A aplicação de boro em diferentes estádios da cultura da soja afetam sua produtividade?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811712142022395

Palavras-chave:

adubação foliar, fenologia, boro, soja

Resumo

A soja é uma das culturas anuais mais exigentes em boro (B), no entanto, existe uma divergência em relação sobre qual melhor estádio fenológico para efetuar essa aplicação via foliar. Logo, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência de diferentes épocas de aplicação foliar de B, com e sem parcelamento no florescimento, produtividade e componentes da produção da soja. Para tal, foi realizado um experimento em campo, o delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso, com sete épocas de aplicações foliares de B (testemunha, 100% 15 V4, 100% R1, 100% R3, 50% V4 + 50% R1, 50% V4 + 50% R3 e 50% R1 + 50% R3) e quatro repetições, totalizando 28 parcelas experimentais. Foram analisados o número de flores, número de canivete, teor de B nas plantas, peso de 1000 grãos (g) e a produtividade. O maior teor B foi observado com aplicações nos estádios V4 (50%) + R1 (50%) e V4 (50%) + R3 (50%) isto é, parte no estádio vegetativo e parte no estádio reprodutivo. A aplicação de B não resultou em diferença significativa em relação ao número de inflorescências por planta. Não houve efeito significativo das épocas de aplicação foliar de B para a variável de número de vagens por planta, número de inflorescências e produtividade. Para peso de 1000 grãos (g) foram encontrados maiores valores em V4, R1 e R3 e na testemunha. Portanto, a aplicação foliar de boro nos estádios V4 (50%) + R1 (50%) e V4 (50%) + R3 (50%) aumentou os níveis de B na planta, enquanto em R1+R3 proporcionou o maior número de canivetes. No entanto, não houve efeito da aplicação de boro para a produtividade de grãos independente da época de aplicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVARES CA et al. 2013. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift 6: 711-728.

AHMAD W et al. 2009. Role of boron in plant growth: a review. Journal of Agricultural Research 47: 329-338.

BRASIL. 2009. Ministério da Agricultura Pecuária e do Abastecimento. Regras para análise de sementes. Disponível em: <http://www.bs.cca.ufsc.br/publicacoes/regras%20analise%20sementes.pdf>. Acesso em: 12 nov. 2017.

CAMACHO-CRISTÓBAL JJ et al. 2018. Plant response to boron deficiency and boron use efficiency in crop plants. Academic Press 1: 109-121.

CALONEGO JC et al. 2010. Adubação boratada foliar na cultura da soja. Colloquium Agrariae 6: 20-26.

CONAB. 2022. Companhia Nacional de Abastecimento. Quarto levantamento - Safra 2021/2022. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos/boletim-da-safra-de-graos. Acesso em: 02 fev. 2022.

CARVALHO NM & NAKAGAWA J. 2012. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5.ed. Jaboticabal: FUNEP, p.475-590.

ENDERSON JT et al. 2015. Soybean yield response to foliar-applied micronutrients and relationships among soil and tissue test. Agronomy Journal 107: 2143-61.

FAGERIA NK et al. 2009. Foliar fertilization of crop plants. Journal of Plant Nutrition 32: 1044-1064.

FIOREZE SL et al. 2018. Effects of calcium supply on soybean plants. Comunicata Scientiae 9: 219-225.

FUJIYAMA BS et al. 2019. Boron fertilization enhances photosynthesis and water use efficiency in soybean at vetative growth stage. Journal of Plant Nutrition 42: 2498-2506.

GAZZIERO DLP. 2015. Misturas de agrotóxicos em tanque nas propriedades agrícolas do Brasil. Planta Daninha 33: 83-92.

GOMES IS et al. 2017. Boron Fertilisation at different phenological stages of soybean. Austrtalian Journal of Crop Science 11: 1026-1032.

GUPTA U & SOLANKI H. 2013. Impact of boron deficiency on plant growth. International Journal of Bioassays 2: 1048-1050.

KAPPES C et al. 2008. Doses e épocas de aplicação foliar de boro nas características agronômicas e na qualidade de sementes de soja. Scientia Agraria 9: 291-297.

