Teatro como ferramenta para entender o mundo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2358695801402021e0500

Palavras-chave:

Atores não profissionais, Mecanismos de interação, Participação, Teatro documentário, Teatro do real

Resumo

Nesta entrevista, realizada no teatro Künstlerhaus Mousonturm de Frankfurt em fevereiro de 2019, a diretora Helgard Haug do grupo Rimini Protokoll afirma seu posicionamento crítico e teórico sobre teatro. Dentre observações sobre as suas motivações artísticas e sobre modos de criação teatral, ela comenta especialmente os trabalhos: DO's & DON'Ts - Eine Fahrt nach allen Regeln der Stadt (2018), Situation Rooms (2013), Welt-Klimakonferenz (2014) e Weltzustand Davos (Staat 4) (2018).

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giorgio Zimann Gislon, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Doutorando em Teatro no PPGT-UDESC com projeto de pesquisa sobre o teatro com atores não profissionais e mecanismos de interação direta do público a partir do trabalho do grupo Rimini Protokoll, sob orientação do prof. Dr. Stephan Baumgartel.  Mestre em Artes em Estudos Latino-Americanos - Leiden University (2013). Mestre em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (2015).

Referências

LEHMANN, Hans-Thies. Teatro pós-dramático. São Paulo: Cosac & Naify, 2007.

Downloads

Publicado

2021-04-28

Como Citar

GISLON, Giorgio Zimann. Teatro como ferramenta para entender o mundo. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 40, p. 1–15, 2021. DOI: 10.5965/2358695801402021e0500. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/18878. Acesso em: 19 maio. 2024.