Histórias e pesquisas das mulheres bonequeiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034702232020014

Resumo

Apresentação do número 23 da Móin-Móin Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas.

Biografia do Autor

Paulo Balardim, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Professor Adjunto na área de Prática Teatral - Teatro de Animação, no Departamento de Artes Cênicas e no Programa de Pós-Graduação em Teatro do Centro de Artes - CEART da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC. Doutor em Artes Cênicas (PPGT / UDESC), Mestre em Artes Cênicas (PPGAC / UFRGS), licenciado em Letras - Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (ULBRA) Diretor, ator e cenógrafo da companhia teatral Caixa do Elefante Teatro de Bonecos (1991-2016). Foi Presidente da AGTB - Associação Gaúcha de Teatro de Bonecos nos anos de 2002 e 2003. Experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro, atuando principalmente nos seguintes temas: Artes Cênicas, Comunicação, Programas Televisivos e Teatro de Animação.

Fabiana Lazzari de Oliveira, Universidade de Brasília (UnB)

Atriz, Sombrista, Arte-educadora, Produtora Cultural, Educadora-física e Professora Adjunta do Departamento de Artes Cênicas da Universidade de Brasília - UnB. Doutora e Mestre em Teatro pelo Programa de Pós- Graduação em Teatro - PPGT, da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC. Licenciada em Educação Artística - Habilitação em Artes Cênicas pela UDESC (2012). Bacharel em Educação Física pela UDESC (1998). Editora da Móin-Móin - Revista de estudos sobre Teatro de Formas Animadas - PPGT/UDESC, integrante da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos/União Internacional da Marionete - ABTB/UNIMA, da Federação Catarinense de Teatro - FECATE, do Ateliê Sul de Atuação - ASA, do Corredor Latino Americano de Teatro - CLT, como produtora internacional e fundadora da entreAberta Cia Teatral e do Skia- Espaço da Sombra. Pesquisa a praxis e a poiésis nas linguagens do Teatro de Animação (Teatro de Máscaras, Teatro de Bonecos, Teatro de Objetos e Teatro de Sombras), com especialidade em teatro de sombras (parte dos estudos desenvolvidos com o Teatro Gioco Vita, na Itália); pesquisa a formação da atriz e do ator a partir do trabalho corporal energético e a atuação no teatro e no cinema; estuda a pedagogia do teatro; e gestão e produção teatral.

Liliana Perez Recio, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Diretora Teatral, atriz Licenciada em Teatro pelo Instituto Superior de Arte (2000) de Havana, Cuba. Integrou o elenco do Teatro Nacional de Guiñol durante nove anos. Trabalhou como atriz no cinema, rádio e televisão em Cuba. Diretora fundadora de El Arca – Teatro Museu de Títeres em Havana. Em 2017 ingressa no Programa de Pós-graduação da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC com doutorado em curso.

Referências

FEDERICI, Sílvia. Calibã e a Bruxa: Mulheres, corpo e acumulação primitiva. São Paulo: Ed. Elefante, 2017.

Downloads

Publicado

2020-12-18

Como Citar

Balardim, P., Lazzari de Oliveira, F. ., & Perez Recio, L. (2020). Histórias e pesquisas das mulheres bonequeiras. Móin-Móin - Revista De Estudos Sobre Teatro De Formas Animadas, 2(23), 014-021. https://doi.org/10.5965/2595034702232020014

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>