De norte a sur: Mapeo de la formación circense en Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103422021e0210

Palavras-chave:

Espaços de formação, Formação profissional, Escola de circo

Resumo

A lo largo de los últimos 40 años, hemos podido observar el proceso de desarrollo de innumerables espacios de formación circense. Este artículo es resultado del estudio que tuvo como principal objetivo realizar un mapeo de estos espacios en Brasil. Para ello, se realizó una búsqueda exhaustiva en la Internet, seguida de la aplicación de un cuestionario online, finalizando con un rigoroso proceso de validación de los datos. Los resultados señalan que, de hecho, ha habido un gran crecimiento en el sector, especialmente en los últimos diez años, con una discrepancia significativa en la distribución de los espacios de formación por las distintas regiones del país. Notamos además el predominio de cursos libres y de corta duración, con poca oferta de cursos profesionalizantes, que requieren mayor infraestructura, presupuesto y cantidad de profesionales.

Biografia do Autor

Mônica (Lua) Barreto, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Doutoranda em Educação Física pela UNICAMP. Mestre em Performances Culturais pela Universidade Federal de Goiás. Graduação em interpretação teatral pela Universidade Estácio de Sá. Pós-graduada em Docência Universitária pela Universidade Católica de Goiás. Dirige e atua na Cia Corpo na Contramão.

Rodrigo Mallet Duprat, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Estágio Pós-Doutorado (2019-2020) na Faculdade de Educação Física da Unicamp. Doutor pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestre em Educação Física, Licenciatura em Educação Física. Bacharel em Treinamento Esportivo todos pela Unicamp

Marco Antonio Coelho Bortoleto, UNiversidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Livre Docente (Professor Associado) FEF-UNICAMP. Estágio de Pós-doutorado na Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade de Lisboa (Portugal) e na Universidade de Manitoba (Canadá). Doutor pela Universidade de Lleida no Instituto Nacional de Educação Física da Catalunha (INEFC) na Espanha. Mestre em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas. Graduado em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba. Professor visitante na Universidad A Coruña (Espanha) e na Universidad de La Plata (Argentina). Professor de Acrobacia na Escola de Circo de Barcelona (Espanha). Professor MS5 (Livre Docente / Associado) do Departamento de Educação Física e Humanidades (DEFH) da Faculdade de Educação Física da UNICAMP.

Referências

ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento. A política cultural: regulação estatal e mecenato privado. Tempo social, v. 15, n. 2, p.177-193, 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-20702003000200007&script=sci_arttext. Acesso em: 23 nov. 2020.

ASSIS, Jucelino Moreira de. O riso pela lógica do palhaço na Clinicanálise do sofrimento psíquico grave. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura). Universidade de Brasília, Brasília, 2010. Disponível em:

https://repositorio.unb.br/handle/10482/7003. Acesso em: 10 jan. 2021.

BALATON, THAIS Caroline Póvoa. Escola de palhaços: estudo sobre a prática pedagógica do Programa de Formação de Palhaços para jovens dos Doutores da Alegria. Dissertação (Metrado em Artes Cênicas). Escola de Comunicação e Artes. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27155/tde-13032019-102619/pt-br.php. Acesso em: 10 dez. 2021.

BARRETO, Mônica Lua. Saltimbancos Contemporâneos: seu aprendizado, suas escolhas e expectativas. Goiânia: editora Espaço Acadêmico, 2018.

BARRETO, Mônica Lua; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Por um mapeamento das escolas de Circo. In: X Reunião Científica da ABRACE. Campinas, 2019. Disponível em:

https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.php/abrace/article/viewFile/4455/4519. Acesso em: 15 mar. 2020.

BARROS, Luiza Fernandes; MELO, Walter. Cuidado e Artes circenses: O circo no cotidiano de uma instituição de saúde mental. Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p.623-643, set/dez, 2019. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revispsi/article/view/46906. Acesso em: 10 dez. 2020.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade liquida. Rio de Janeiro: Ed. Jorge Zahar, 2001.

