O conceito de sustentabilidade empregado pelas empresas de vestuário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x09012015079

Palavras-chave:

sustentabilidade, jeanswear, design moda

Resumo

A sustentabilidade no design de moda, é uma relação que se deve refletir e questionar, pois, há muitos parâmetros no sistema da moda que a tornam insustentável e, em especial, no segmento jeanswear que é o objeto de estudo desta pesquisa, assim, o objetivo deste trabalho é apresentar como o conceito de sustentabilidade é empregado pelas empresas, através do nível de conhecimento do assunto e a aplicação na empresa, para que o discurso, bem como sua aplicabilidade sejam fidedignas aos critérios sustentáveis, para tanto com abordagem qualitativa, profissionais que atuam no desenvolvimento de produto tiveram suas respostas confrontadas com a literatura estudada ao longo do desenvolvimento da pesquisa, apresentada neste  artigo, o que trouxe um resultado não esperado pois, demonstrou que o conceito ainda é abordado superficialmente e assim acredita-se que é necessário um discurso verdadeiro do que é pregado com o que é produzido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALQUERES, J. L. “Só as empresas podem viabilizar a sustentabilidade.” Ilha Grande: Tedx, 2011, [Online] Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=Asl3I4UoGdU.> Acesso em: 03 de outubro de 2012.

BELLEN, H. M. van. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

BENDER, V. “Calça Jeans – Vilão do Meio Ambiente”. Disponível em: http://ativarsentidos.com.br/tato/calca-jeans-vilao-do-meio-ambiente. Acessado em: 20 de março de 2013.

COSTA, V. “China asfixiada pela poluição da indústria têxtil.” Disponível em: http://bomlero.blogspot.com.br/2011/03/china-asfixiada-pela-poluicao-da.html. Acessado em: 11 de março de 2013.

ELKINGTON, John. Canibais com garfo e faca. São Paulo: Makron books, 2001.Exame. “Greenpeace alerta para contaminação na indústria têxtil mundial.” [Online] Disponível em: <http://exame.abril.com.br/economia/meio-ambiente-e-energia/noticias/greenpeace-alerta-para-contaminacao-na-industria-textil-mundial>. Acesso em: 9 de maio 2011.

FLETCHER, K.; GROSE, L. Moda & Sustentabilidade: Design para mudança. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2011.

FRINGS, G. S. Moda: do conceito ao consumidor. Porto Alegre: Bookman, 2012.

GUIMARÃES, L. B. De M. Design e Sustentabilidade: Brasil: produção e consumo, design sociotécnico, Porto Alegre: FEENG UFRGS, 2009.

HAUKEN, P. Prefácio. In: Fletcher, K., Grose, L. Moda & Sustentabilidade: Design para mudança. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2011, p. 4-5.

KAZAZIAN, T. Haverá a idade das coisas leves: design e desenvolvimento sustentável.São Paulo: Ed. Senac São Paulo, 2005.

LEFF, E. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder.Petrópolis: Vozes, 2011.

LEONARD, A. “The story of stuff”. Berkeley: Funders Workgroup for Sustainable Production and Consumption2007. [Online] Disponível em: <http://www.storyofstuff.org/movies-all/story-of-stuff/> Acessado em: 09 de março de 2012.Les Robins des Bois. “Le tour du monde d'un jeans” [Online]. Disponível em: http://www.dailymotion.com/video/xb0h0j_tunisie-le-tour-du-monde-d-un-jeans_people. Acessado em: 27 de fevereiro de 2013.

LOURES, R. C. da R. Sustentabilidade XXI: Educar e inovar sob uma nova consciência. São Paulo: Editora Gente, 2009.

MANZINI, E.; Vezzoli, C. O desenvolvimento de produtos sustentáveis: os requisitos ambientais dos produtos industriais. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2005.

MATHARU, G. O que é design de moda?.Porto Alegre: Bookman, 2011.

MORAES, D. de. Metaprojeto: o design do design, São Paulo: Blucher, 2010.

MCDONOUGH, W.; BRAUNGART, M., Cradle to cradle: remaking the way we make things. New York: North Point Press, 2002.

PELED, M. X. “China Blue” [Online]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nAfk3VH32Ck. Acesso em: 16 de fevereiro de 2013.

PEREIRA, M. B. (2004). “Imperialismo e crise socioambiental”. Revista PUCVIVA. Revista (20), p.15-18. [Online] Disponível em: http://www.apropucsp.org.br/revista/r20_r04.htm. Acesso em: 28 de abril de 2012.

REIS, D. Product Design in the Sustanaible Era. Köln: Taschen GmbH, 2010.

SACHS, I. Estratégias de transição para o século XXI: desenvolvimento e meio ambiente. São Paulo: Fundap, 1993.

SIMMEL, G. On individuality and social forms. Chicago: Ed. Levine, 1971.TAVARES, M.; Arnt, R. “Velha, azul, desbotada... e poluente.” [Online] Disponível em: http://revistaplaneta.terra.com.br/secao/meio-ambiente/velha-azul-desbotada-e-poluente. Acessado em: 11 de março de 2013.

THORPE, A. The designer’s atlas of sustainability. Washington: Island Press, 2007.Profissão repórter. “Roupas baratas” [Online]. Disponível em: http:// http://globotv.globo.com/rede-globo/profissao-reporter/v/roupas-baratas-parte-1/2078547/. Acesso em: 27 de fevereiro de 2013.Tv Asa Branca. “Entenda o processo de fabricação de uma calça jeans” [Online]. Disponível em: http://maisab.com.br/tvasabranca/blog/entenda-o-processo-de-fabricacao-de-uma-calca-jeans/. Acesso em: 15 de fevereiro de 2013.

Downloads

Publicado

2015-03-15

Como Citar

ALMEIDA, Mariana Dias de; MOURA, Mônica. O conceito de sustentabilidade empregado pelas empresas de vestuário. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, p. 079–103, 2015. DOI: 10.5965/1982615x09012015079. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/6871. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)