Oito Vezes Arte Indígena Contemporânea – 8 x AIC

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234615352023269

Palavras-chave:

Arte Indígena Contemporânea, Jaider Esbell, Imagem

Resumo

A partir do conceito de Arte Indígena Contemporânea – AIC – enunciado por Jaider Esbell (2016, 2018a; 2018b) apresentamos uma breve coleção envolvendo onze trabalhos de oito artistas: Arissana Pataxó, Carmézia Emiliano, Denilson Baniwa, Daiara Tukano, Ibã Huni Kuin (Coletivo MAHKU), Jaider Esbell, Joseca Yanomami e Mário Flores Taurepang. Onde se enuncia uma estética singular, uma lógica da sensação ameríndia, imagens que resistiram bravamente à colonização. Imagens ancestrais que nos falam sobre um daqui a pouco. O ensaio busca expor uma paisagem inicial sobre a Arte Indígena Contemporânea, movimento que se encontra em plena ebulição. O referencial teórico utilizado vem do pensamento ameríndio e da filosofia da diferença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edio Raniere da Silva, Universidade Federal de Pelotas

Pós-Doutorado em Filosofia pela Université Paris-Nanterre. Doutor em Psicologia Social e Institucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais – PPGAVI – e professor Adjunto do Curso de Psicologia da Universidade Federal de Pelotas – UFPel.

Victória Oliveira Bastos, Universidade Federal de Pelotas

Bolsista de Iniciação Cientifica da Fundação de Amparo de Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - FAPERGS - Curso de Psicologia da Universidade Federal de Pelotas - UFPel. E-mail: vicbastos.95@gmail.com. LATTES: https://lattes.cnpq.br/5630978943762432.

Referências

BERBERT, Paula. Pedagogia da Transformação. Moquém Surari: Arte Indígena Contemporânea. Catálogo da Exposição: Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2021.

BERGAMASCHI, Alessandra. Do espaço cibernético à Guerra do Canaimés: imagens que ganham vida e a arte como armadilha. ARS (São Paulo), v. 19, n. 43, p. 68-115, 2021. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2021.190679.

DELEUZE, Gilles. O que é um dispositivo? in Dois Regimes de Loucos: textos e entrevistas (1975-1995). São Paulo: Editora 34, 2016.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Felix. O que é a filosofia? São Paulo: Editora 34, 2010.

DINATO, Daniel. Os caminhos do MAHKU (Movimento dos Artistas Huni Kuin). 2018. 142f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2018. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/296898653.pdf?fbclid=IwAR0-h9JTyIgD8DEDG_6auteKkPyL5O42Mg3vp2W9gT3WczGv2ONeP6QVnWk.

ESBELL, Jaider. Índios: identidades, artes, mídias e conjunturas. Em Tese, [s.l.], v.22, n.2 p. 11-19, maio/ago., 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-0739.22.2.11-19. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/emtese/article/view/11778.

ESBELL, Jaider. MAKUNAIMA, O MEU AVÔ EM MIM!. ILUMINURAS, Porto Alegre, v. 19, n. 46, p.11-39, 2018a. DOI: 10.22456/1984-1191.85241. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/iluminuras/article/view/85241.

ESBELL, Jaider. Arte indígena contemporânea e o grande mundo. Revista Select, São Paulo, v. 7, v. 39, jun./jul./ago. 2018b. Disponível em: https://www.select.art.br/arte-indigena-contemporanea-e-o-grande-mundo/.

ESBELL, Jaider. O’MA’KON. Bicharada. Reunião de Bichos. Moquém Surari: Arte Indígena Contemporânea. Catálogo da Exposição: Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2021.

KOPENAWA, David e ALBERT, Bruce. A Queda do Céu: palavras de um xamã yanomami. Trad. Beatriz Perrone, São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

KRENAK, Ailton. A Vida Não É Útil. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

LUNA, Glória Alejandra Guarnizo; FLORES, Maria Bernardete Ramos; MELO, Sabrina Fernandes. Arte Indígena Contemporânea Decolonialidade e ReAntropofagia. Revista Farol, [s. l.], v. 17, n. 25, 2021. DOI: 10.47456/rf.v1i25.35982. Disponível em: https://www.periodicos.ufes.br/farol/article/view/35982.

Downloads

Publicado

2023-02-01

Como Citar

SILVA, Edio Raniere da; BASTOS, Victória Oliveira. Oito Vezes Arte Indígena Contemporânea – 8 x AIC. Palíndromo, Florianópolis, v. 15, n. 35, p. 269–287, 2023. DOI: 10.5965/2175234615352023269. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/22505. Acesso em: 19 abr. 2024.