BOLOGNESI, Mário Fernando. Palhaços. São Paulo: Unesp, 2003.

BOLOGNESI, Mario Fernando. O circo e a formação em artes cênicas. In: BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; ONTAÑÓN, Teresa; SILVA, Ermínia. (Orgs.). Circo: horizontes educativos. Campinas: Autores Associados, 2016. p. 27-36.

BORTOLETO, M. A. C. The circus on the periphery of the brazilian university. In: SESC - São Paulo. (Org.). Circos - Festival Internacional Sesc de Circo. 1ed.São Paulo: SESC, 2015, v. 1, p.24-31.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; ONTAÑÓN, Teresa; SILVA, Ermínia. Circo: horizontes educativos. Campinas: Autores Associados, 2016.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; SILVA, Ermínia. Circo: Educando entre as gretas. Rascunhos–Caminhos da Pesquisa em Artes Cênicas, v. 4, n. 2. 2017. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/rascunhos/article/view/38646. Acesso em: 18 mar. 2020.

CARDANI, Leonora Tanasovici. Compartilhando práticas pedagógicas do circo na escola. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Estadual de Campinas, 2018. Disponível em:

http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/333452. Acesso em: 12 nov. 2020.

CASSOLI, Thiago. 2006. 107 f. Do perigo das ruas ao risco do picadeiro: circo social e práticas educacionais não-governamentais. Dissertação (Mestrado em Psicologia) Instituto de Ciências Humanas e Filosofia. Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006. Disponível em:

https://app.uff.br/slab/uploads/2006_d_Tiago_Cassoli.pdf. Acesso em: 24 jan. 2021.

CASTRO, Alice Viveiros. O elogio da bobagem: palhaços no Brasil e no mundo. Rio de Janeiro: Família Bastos Editora, 2005.

CHACOVACHI, Palhaço. Manual e Guia do Palhaço de Rua. La Plata: Contramar, 2018.

CONSTÂNCIO, Rudimar. Circo social: A experiência da escola pernambucana de circo. Recife: Edições Bagaço, 2010.

CORDIER, Marine et al. Le Cirque en transformation: identités et dynamiques professionnelles. Centre national des arts du cirque EPURE, 2018.

CORREA, Milena Camargo. Investigando a formação de professores de aéreos da Região Metropolitana de Campinas-SP. 2019. 64 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2019.

DAL GALLO, Fábio. Da rua ao picadeiro: escola picolino, arte e educação na performance do circo social. 2009.336 f. Tese (Doutorado em Artes Cênicas) – Escola de Teatro, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

DAL GALLO, Fábio. Circo-educação: Fundamentos da arte-educação na prática do circo social. Lamparina-Revista de Ensino de Artes Cênicas, v. 1, n. 2, p.113-121, 2012.

DIZ, Carlos. Se essa rua fosse minha: estender o arame, amparar a travessia e orientar o salto. El circo social como herramienta de transformación de la realidad. Revista de Claseshistoria, n. 4, p. 3, p.01-10, 2010. Disponível em: https://www.circoteca.cl/wp-content/uploads/2019/08/Se-essa-rua-fosse-minha_-estender-o-arame-amparar-a-travessia-e-orientar-o-salto.-El-circo-social-como-herramienta-de-transformaci%C3%B3n-de-la-realidad-Articulo-portugu%C3%A9s-CARLOS-DIZ-REBOREDO-2010.pdf. Acesso em: 14 abr. 2020.

DUARTE, Regina Horta et al. Noites circenses: espetáculos de circo e teatro em Minas Gerais no século XIX. 1993. Tese (Doutorado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1993.

DUPRAT, Rodrigo Mallet. Realidades e particularidades da formação do profissional circense no Brasil: rumo a uma formação técnica e superior. 2014. 345 f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.

DUPRAT, Rodrigo Mallet; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Educação Física escolar: pedagogia e didática das atividades circenses. Revista CBCE, v. 29, n. 2, p.171-189, jan. 2007. Disponível em:

http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/63. Acesso em: 12 jan. 2020.

