Buscas e processos com base na cultura popular

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034702212019488

Resumo

O texto apresenta fundamentalmente um relato sobre o trabalho de pesquisa e extensão desenvolvido pelo projeto Casemiro Coco, do Departamento de Artes Cênicas do Centro de Ciências Humanas da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, no que se refere aos processos criativos, decorrentes dos resultados de investigações sobre os elementos animados presentes e atuantes nos folguedos maranhenses (máscaras, bonecos e bonecos/máscaras), desde os procedimentos de coleta desse material até a elaboração de produtos com base no estudo destes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tácito Freire Borralho, Universidade Federal do Maranhão – UFMA (São Luís)

Graduado em Filosofia pela UFMA e pós- graduação pela ECA-USP em 2000, obteve o grau de professor mestre em artes. Doutor em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (2012) e Professor Adjunto da Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Criou o Grupo Armação, em 1970. Foi o criador do Laborarte, em 1972; foi presidente da Federação Nacional de Teatro Amador-FENATA, presidente da Confederação Nacional de Teatro Amador-COFENATA e presidente da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos (ABTB/Centro Unima Brasil). Fundou a Companhia Oficina de Teatro-COTEATRO e foi idealizador e fundador do Centro de Artes Cênicas do Maranhão-CACEM. Detentor do Prêmio MEC-troféu Mambembe, categoria especial-São Paulo (1978), pela sua atuação em O Cavaleiro do Destino. Como dramaturgo, recebeu os prêmios Artur Azevedo-Concurso Cidade de São Luís (1990), com Gibi, o menino que não sabia voar e Plano Sioge (1993), com O Palco do Imaginário Popular Maranhense, em parceria com Josias Sobrinho.

Downloads

Publicado

2019-12-20

Como Citar

BORRALHO, T. F. Buscas e processos com base na cultura popular. Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas, Florianópolis, v. 2, n. 21, p. 488-504, 2019. DOI: 10.5965/2595034702212019488. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/moin/article/view/1059652595034702212019488. Acesso em: 22 maio. 2022.