Enraizamento de estacas de Tibouchina moricandiana var. vinacea em função da forma de aplicação e concentrações de AIB

Autores

  • Mariane de Oliveira Pereira Pos-graduação em Engenharia Florestal UFPR
  • Jeniffer Grabias UFPR
  • Katia Christina Zuffelatto-Ribas UFPR
  • Marcio Carlos Navroski UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711432015210

Palavras-chave:

Quaresmeira, Propagação vegetativa, Estaquia, Auxina.

Resumo

Tibouchina moricandiana Baill. var. vinacea Handro é um arbusto lenhoso, nativo do Brasil com grande potencial ornamental. Objetivou-se neste trabalho avaliar a viabilidade da estaquia na propagação vegetativa da espécie em função da forma de aplicação e diferentes concentrações de ácido indol butírico (AIB). Estacas semilenhosas foram tratadas com 0, 1.000 e 2.000 mg kg-1/mg L-1 de AIB na forma de talco e solução aquosa. Após 56 dias da aplicação dos tratamentos as estacas foram avaliadas quanto às porcentagens de enraizamento, estacas com calos, sobrevivência, mortalidade, retenção foliar, brotações novas; número de raízes por estaca e comprimento das três maiores raízes. A porcentagem de enraizamento das estacas caulinares de T. moricandiana foi influenciada negativamente pelas concentrações de AIB nem pela forma de aplicação. A espécie possui alta taxa de enraizamento (90,8%), mostrando ser uma espécie com potencialidade para a propagação vegetativa via estaquia. A forma de aplicação e concentração do AIB apresentaram influência em outras variáveis, o uso de 2.000 mg kg-1 de AIB aplicado em talco ocasionou a diminuição do número de raízes e proporcionou o maior número de estacas vivas e não enraizadas. O comprimento das três maiores raízes por estaca foi maior com o uso de 1.000 mg L-1 ou mg kg-1 de AIB. O uso de AIB no enraizamento das estacas pode ser dispensável, porém pode ser utilizado na concentração de 1.000 mg L-1 ou mg kg-1, aumentando-se o comprimento e o número de raízes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariane de Oliveira Pereira, Pos-graduação em Engenharia Florestal UFPR

Engª Florestal, Doutoranda do Programa de Pos-graduação em Engenharia Florestal UFPR

Jeniffer Grabias, UFPR

Bióloga, Mestre em Engenharia Florestal pela UFPR.

Katia Christina Zuffelatto-Ribas, UFPR

Doutorado em Ciências Biológicas. Professora Associada IV do Departamento de Botânica da Universidade Federal do Paraná

Marcio Carlos Navroski, UDESC

Engº Florestal, DR. Professora na Universidade do Estado de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2015-12-03

Como Citar

PEREIRA, Mariane de Oliveira; GRABIAS, Jeniffer; ZUFFELATTO-RIBAS, Katia Christina; NAVROSKI, Marcio Carlos. Enraizamento de estacas de Tibouchina moricandiana var. vinacea em função da forma de aplicação e concentrações de AIB. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 14, n. 3, p. 210–216, 2015. DOI: 10.5965/223811711432015210. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/223811711432015210. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo Completo - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)