Qualidade física e fisiológica de sementes de milho durante o beneficiamento

Autores

  • Daniele Nerling
  • Cileide Maria Medeiros Coelho
  • Juliana Mazurkiévicz
  • Rubens Onofre Nodari

Palavras-chave:

Sementes, Vigor, Viabilidade, Teste frio, Tetrazólio.

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi verificar o efeito das fases do beneficiamento sobre a qualidade física e fisiológicas de sementes de dois genótipos crioulos e duas variedades de polinização aberta de milho, bem como testar a eficiência do sistema de beneficiamento. As sementes foram amostradas na recepção na unidade de beneficiamento; após a pré-limpeza; após a secagem; após a passagem pela classificação por tamanho e densidade; e no armazenamento. As sementes foram avaliadas quanto ao teor de água, pureza física, germinação, índice de velocidade de germinação, envelhecimento acelerado, teste de frio, tetrazólio, condutividade elétrica, comprimento de plântula e radícula. O beneficiamento realçou a qualidade das sementes, sendo que aquelas no pré-ensaque apresentaram-se com desempenho superior quanto aos parâmetros analisados. Os genótipos crioulos foram mais tolerantes ao benefi ciamento que as variedades de polinização aberta, pois a qualidade física e fisiológica foi preservada até o armazenamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-02-11

Como Citar

NERLING, Daniele; COELHO, Cileide Maria Medeiros; MAZURKIÉVICZ, Juliana; NODARI, Rubens Onofre. Qualidade física e fisiológica de sementes de milho durante o beneficiamento. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 13, n. 3, p. 238–246, 2015. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/5695. Acesso em: 20 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Completo - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>