MALAVOLTA E et al. 1997. Avaliação do estado nutricional de plantas: Princípios e aplicações. Piracicaba: Potafós. 308p.

MASCARENHAS HAA et al. 2014. Micronutrientes em soja no estado de São Paulo. Nucleus 11: 323-343.

NAKAO AH et al. 2018. Características agronômicas e qualidade fisiológica de sementes de soja em função da adubação foliar com boro e zinco. Revista Cultura Agronômica 27: 312-327.

RAIJ BV et al. 1997. Recomendações de adubação e calagem para o estado de São Paulo. Campinas: Instituto Agronômico/ Fundação IAC. 285p. (Boletim 100).

R CORE TEAM. 2021. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. Disponível em: https://www.R-project.org/.

RAIJ B Van. 2011. Fertilidade do solo e manejo de nutrientes. 1.ed. Piracicaba: lnternational Plant Nutrition lnstitute, 420p.

RAIMUND IDL et al. 2013. Modos de aplicação de boro na cultura da soja. Cultivando o Saber 6: 112-131.

RATKE RF et al. 2020. Micronutrientes via foliar na cultura da soja no Cerrado Piauiense. In: ZUFFO AM & AGUILERA JG (Ed.) Agronomia Avanços e Perspectivas Belo Horizonte: Editora Pantanal. p. 81-90.

ROSOLEM CA & BOARETTO AE. 1989. A adubação foliar em soja. In: BOARETTO AE & ROSOLEM CA. Adubação foliar. Campinas, SP : Fundação Cargill. 500p.

SANTOS HG et al. 2013. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3.ed. Brasilia: Embrapa. 353p.

SANTOS M et al. 2019. Adubação foliar com boro em sistema de plantio direto na cultura da soja. Revista Ciência Rural 21: 1-11.

SANTOS FC dos & ALBUQUERQUE FILHO MR. 2020. Importância da matéria orgânica e cobertura vegetal para os solos arenosos do Cerrado. Disponível em: https://revistacultivar.com.br/artigos/importancia-da-materia-organica-e-cobertura-vegetal-para-os-solos-arenosos-do-cerrado. Acesso em: 08 fev. 2022.

SILVA RCD et al. 2020. Doses, methods and times of application of boron in soybean under field conditions Bioscience Journal 36: 1999-2006.

SILVA LD et al. 2021. Importância em se conhecer o tipo de solo e as particularidades da adubação em áreas de cerrado. In: Embrapa Agricultura Digital. Capítulo 3. p.30-43.

SOUZA JA et al. 2018. Boron and Amino Acid Foliar Application on Wheat-Soybean Intercropping in a Non-Tillage System. Communications in Soil Science and Plant Analysis 49: 1638-1649.

TAIZ L et al. 2017. Fisiologia e desenvolvimento vegetal. 6.ed. Porto Alegre: Artmed Editora. 888p.

TRAUTMANN RR et al. 2014. Potencial de água do solo e adubação com boro no crescimento e absorção do nutriente pela cultura da soja. Revista Brasileira de Ciência do Solo 38: 240-251.

VARANDA MAF et al. 2018. Efeitos da aplicação foliar de boro na produtividade de soja na várzea irrigada. Pesquisa Aplicada & Agrotecnologia 11: 15-22.

ZANON AJ et al. 2015. Desenvolvimento de cultivares de soja em função do grupo de maturação e tipo de crescimento em terras altas e terras baixas. Bragantia 74: 400-411.

ZUFFO AM et al. 2018. Correlações e análise de trilha em cultivares de soja cultivadas em diferentes densidades de plantas. Revista Cultura Agronômica 27: 78-90.

Downloads

Publicado

2022-12-12

Como Citar

SOUZA , E. . S. de .; ROMAM , M. S. .; SCHEDENFFELDT, B. F. .; MEDEIROS, E. S. de .; SILVA, P. V. da .; MAUAD, M. A aplicação de boro em diferentes estádios da cultura da soja afetam sua produtividade?. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 21, n. 4, p. 395-401, 2022. DOI: 10.5965/223811712142022395. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/21816. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)