DUPRAT, Rodrigo Mallet; PÉREZ GALLARDO, Jorge Sérgio. Artes circenses no âmbito escolar. Ijuí: Ed. Unijuí, 2010.

EARP, Fábio de Silos Sá; ESTRELLA, Luiz Manoel. Evolução do mecenato no Brasil: os valores movimentados através da Lei Rouanet despidos do véu da inflação (1996-2014). Políticas Culturais em Revista, v. 9, n. 1, p.315-332, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/pculturais/article/view/15208. Acesso em: 28 nov. 2020.

FEDEC (Fédération Européenne des Écoles de Cirque Professionnelles). Répertoire des centres de formation aux arts du cirque – Europe et au-delà. Projet Miroir FEDEC, 2009. Disponível em: http://www.fedec.eu/en/articles/187-miroir01---part-2-directory-of-circus-training-in-europe-and-beyond-2009. Acesso em: abr. 2020.

FERNANDES, Florestan. Mudanças sociais no Brasil. Rio de Janeiro: Global, 2015.

FERNANDES, Rita de Cassia; AYOUB, Eliana. Por entre as brechas dos muros da universidade: o circo como componente curricular na formação inicial em educação física. Revista portuguesa de Educação, v. 30. N .2, 2017. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/rpe/article/view/11867 . Acesso em: 12 dez. 2020.

FERNANDES, Rita de Cássia; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. O circo na formação inicial em educação física: um relato autoetnográfico. Revista Brasileira de Ciências do Esporte (Online), v. 40, p.39-45, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-32892018000100039&script=sci_arttext&tlng=pt . Acesso em: 10 jan. 2021.

FUNARTE. Funarte reabre a Escola Nacional de Circo, que faz 30 anos. Publicado em 11 de dezembro de 2012. Disponível em:

https://www.funarte.gov.br/circo/funarte-reinaugura-a-escola-nacional-de-circo/. Acesso em: 29 jun. 2021.

FUNK, Alisan. La perception des programmes de formation en arts du cirque au Québec. In: FROISSART, Tony; THOMAS, Cyril. Arts du cirque et spectacle vivant: les formations en arts du cirque et en activitiés physiques artistiques. v. 1. Reims: Épure, p. 131-144, 2018.

GUEDES, Larissa de Paula. Era uma vez um circo: a história do Circo Laheto. Goiânia: Pé de Letras, 2016.

GUERRA, Arildo Sanches; PIAZZETTA, Tania Regina; BOMBONATTO, Paula Regina. O circo da alegria e seus impactos sociais em Toledo PR e região. In: BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; SILVA, Ermínia. (Orgs.). Caderno de resumos do IV Seminário Internacional de Circo: inovação e criatividade. Campinas: FEF/UNICAMP; Várzea Paulista: Fontoura, 2018, p. 250-252.

HASSAN, Ana Paula. O circo social e a possibilidade de construção de uma nova prática educativa para classes populares: um relato de experiência das percepções e vivências de educadores sociais. Proceedings of the I Congresso Internacional de Pedagogia Social. 2006. Disponível em: http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?pid=MSC0000000092006000100005&script=sci_arttext. Acesso em: 23 nov. 2020.

HELENA, Emanuela. Academia Piolin de Artes Circenses. São Paulo: 2012. Disponível em http://academiaPiolin.wordpress.com. Acesso em: 9 nov. 2020.

HESSE-BIBER, Sharlene Nagy. Mixed methods research: merging theory with practice. New York: The Guilford Press, 2010.

HOTIER, Hugues. La fonction éducative du cirque. París: Editions L'Harmattan, 2003.

IBGE. IBGE divulga o rendimento domiciliar per capita e o coeficiente de desequilíbrio regional 2019a. Disponível em:

https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/27810-ibge-divulga-o-rendimento-domiciliar-per-capita-e-o-coeficiente-de-desequilibrio-regional-2019. Acesso em: 11 dez. 2020.

