Apresentação

Autores

  • Mônica Teresinha Marçal Universidade do Estado de Santa Catarina image/svg+xml
  • Ana Paola Sganderla Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná – UNICENTRO
  • Diana Carvalho de Carvalho Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723823532022004

Resumo

              

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, José Carlos Souza Araújo; FREITAS, Anamaria Gonçalves Bueno de; LOPES, Antônio de Pádua Carvalho (Orgs.). As Escolas Normais no Brasil: do Império à República. Campinas, SP: Alínea, 2008.

BÖGER, Sara da Silva. Resenha do livro “Democracia em tempos difíceis: interdisciplinaridade, política e subjetividades”. Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 392-399, set./dez. 2022.

DANIEL, Leziany Silveira; PEREIRA, Elaine Aparecida Teixeira; DAROS, Maria das Dores. Projetos de formação para normalistas catarinenses nas décadas de 1930 e 1940. Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 87-111, set./dez. 2022.

GONZALEZ, Keila Cristina Arruda Villamayor. Concepções de infância e criança no século XIX: o que orienta o “Manual para os jardins de infância” aos docentes?. Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 139-160, set./dez. 2022.

HOELLER, Solange Aparecida de Oliveira; SOUZA, Gizele de. Reformas educacionais, formação de professores e escolarização da infância catarinense (1910-1928): “a base é a escola normal”. Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 34-59, set./dez. 2022.

MARÇAL, Mônica Teresinha; SGANDERLA, Ana Paola; CARVALHO, Diana Carvalho de. O discurso médico e higienista sobre a infância na formação de professores nas primeiras décadas do século XX em Santa Catarina. Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 112-138, set./dez. 2022.

ROBALLO, Roberlayne de Oliveira Borges Uma história de leituras para a formação de professoras e professores paranaenses (1900-1980). Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 161-185, set./dez. 2022.

SCHAFFRATH, Marlete dos Anjos Silva. A Escola Normal Catharinense de 1892: profissão e ornamento. 1999. 146f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1999.

SCHAFFRATH, Marlete dos Anjos Silva. Normalistas, ensino público escolar e cultura de elite: o contexto da Escola Normal Catharinense de 1892. Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 12-33, set./dez. 2022.

SOUZA, Mériti de (org). Democracia em tempos difíceis: interdisciplinaridade, política e subjetividades. Curitiba: Appris, 2022. 314p.

TEIVE, Gladys Mary Ghizoni. “Não há reformas sem desgostos”: tensões entre Orestes Guimarães e a Congregação da Escola Normal Catarinense por ocasião da reforma de 1911. Revista Linhas. Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 60-86, set./dez. 2022.

Downloads

Publicado

2022-12-09

Como Citar

MARÇAL, M. T.; SGANDERLA, A. P. .; CARVALHO, D. C. de . Apresentação. Revista Linhas, Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 04 - 11, 2022. DOI: 10.5965/1984723823532022004. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/23008. Acesso em: 6 fev. 2023.