Maturidade fisiológica de sementes de tungue (Aleurites fordii Hemsl.)

Autores

  • Paulo Ricardo Lima FAG/Professor Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, PR, Brasil.
  • Augustinho Borsoi Centro Universitário FAG, Cascavel, PR, Brasil
  • Paulino Ricardo Ribeiro dos Santos Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, PR, Brasil.
  • Joao Alexandre Lopes Dranski Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, PR, Brasil.
  • Ubirajara Contro Malavasi Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, PR, Brasil.
  • Marlene de Matos Malavasi Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, PR, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711532016208

Palavras-chave:

Coloração dos frutos, maturação, colheita.

Resumo

O ensaio objetivou determinar a maturidade fisiológica de sementes de tungue (Aleurites fordii Hemsl.) em função da coloração dos frutos. Frutos de dez árvores com quatro anos de idade foram coletados em Cascavel, PR. O ensaio seguiu o delineamento inteiramente casualizado, com quatro estádios de maturação dos frutos e cinco repetições com 25 sementes cada. Os frutos foram classificados em três classes quanto à coloração do epicarpo e uma coletada diretamente do solo. Para caracterizar a maturidade fisiológica utilizou-se a colorimetria digital e parâmetros biométricos. Nas sementes, determinou-se a massa de matéria seca, o grau de umidade, a germinação, e o índice de velocidade de emergência. As sementes extraídas dos frutos com coloração visual marrom-claro apresentaram maior massa seca, menor teor de água e a porcentagem de germinação e velocidade de emergência, indicando a maturidade fisiológica das sementes. Frutos coletados do chão não são indicados para a coleta de sementes. A colheita dos frutos para obtenção de sementes com maturidade fisiológica é recomendada quando os frutos externarem coloração visual marrom-claro com valores de refratância no espectro visível (RGB) de 96,1, 69,9 e 64,1, respectivamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-11-11

Como Citar

LIMA, Paulo Ricardo; BORSOI, Augustinho; DOS SANTOS, Paulino Ricardo Ribeiro; DRANSKI, Joao Alexandre Lopes; MALAVASI, Ubirajara Contro; MALAVASI, Marlene de Matos. Maturidade fisiológica de sementes de tungue (Aleurites fordii Hemsl.). Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 15, n. 3, p. 208–214, 2016. DOI: 10.5965/223811711532016208. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/223811711532016208. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo Completo - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)