IBGE. Sistema de informações e indicadores culturais: 2007-2018 / IBGE, Coordenação de População e Indicadores Sociais. - Rio de Janeiro IBGE, 2019b. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101687. Acesso em: 28 jun. 2021.

IMBERNÓN, Francisco. Formação continuada de professores. Cidade: Artmed Editora, 2010.

INFANTINO, Julieta Lorena. A contemporary history of circus arts in Buenos Aires, Argentina: the post-dictatorial resurgence and revaluation of circus as a popular art. Popular Entertainment Studies, v. 6, n. 1, p.42-61, 2015. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/161266955.pdf. Acesso em: 10 nov. 2019.

JACOB, Pascal. Le Cirque: un art à la croisée des chemins. Paris: Découvertes Gallimard, 1992.

JANNUZZELLI, Fernanda. Circo-teatro através dos tempos: cena e atuação no Pavilhão Arethuzza e no Circo de Teatro Tubinho. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena). Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2015. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285326. Acesso em: 28 jun. 2021.

KOEHLER, Matthew; MISHRA, Punya; CAIN, William. What is Technological Pedagogical Content Knowledge (TPACK). The Journal of Education, v. 193, n. 3, p.13– 19, 2013. Disponível em:

https://www.researchgate.net/publication/321505356_What_is_Technological_Pedagogical_Content_Knowledge_TPACK. Acesso em: 18 jan. 2020.

KRONBAUER, Gláucia Andreza. O processo de criação da escola nacional de circo no brasil e a continuidade dos modos de vida dentro e fora da lona. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2016. Disponível em: https://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/1227 . Acesso em: 10 mar. 2020.

LELES, Marília Teodoro. A formação do artista circense goiano: olhares e deslocamentos entre o circo Basileu França e o circo Laheto. Goiania: UFG, 2018.

LEROUX, Louis Patrick; BATSON, Charles. (Ed.). Cirque global: Quebec's expanding circus boundaries. Montreal: McGill-Queen's Press-MQUP, 2016.

LOPES, Daniel de Carvalho. A contemporaneidade da produção do Circo Chiarini no Brasil de 1869 a 1872. 2015. 168 f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Programa de Pós-Graduação em Artes, Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São Paulo, 2015. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/124064. Acesso em: 16 dez. 2019.

LOPES, Daniel de Carvalho. Os circenses e seus saberes sobre o corpo, suas artes e sua educação: encontros e desencontros históricos entre circo e ginástica. 2020. 193 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2020. Disponível em: https://mega.nz/file/to50UI7I#rCBXsC9TP_aYrFVEvmS5iN1_aPXKdoH6GtYgh4jtvoY. Acesso em: 10 jan. 2021.

LOPES, Daniel de Carvalho; SILVA, Ermínia; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Dentro e fora da lona: continuidades e transformações na transmissão de saberes a partir das escolas de circo. Repertório, v. 1, n. 34, 2020. Disponível em: https://mega.nz/file/QsYlQSLB#t0htxIS1QxJ15JfNktPrGjTjpDzvNyBxhi5fo7J_Lgs. Acesso em: 12 jan. 2021.

LOPES, Priscila Regina. Motivação e ginástica artística formativa no contexto extracurricular. 2009. 216 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Escola de Educação Física e Desportos, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39133/tde-31082009-134201/pt-br.php. Acesso em: 14 nov. 2019.

MATHEUS, Rodrigo Inácio Corbisier. As produções circenses dos ex-alunos das escolas de circo de São Paulo, na década de 1980 e a constituição do Circo Mínimo. 2016. 407 f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Programa de Pós-Graduação em Artes, Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São Paulo, 2016. Disponível em: https://mega.nz/file/48QBkQLD#wcZYqYtr9tua4zl0DokWSE2N9RwjOeBPJ-opQQ4WtJg. Acesso em: 16 nov. 2019.

