O CURRÍCULO DAS LICENCIATURAS EM ARTES VISUAIS NO PARANÁ: AS INTERFERÊNCIAS DO PROPOSTO NA LEI PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DO PROFESSOR

Consuelo Schlichta, Valéria Alvarenga

Resumo


Neste trabalho, objetivando identificar as relações intrínsecas entre formação docente e atuação, assim como as assimetrias entre as propostas curriculares e a construção de um novo perfil de professor e de ensino de artes visuais articulados às exigências da contemporaneidade, analisamos, à luz do materialismo histórico-dialético, dados sobre as Licenciaturas em Artes Visuais do estado do Paraná. Tais dados são oriundos da pesquisa de mestrado e de pós-doutorado das autoras, ambas realizadas pelo PPGAV-UDESC. A partir de metodologia quali-quantitativa, com base em Creswell (2010), mapeamos a quantidade e localização das licenciaturas no Paraná constatando que o atendimento da demanda educacional da disciplina de Arte na Educação Básica mantém-se aquém das necessidades reais. Identificamos, ainda, que somente 50% dos cursos estão em consonância, de forma plena, com documentos norteadores e leis que interferem em seus currículos. Tal perspectiva teórico-metodológica indicou que a formação-atuação docente é perpassada pelos princípios de ordem socioeconômica e política que permeiam a práxis educativa contemporânea.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/2175234607142015081

Direitos autorais



Indexadores, diretórios e bases de dados

       


Revista Palíndromo - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2175-2346



A Revista Palíndromo está disponível sob a Licença
Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.