Os desafios e as possibilidades curriculares do curso de Design-Moda da Universidade Federal do Ceará, frente à Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630612022e0123

Palavras-chave:

Moda, Educação, Ensino, Pandemia

Resumo

O currículo do curso de Design-Moda da Universidade Federal do Ceará (UFC) é objeto de constantes reflexões, tanto por parte do seu Colegiado, quanto do Núcleo Docente Estruturante (NDE), que considera o aluno, o professor, a instituição, o mercado, o cenário sociopolítico e as instâncias reguladoras do país. Se pensar o currículo em suas múltiplas dimensões já é um desafio por natureza, ampliam-se as dificuldades quando essa reflexão é exigida de modo urgente, frente a uma pandemia que nos afeta em todas as dimensões. O presente artigo tem o objetivo de apresentar os desafios e as possibilidades curriculares do curso de Design - Moda da UFC frente a Covid 19. Metodologicamente, esta é uma pesquisa-ação que se iniciou com a revisão bibliográfica em torno de categorias como currículo e educação superior e foi tomando corpo com os resultados obtidos em pesquisas de campo junto aos corpos docente e discente. Os dados obtidos nortearam as propostas de ações que pareceram mais adequadas ao contexto da pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emanuelle Kelly Ribeiro da Silva, Universidade Federal do Ceará

Possui graduação em Estilismo e Moda pela Universidade Federal do Ceará, durante a graduação foi monitora das disciplinas de Pesquisa de Moda I e II e Tópicos Especiais em Corpo e Moda; bolsista de extensão pelo Programa Bolsa-Arte do Instituto de Cultura e Arte - ICA/UFC. Tem mestrado em Sociologia pelo PPGS-UFC e atualmente é doutoranda em Educação Brasileira pela Faculdade de Educação da UFC (FACED), desenvolvendo pesquisas nas áreas de: educação, moda e cultura. Professora efetiva do Curso de Design-Moda da Universidade Federal do Ceará, assistente nível I (20h)e co-tutora do Programa de Educação Tutorial - PETModa. Desenvolve estudos e ministra disciplinas nas áreas de Introdução ao Design, Pesquisa de Moda, História da Arte e História da Indumentária. Metodologia Projetual e Desenho de Moda.

Cintya Tavares Marques de Queiroz, www.ufc.br

 Possui Graduação em Estilismo e Moda pela Universidade Federal do Ceará (1998), Graduação em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela Universidade de Fortaleza (2000), Mestrado em Design e Marketing pela Universidade do Minho (2004), e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Ceará (2014). É Professora Adjunto IV do curso de Design de Moda, do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da Universidade Federal do Ceará, estando, atualmente, assumindo a Coordenação do Curso. Ministra disciplinas nas áreas de Moda, Marketing, Consumo, Comunicação e Pesquisa. É uma das Coordenadoras dos Projetos de Extensão Bolsa Arte Moda; e Amor Salva. É pesquisadora vinculada ao Grupo de Pesquisa NAÏF - Núcleo de Estudos em Arte, Inovação, Moda e Design. Ocupa o cargo de presidente do evento científico Colóquio de Moda, bem como faz parte do seu Comitê Científico e da Diretoria da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda - Abepem. É membro do Conselho Editorial da ENSINARMODE - Revista de Ensino em Artes, Moda e Design.

Francisca Raimunda Nogueira Mendes , www.ufc.br

Graduada em História pela Faculdade de Filosofia D.Aureliano Matos-FAFIDAM/UECE (2000). Mestre em Sociologia pelo Programa de Pós Graduaçao em Sociologia da Universidade Federal do Ceará/UFC (Agosto/2004), onde também concluiu o Doutorado em 2009. Tem experiência no ensino de Antropologia, tendo atuado como professora substituta na UFC (2003-2005). Realizou pesquisas sobre o artesanato cearense. Membro do Laboratório de Estudos da Oralidade-LEO (UFC). Professora do Curso de Design-Moda da Universidade Federal do Ceará (UFC), onde desenvolve pesquisas sobre a moda cearense e orienta trabalhos na área de história da moda, da indumentária e consumo, entre outros. Atualmente, também é tutora do Programa PET Moda UFC.

Referências

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GIROUX, Henry e SIMON, Roger. Cultura Popular e Pedagogia Crítica: a vida cotidiana como base para o conhecimento curricular. IN: MOREIRA, Antonio Flávio e SILVA, Tomaz Tadeu (orgs). Currículo, cultura e sociedade. 5 ed. São Paulo: Cortez, 2001.

GÓMEZ, A. P. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In: NÒVOA, A. (Org.). Os professores e a sua formação. 3. ed. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997.

SACRISTÁN, Gimeno. Currículo: uma reflexão sobre a prática. Porto Alegre: Artmed, 2000.

Downloads

Publicado

2022-02-01

Como Citar

SILVA, Emanuelle Kelly Ribeiro da; QUEIROZ, Cintya Tavares Marques de; MENDES , Francisca Raimunda Nogueira. Os desafios e as possibilidades curriculares do curso de Design-Moda da Universidade Federal do Ceará, frente à Covid-19. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 6, n. 1, p. 1–20, 2022. DOI: 10.5965/25944630612022e0123. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/20123. Acesso em: 27 maio. 2024.