Costura líquida: uma história de enlaces e infiltrações

Autores

  • Luanda de Oliveira Rainho Ribeiro Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234614322022371

Palavras-chave:

Arte contemporânea, Desenho, Fabulação, Mulheres artistas, Subjetividade na arte

Resumo

Este trabalho é um ensaio visual composto por oito desenhos da série nomeada Costura Líquida, realizados em nanquim sobre papel no ano de 2020. As obras envolvem relações poéticas e conceituais com produções de mulheres artistas e escritoras que são referências para a autora, constituindo registros de encontros ficcionais. A série foi produzida a partir de questionamentos acerca da construção do pensamento misógino na história da filosofia ocidental, e os caminhos percorridos no processo de produção resultaram em uma poética que envolve o conceito de liquidez como potência criadora e a fabulação como procedimento de criação de uma narrativa em que a costura é realizada pelas linhas de tinta do desenho.

Referências

ANZALDÚA, Gloria. Falando em línguas: uma carta para as mulheres escritoras do terceiro mundo. Tradução de Édna de Marco. Revista Estudos Feministas. Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 229-235, jan 2000. Disponível em: https://periodicos.

ufsc.br/index.php/ref/article/view/9880 Acesso em: 28 jan. 2021.

CRAMPE-CASNABET, Michèle. A mulher no pensamento filosófico do século XVIII. In: DUBY, G.; PERROT, M. (Dirs). História das mulheres no ocidente: do Renascimento a Idade Moderna, v. 3. Porto, Portugal: Afrontamento, 1999.

KURY, Mário da Gama. Dicionário de mitologia grega e romana. 8. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

PIMENTEL, Mariana Rodrigues. Fabulação: a memória do futuro. 2010. Tese (Doutorado em Letras) — Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, 2010.

RANKE-HEINEMANN, Uta. Eunucos pelo reino de Deus: mulheres, sexualidade e a Igreja católica. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 1996.

Downloads

Publicado

2022-01-03

Como Citar

RIBEIRO, L. de O. R. Costura líquida: uma história de enlaces e infiltrações. Palíndromo, Florianópolis, v. 14, n. 32, p. 371-384, 2022. DOI: 10.5965/2175234614322022371. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/19695. Acesso em: 25 jan. 2022.