Pedagogia em Performance: Uma abordagem do ensino do teatro na escola básica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103362019204

Palavras-chave:

Pedagogia do teatro, Ensino do teatro, Teatro performativo, Performatividade, Teatro-educação

Resumo

O presente artigo busca contextualizar, articulando teoria e prática no dia-a-dia da sala de aula, o que seria uma pedagogia em performance – um ensino do teatro que se afirma como prática contemporânea a partir do teatro performativo, e não esquece elementos de sua tradição. Aqui, a performatividade da criança é tomada como material poético para a construção teatral, e efetiva a experiência como prática de elaboração do conhecimento em arte. A pesquisa, realizada com 38 turmas de teatro do sexto ano do ensino básico entre 2012 e 2017, procura, através do relato de experiências, uma possível resposta para a pergunta: quais abordagens do ensino/aprendizagem do teatro são potentes hoje?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Haddad Martins, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Doutor em Artes Cênicas - Pedagogia do Teatro pela ECA-USP (2017) e Mestre em Artes Cênicas pela UNICAMP (2011). Possui graduação em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000). Professor substituto do curso de Licenciatura em Arte-Teatro da UNESP (Instituto de Artes - Departamento de Artes Cênicas e Fundamentos da Comunicação, IA-DACEFC) e de Teatro. 

Referências

BENJAMIN, Walter. Reflexões sobre a criança, o brinquedo e a Educação. São Paulo:

Editora 34, 2002.

FÉRAL, Josette. Por uma poética da performatividade: o teatro performativo. Sala Preta. Revista do Depto. de Artes Cênicas da ECA-USP, n. 8/2008, 197-210. São Paulo: EDUSP, 2008.

FERNANDES, Silvia. Teatros Pós-Dramáticos. In: GUINSBURG, Jacó; FERNANDES, Silvia (Orgs.). O Pós-Dramático: um conceito operativo? São Paulo: Perspectiva, 2008, p. 11-30.

GLUSBERG, Jorge. A arte da performance. São Paulo: Perspectiva, 2009.

IAVELBERG, Rosa. Arte/educação modernista e pós-modernista: fluxos na sala de

aula. Porto Alegre: penso, 2017.

LEHMANN, Hans-Thies. Teatro pós-dramático. Trad. de Pedro Süssekind. São Paulo: Cosac Naify.

PUPO, Maria Lúcia de Souza Barros. O Pós-Dramático e a Pedagogia teatral. In: GUINSBURG, Jacó e FERNANDES, Silvia (Orgs.). O Pós-Dramático: um conceito operativo? São Paulo: Perspectiva, 2008, p. 221-232.

SCHECHNER, Richard. Performance studies: an introduction. Nova Iorque: Routledge, 2002.

SLADE, Peter. Child Drama. Londres: University of London Press, 1973.

SOARES, Carmela. Pedagogia do jogo teatral: uma poética do efêmero. São Paulo: Hucitec, 2010.

SPOLIN, Viola. Improvisação para o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2006.

VASSEN, Florian. Teatro ± pedagogia do teatro: correspondências entre teatro e pedagogia do teatro. A[L]BERTO. Revista da SP Escola de Teatro, n. 7/2014, 11-20. São

Paulo: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, 2014.

Downloads

Publicado

2019-12-13

Como Citar

MARTINS, P. H. Pedagogia em Performance: Uma abordagem do ensino do teatro na escola básica. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 36, p. 204-222, 2019. DOI: 10.5965/1414573103362019204. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/15793. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático - Pedagogia do Teatro: vozes da América Latina