Performatividade e simulacro: A performance cênica como acontecimento e sua reprodução

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102412021e0207

Palavras-chave:

Performatividade da reprodução, Performance, Simulacro

Resumo

Este artigo examina a performatividade da reprodução da performance cênica através de uma revisão bibliográfica que passa, inicialmente, pelo estabelecimento de um paralelo entre a noção austiana de performativo e o conceito deleuziano de acontecimento. A análise segue através de ajustes propostos por Fischer-Lichte, Goffman, Butler e Colling para localizar de forma mais distinta a potência performativa na performance cênica presencial. Finalmente, procura-se destacar uma potência correspondente no contexto da reprodução das performances cênicas recorrendo à positividade do conceito de simulacro proposta por Deleuze e comentadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Puppi Munhoz, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Bacharel em Jornalismo pela Universidade Federal do {Paraná (UFPR). Professor do Curso de Teatro em PUCPR.

Referências

AUSLANDER, Philip. A performatividade na documentação de performances. Tradução: Isabela de Oliveira Barbosa. Revisão: Luciano Vinhosa. In: Revista Poiesis, Rio de Janeiro, v. 20, n. 33, p. 337-352, 2019. Disponível em: http://periodicos.uff.br/poiesis/article/view/29014. Acesso em: 11 jul. 2019.

AUSTIN, John Landshaw. Quando dizer é fazer. Tradução: Danilo Marcondes de Souza Filho. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

BUTLER, Judith. Os atos performativos e a constituição do gênero: um ensaio sobre fenomenologia e teoria feminista. Chão da Feira, Caderno n. 78, p. 1-16, 2018. Disponível em: https://chaodafeira.com/catalogo/caderno78/. Acesso em: 4 abr. 2019.

COLLING, Leandro. O que performances e seus estudos têm a ensinar para a teoria da performatividade de gênero? Urdimento, Florianópolis, v. 1, n. 40, mar./abr. 2021. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/issue/view/789. Acesso em: 30 jan. 2021.

DELEUZE, Gilles. Diferença e repetição. Tradução: Luiz Orlandi e Roberto Machado. 1. ed. Rio de Janeiro e São Paulo: Paz e Terra, 2018.

DELEUZE, Gilles. Lógica do sentido. Tradução: Luiz Roberto Salinas Fontes. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 2015.

DELEUZE, Gilles. Foucault. Tradução: Claudia Sant’Anna Martins. São Paulo: Editora Brasiliense, 1988.

DELEUZE, Gilles; PARNET, Claire. Diálogos. Tradução: Eloisa Araújo Ribairo. São Paulo: Escuta, 1998.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia. Vol. 2. Tradução: Ana Lúcia de Oliveira e Lúcia Cláudia Leão. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995.

FISCHER-LICHTE, Erika. A cultura como performance: desenvolver um conceito. In: Revista Sinais de Cena, Lisboa, n. 4, p. 73-80, 2005. Disponível em: < https://revistas.rcaap.pt/sdc/issue/view/757 > Acesso em: 30 mai. 2019.

FISCHER-LICHTE, Erika. Ästhetik des Performativen. Berlim: Suhrkamp Verlag, 2004

FISCHER-LICHTE, Erika. Estética de lo performativo. Tradução para o espanhol: Diana González Martín e David Martínez Perucha. Madrid: Abada Editores, 2011.

GOFFMAN, Erving. Frame analysis: an essay on the organization of experience. Boston: Northeast University Press, 1986.

MACHADO, Roberto. A Geografia do pensamento filosófico. 2014. Disponível em: http://deleuze.tausendplateaus.de/wp-content/uploads/2014/10/. Acesso em: 28 out. 2017.

MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. El árbol del conocimiento: las bases biológicas del entendimento humano. Buenos Aires: Lumen, 2003.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Tradução: Carlos Alberto Ribeiro de Moura. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

PHELAN, Peggy. Unmarked – the politics of performance. Londres e New York: Routledge, 1993.

SAUVAGNARGUES, Anne. Deleuze and Art. Tradução: Samantha Bankston. Bloomsbury Publishing: Londres, 2013.

SILVA, Cíntia Vieira da. Intensidade e individuação: Deleuze e os dois sentidos de estética. Revista de Filosofia Aurora, [S.l.], v. 29, n. 46, p. 17-34, abr. 2017. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/5624. Acesso em: 30 out. 2019.

ZOURABICHVILI, François. Deleuze: uma filosofia do acontecimento. Tradução: Luiz B. L. Orlandi. São Paulo: Editora 34, 2016.

Downloads

Publicado

2021-08-14

Como Citar

MUNHOZ, M. P. Performatividade e simulacro: A performance cênica como acontecimento e sua reprodução. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 41, p. 1-18, 2021. DOI: 10.5965/1414573102412021e0207. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/19823. Acesso em: 8 ago. 2022.