MELO, Caroline Capellato. Atividades circenses: compartilhando práticas pedagógicas no ensino extracurricular da escola básica. 2020. 164 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2020. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/343517. Acesso em: 11 jan. 2021.

MONTANINI, Jessica; RIBEIRO, Olívia Cristina Ferreira; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Lazer e Espaços Públicos: O Circo como opção. Revista Licere (Centro de Estudos de Lazer e Recreação. On-line), v. 19, p.165-184, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/licere/article/view/1290. Acesso em: 20 abr. 2020.

MORAN, José Manuel; MASSETO, Marcos.; BEHRENS, Maria Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2015.

NOY, Chaim. Sampling knowledge: The hermeneutics of snowball sampling in qualitative research. International Journal of social research methodology, v. 11, n. 4, p.327-344, 2008. Disponível em:

https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/13645570701401305. Acesso em: 15 out. 2019.

NUNES, João Gabriel Baptistoti. Ancoragens e segurança no circo. 2019. 50 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2019.

ONTAÑÓN, Teresa; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; DUPRAT, Rodrigo Mallet. Las actividades circenses como contenido de la educación física. Acciónmotriz, Asociación Científico Cultural en Actividad Física y Deporte (ACCAFIDE), Las Palmas de Gran Canaria, n. 11, p.13-30, jul./dez. 2013. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6698347. Acesso em: 15 set. 2020.

ONTAÑÓN, Teresa; DUPRAT, Rodrigo Mallet; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Educação Física e atividades circenses: “o estado da arte”. Movimento, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 149-168, abr./jun. 2012. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/332588141_Educacao_Fisica_e_atividades_circenses_O_estado_da_arte. Acesso em: 13 nov. 2019.

PRICE, Christopher. Circus for schools: bringing a circus arts dimension to physical education. PHEnex journal, Ottawa, v. 4, n. 1, 2012. Disponível em: https://ojs.acadiau.ca/index.php/phenex/article/view/1446. Acesso em: 18 nov. 2020.

ROCHA, Gilmar. O Circo no Brasil – Estado da Arte. BIB, São Paulo, n. 70, p. ]51-70, 2o sem. 2010. Disponível em: https://mega.nz/file/p8JxCKoD#qm3wdH6HIB-V1_E3xVZiCzQfrZtzzIyuMv1EzbYOksw. Acesso em: 27 out. 2019.

SANTOS, Cláudio Alberto dos. Fascínio Circense: arte e pedagogia da Escola Nacional de Circo. Belo Horizonte: Editora Rona, 2016.

SANTOS RODRIGUES, Gilson. Pedagogia das atividades circenses na Educação Física Escolar: experiências da arte em escolas brasileiras de ensino fundamental. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Estadual de Campinas, 2018. Disponível em:

http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/335933 . Acesso em: 12 jan.2021.

SILVA, Ermínia. O ensino de Arte Circense no Brasil: Breve histórico e algumas reflexões. In: Funarte, 2006. Disponível em:

https://www.funarte.gov.br/circo/escola-nacional-de-circo-um-historico. Acesso em: 25 nov. 2019.

SILVA, Ermínia. Saberes circenses: Ensino/aprendizagem em movimentos e transformações. In: Circo, lazer e esporte: políticas públicas em jogo. Rio Grande: Universidade Federal do Rio Grande, 2011. p. 11-41.

SILVA, Ermínia; ABREU, Luís Alberto de. Respeitável público... o circo em cena. Rio de Janeiro: Funarte, 2009.

SILVA, Márcio Tadeu da; ANASTÁCIO, Amanda Rebello. O Grupo Cultural AfroReggae e a promoção da cidadania através da cultura. Boletim Campineiro de Geografia, v. 1, n. 1, p. ]84-104, 2011. Disponível em: http://agbcampinas.com.br/bcg/index.php/boletim-campineiro/article/view/15 . Acesso em: 19 set. 2020.

