Percepção dos docentes de Atendimento Educacional Especializado acerca da valorização do seu trabalho

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723822492021402

Resumo

O objetivo deste artigo foi conhecer a opinião dos professores de Atendimento Educacional Especializado acerca de como estes enxergam a valorização de seu trabalho pelos diversos indivíduos que permeiam direta ou indiretamente o ambiente escolar. Os dados foram coletados através de questionário com perguntas fechadas, aplicado a 36 docentes de Atendimento Educacional Especializado dos municípios da região do Piemonte da Diamantina, estado da Bahia. De forma resumida, os achados indicam que os docentes de AEE participantes do estudo acreditam que quem mais valoriza o seu trabalho são os seus próprios alunos, seguidos dos familiares desses alunos, dos outros profissionais que, por ventura trabalham na sala de recursos, e o Coordenador(a) pedagógico(a) da escola onde ocorre o atendimento. Entretanto, os mesmos professores creem que os outros alunos que frequentam as salas de aula regular e os seus respectivos professores, além do(a) Diretor(a) da escola, da Secretário(a) de educação e de outros funcionários da escola apenas valorizam em parte o seu trabalho.

 

Biografia do Autor

Osni Oliveira Noberto da Silva, Universidade do Estado da Bahia

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor do Departamento de Ciências Humanas, Campus IV, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Líder do Grupo de estudos, pesquisa e extensão em Educação Especial e Educação Física adaptada (GEPEFA) e integrante do Grupo de estudos sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE).

Theresinha Guimarães Miranda, Universidade Federal da Bahia

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo, com pós-doutorado pela Umeå University, Suécia. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Integrante do Grupo de estudos sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE).

Miguel Angel Garcia Bordas, Universidade Federal da Bahia

Doutor em Filosofia pela Universidad Complutense de Madrid, com pós-doutorado pela Universitat Autònoma de Barcelona, Espanha. Professor do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Integrante do Grupo de estudos sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE).

Downloads

Publicado

2021-07-21

Como Citar

SILVA, O. O. N. da; MIRANDA, T. G.; GARCIA BORDAS, M. A. Percepção dos docentes de Atendimento Educacional Especializado acerca da valorização do seu trabalho . Revista Linhas, Florianópolis, v. 22, n. 49, p. 402 - 417, 2021. DOI: 10.5965/1984723822492021402. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/17500. Acesso em: 18 set. 2021.