Formação de docentes em Ciências Biológicas e Educação Física: reflexões a partir do PIBID e da Residência Pedagógica

Autores

  • Ivanete da Rosa Silva de Oliveira Centro Universitário de Volta Redonda image/svg+xml

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723824562023065

Palavras-chave:

políticas de formação docente, residência pedagógica, Pibid, identidade docente

Resumo

O presente estudo tem como principal objetivo analisar como a participação no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e na Residência Pedagógica (RP) contribuem para a formação de docentes em Ciências Biológicas e Educação Física de uma instituição de ensino do estado do Rio de Janeiro. Para tal, pretende-se: analisar criticamente as políticas públicas de formação docente, com ênfase no PIBID e no RP; identificar os resultados desses programas na formação inicial de professores de Educação Física e Ciências Biológicas. Para alcançar tais objetivos, foram explorados dois vetores: a formação da identidade docente e as implicações do Pibid e do RP para a prática docente. Nesse sentido, optamos por um estudo de caso, com abordagem qualitativa de pesquisa, que discutiu o desenvolvimento dos programas em tela frente aos dois vetores supracitados. Como procedimento de investigação foi empreendida uma análise pautada nos princípios da Teoria de Certeau. Os resultados apontam que esses programas promovem a reflexão crítica, inovação e práticas pedagógicas transformadoras, provando ser cruciais durante crises, como a pandemia de COVID-19. As políticas públicas devem apoiar tais iniciativas para melhorar a educação básica, considerando a diversidade e complexidade da realidade educacional brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO- ANPED et al. Entidades se posicionam contrárias à padronização e controle impostos pelo Programa de Residência Pedagógica! Não à BNCC! Manifesto contrário ao novo Programa de Residência Pedagógica (PRP) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Rio de Janeiro: ANPED, 2018.

ASTORI, Fernanda Bindaco da Silva; VIEIRA, Maria Nilceia de Andrade. Caminhando com Michel de Certeau: contribuições epistemológicas para a pesquisa em Educação. Revista Pró-Discente, Vitória, v. 25, n. 1, p. 10-26, jan./jun. 2019. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/prodiscente/article/view/19021/18302. Acesso em: 30 abr. 2023.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica. Relatório de Gestão Pibid 2009-2013. Brasília: [Capes], 2013.

CAMPELO, Talita da Silva; CRUZ, Giseli Barreto da. O Edital Capes nº 07/2018 e a reconfiguração do Pibid: sentidos de docência em disputa. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 15, n. 33, p. 69-90, jul./set. 2019.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1: artes de fazer. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

FARIA, Juliana Batista; DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. Residência Pedagógica: afinal, o que é isso? Revista de Educação Pública, [s. l.], v. 28, n. 68, p. 333-356, 2019.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 15 ed. São Paulo: Paz e terra, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2018.

GATTI, Bernardete Angelina; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de; GIMENES, Nelson Antônio Simão; FERRAGUT, Laurizete. Um estudo avaliativo do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). São Paulo: FCC/SEP, 2014.

GATTI, Bernardete Angelina. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação e Pesquisa, Campinas, v. 35, n. 2, p. 283-302, 2009.

GOODSON, Ivor Frank. Aprendizagem, currículo e política de vida: obras selecionadas de Ivor F. Goodson. Petrópolis: Vozes, 2020.

JOSSO, Marie Christine. Da formação do sujeito ao sujeito da formação. In: NÓVOA, Antônio; FINGER, Mathias. (org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Ed. Paulus, 2010. p. 35-50.

NÓVOA, Antônio. Professores: imagens do futuro presente. Educação, Sociedade & Culturas, Lisboa, Portugal, n. 28, p. 25-43, 2009.

OLIVEIRA, Andreza Viana de; OLIVEIRA, Ivanete da Rosa Silva de. Badminton nas aulas de educação física: implicações dessa prática enquanto potencial de inclusão social. In: CORDEIRO, Claudia Talochinski (org.) Processos educacionais: desafios contemporâneos. Londrina: Syntagma Editores, 2020. p. 142-171.

OLIVEIRA, Ivanete da Rosa Silva de; PEREIRA, Ana Paula Cunha. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência: trajetórias da formação docente no Curso de Educação Física do UniFOA. In: PEREIRA, Ana Paula Cunha; SILVA, José Cristiano Paes Leme da; VILELA, Silvio Henrique. 50 anos do curso de educação física [recurso eletrônico]. Volta Redonda: UNIFOA, 2021. p. 146-192. 1 arquivo PDF (156 p.). Disponível em: http://editora.unifoa.edu.br/wp-content/uploads/2021/12/e-book-50-anos-EF.pdf. Acesso em: 29 abr. 2023.

OLIVEIRA, Ivanete da Rosa Silva de. Políticas públicas de avaliação: impacto e (re) configuração da educação superior Brasileira (2004-2014). [S.I.]: Novas Edições Académicas, 2016.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar: convite à viagem. [S.I.]: Artmed, 2013.

PERRENOUD, Philippe. Ensinar: agir na urgência, decidir na incerteza. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2011.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Downloads

Publicado

2023-12-11

Como Citar

OLIVEIRA, Ivanete da Rosa Silva de. Formação de docentes em Ciências Biológicas e Educação Física: reflexões a partir do PIBID e da Residência Pedagógica. Revista Linhas, Florianópolis, v. 24, n. 26, p. 65–89, 2023. DOI: 10.5965/1984723824562023065. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/24428. Acesso em: 21 fev. 2024.