A desinfestação prévia de sementes de arroz irrigado em condições laboratoriais favorece a expressão do potencial fisiológico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711942020494

Palavras-chave:

Oryza sativa, germinação, vigor, hipoclorito de sódio, fungos

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da desinfestação prévia de sementes de arroz irrigado com hipoclorito de sódio na qualidade fisiológica. O estudo foi realizado no laboratório de análise de sementes da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Foram utilizados 24 lotes (quatro por cultivar) de sementes dos cultivares SCSBRS Tio Taka, Epagri 109, SCS116 Satoru, SCS118 Marquês, SCS121 CL e SCS122 Miura, produzidas na região do Alto Vale do Itajaí na safra 2016/17. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com quatro repetições. Testes fisiológicos de germinação e vigor foram realizados em sementes com e sem desinfestação. Para o teste de germinação com sementes desinfestadas, houve maior porcentagem de mudas normais e menor número de plântulas anormais e sementes mortas. O vigor teve uma redução significativa quando não efetuado a desinfestação prévia das sementes. Os fungos que infestaram as sementes causaram um aumento na porcentagem de plântulas anormais e sementes mortas. O uso da técnica de desinfestação de sementes antes da submissão a testes fisiológicos, afeta positivamente o resultado da qualidade fisiológica das sementes de arroz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BEDENDO IP. 1997. Doenças do arroz. In: KIMATI H et al. (Ed.). Manual de Fitopatologia. 3.ed. São Paulo: Agronômica Ceres. p.85-99.

BEVILACQUA CB et al. 2011. Desinfestação superficial, germinação e regeneração in vitro a partir de sementes de calêndula. Ciência Rural 41: 761-766.

BRASIL. 2009. Regras para Análise de Sementes. Brasília: MAPA/ACS. 399p.

BRASIL. 2013. Instrução Normativa nº 45. Brasília: MAPA.

FERRAZ IDK & CALVI DP. 2010. Teste de Germinação. In: LIMA JUNIOR MJV. (Ed.). Manual de Procedimentos para Análise de Sementes Florestais. Manaus: UFAM. p.55-110.

HENNIPMAN HS et al. 2017. Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de araucária durante armazenamento. Ciência Florestal 27: 643-654.

JULIATTI FC et al. 2011. Qualidade fisiológica e sanitária de sementes de algodoeiro produzidas nas regiões do triângulo mineiro e sul de Goiás. Bioscience Journal 27: 24-31.

KRZYZANOWSKI FC et al. 1991. Relato dos testes de vigor disponíveis para as grandes culturas. Informativo Abrates 1: 15-50.

MEW TW & GONZALES P. 2002. A handbook of rice seedborne fungi. Makati City: Science Publishers. 83p.

MIURA L. 2002. Doenças. In: Epagri Arroz irrigado: Sistema pré-germinado. Florianópolis, Epagri. p.203-227.

NETTO DAM & FAIAD MGR. 1995. Viabilidade e sanidade de sementes de espécies florestais. Revista Brasileira de Sementes 17: 75-80.

R CORE TEAM. R. 2019. A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing.

RIBEIRO AS. 1996. Tratamento de sementes com fungicidas. In: LUZ WC. (Ed). Revisão Anual de Patologia de Plantas. Passo Fundo: EMBRAPA. p.381-408.

ROSSETTO CAV et al. 2003. Avaliação da aplicação de fungicida às sementes de amendoim antes do envelhecimento acelerado. Revista Brasileira de Sementes 25: 101-107.

SILVA MAD & SILVA WR. 2000. Comportamento de fungos e de sementes de feijoeiro durante o teste de envelhecimento artificial. Pesquisa Agropecuária Brasileira 35: 599-608.

TEKRONY DM. 1993. Accelerated aging test. Journal of Seed Technology 7: 573-577.

SOSBAI. 2018. Arroz irrigado: recomendações técnicas da pesquisa para o Sul do Brasil. In: XXXII Reunião Técnica da Cultura do Arroz Irrigado. Farroupilha: Sociedade Sul-Brasileira de Arroz Irrigado. 205p.

ZUCHI J & BEVILAQUA GAP. 2012. Qualidade fisiológica de sementes de arroz armazenadas em diferentes embalagens e temperaturas. Pelotas: EMBRAPA. 20p. (Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento 163).

Publicado

2020-12-14

Como Citar

SCHEIDT, B. T.; GARCIA, J.; CASA, R. T.; COELHO, C. M. M.; BERGHETTI, J. A desinfestação prévia de sementes de arroz irrigado em condições laboratoriais favorece a expressão do potencial fisiológico. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 19, n. 4, p. 494 - 497, 2020. DOI: 10.5965/223811711942020494. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/17785. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Nota de Pesquisa - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>