SILVA, Narciso Larangeira Telles da. Estudos de comicidade e circo. São Paulo: Paco e Littera, 2020.

SILVA, Pedro Eduardo da. A formação circense: saberes éticos e técnicos. 2021. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2021. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/204599. Acesso em: 28 jun. 2021.

SILVA, T. E. As regras do jogo políticas culturais: do mecenato ao neo-liberalismo. Informação & Sociedade: Estudos, v. 3 n.1 1993, n. 1, 1993. Disponível em: <http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/93044>. Acesso em: 02 mar. 2021.

SOARES, Ana Lucia Martins. Palhaço de hospital: proposta metodológica de formação. Tese (Doutorado em Teatro) – Programa de Pós-Graduação em Teatro Centro de Letras e Artes. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2007. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27155/tde-13032019-102619/pt-br.php . Acesso em: 20 nov. 2020.

SOARES, Daniela Bento; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. A prática do tecido circense nas academias de ginástica da cidade de Campinas-SP: o aluno, o professor e o proprietário. Revista Corpoconsciência, Santo André, v. 15, n. 2, p. 07-23, jul./dez. 2011. Disponível em:

https://www.researchgate.net/publication/302353291_A_PRATICA_DO_TECIDO_CIRCENSE_NAS_ACADEMIAS_DE_GINASTICA_DA_CIDADE_DE_CAMPINAS-SP_O_ALUNO_O_PROFESSOR_E_O_PROPRIETARIO . Acesso em: 28 jun. 2021.

SOMME, Maria Isabel. A arte como fomentadora do desenvolvimento sócio-educativo-cultural: um estudo com crianças e adolescentes em Mogi Mirim – SP. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Rio Claro, 2014.

STOPPEL, Erica Raquel. O artista, o trapézio e o processo de criação: reflexões de uma trapezista da cena contemporânea. 2017. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes. Campinas, SP: [s.n.], 2017. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330345. Acesso em: 28 jun. 2021.

SUGARMAN, Robert. The new circus: the next generation. The Journal of American Culture, v.25, n.3/4, p.438-441, 2002. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/1542-734X.00063. Acesso em: 14 set. 2020.

TUCUNDUVA, Bruno Barth Pinto; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. O circo e a inovação curricular na formação de professores de educação física no Brasil. Movimento (ESEFID/UFRGS), v.25, p.20-55, 2019. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/88131. Acesso em: 25 ago. 2020.

UNESCO. El circo: un arte internacional. Revista El Correo (ONU), Paris, ano 11, n.117, p.1-37, 1988. Disponível em:

https://www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/88131. Acesso em: 20 out. 2020.

VEIGA, Guilherme. Ritual, Risco e Arte Circense. O homem em situações-limite. Brasília, Editora Universidade de Brasília, 2008.

VIANNA, Carlos; MAGRO, Roberto. Variações: oito espetáculos de um circo em movimento. Rio de Janeiro: FUNARTE, 2019.

VINUTO, Juliana. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, Campinas, v. 22, n. 44, p.203-220, 2014. Disponível em:

https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tematicas/article/view/10977. Acesso em: 23 out. 2019.

WALLON, Emmanuel. O circo no risco da arte. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

WUO, Ana Euvira. O clown Visitador: comicidade, arte e lazer para crianças hospitalizadas. 2. ed. Uberlândia: EDUFU, 2011.

YOGUI, Bianca Arantes Martins; TOLEDO, Eliana de; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. A inclusão do aluno com deficiência visual nas atividades circenses sob a perspectiva dos profissionais da área. Corpoconsciência, São Paulo, v. 21, p.70-79, 2017. Disponível em:

https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/4593. Acesso em: 20 nov. 2020.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

BARRETO, M. (Lua); DUPRAT, R. M.; BORTOLETO, M. A. C. De norte a sur: Mapeo de la formación circense en Brasil. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 42, p. 1-32, 2021. DOI: 10.5965/1414573103422021e0210. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/19785. Acesso em: 18 jan. 2022.