arte nas fronteiras das linguagens. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(28), 078-087. https://doi.org/10.5965/1414573101282017078

Edição

Seção

Dossiê Temático: Teatro Performance - tensões e imbricamentos