Grotowski: O decoro profissional como imperativo metodológico

Autores

  • Filipe Pereira INET-md FCSH / Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.5965/14145731033920200209

Palavras-chave:

Grotowski, Decoro, Ética, Profissão, Metodologia

Resumo

Neste breve artigo defende-se que a dimensão ética, que é fundamental na metodologia proposta por Grotowski, resulta do extremar das mais simples regras de decoro profissional que são ensinadas nas escolas de teatro e postas em práticas pela maioria das companhias teatrais. Este aspecto é de extrema relevância, nas artes performativas como na sua pedagogia, quando considerada a dialéctica entre o “trabalho sobre si mesmo” e a alteridade. Aborda-se sucintamente o percurso artístico de Grotowski para defender uma dimensão ontológica da sua noção de Arte e demonstrar a coerência e linearidade do mesmo. Também concisamente, indicam-se as suas principais referências éticas e profissionais e como foram aplicadas na prática, realçando a importância conferida ao Outro. Termina-se argumentando em favor da ética como imperativo profissional e artístico no contexto grotowskiano, alicerçando-a no decoro profissional e na prática artística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filipe Pereira, INET-md FCSH / Universidade Nova de Lisboa

Performer, director de teatro, programador cultural e investigador em Etnografia da Performance. Colaborou com Jerzy Grotowski como investigador no seu Workcenter de Pontedera (Itália), entre 1990 e 1992, usufruindo de bolsa de investigação por parte da Fundação Gulbenkian e da Secretaria de Estado da Cultura (Portugal). Em 2015, concluiu o mestrado em Estudos Artísticos na Universidade de Coimbra. Doutorando em Estudos Artísticos - Arte e Mediações pela Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, é investigador integrado no Instituto de Etnomusicologia (INET-md) e bolseiro da Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. 5ª Edição revista e ampliada. S. Paulo: Martins Fontes, 2007.

BORIE, Monique. Grotowski: D'un théâtre de la régénération à une régénération sans théâtre. Cahiers de l'Est, 12+13, 1978.

BUBER, Martin. I And Thou. Edimburgo: T&T Clark, 1937 (primeira publicação em alemão em 1923).

BURZYNSKI, Tadeus; OSINSKI, Zbigniew. Grotowski’s Laboratory. Varsóvia: Interpress Publishers, 1979.

COELHO, Paula Alves Barbosa. A Experiência da Alteridade em Grotowski. 2009. Tese (Doutoramento em Artes Cénicas) - Universidade de São Paulo, S. Paulo, 2009.

GRIMES, Ronald. The Theatre of Sources. In: SCHECHNER, Richard; WOLFORD, Lisa (eds.), The Grotowski Sourcebook. Londres: Routledge, p. 271 – 280, 1997.

GROTOWSKI, Jerzy. Para Um Teatro Pobre. Lisboa: Forja, 1975 (primeira edição em inglês de 1968 por Odin Teatrets Forlag).

GROTOWSKI, Jerzy. Poszukiwania Teatru Laboratorium. Tribuna Ludu, n. 252, 1976.

GROTOWSKI, Jerzy. Performer. In: GROTOWSKI, Jerzy; BROOK, Peter; BACCI, Roberto. Centro di Lavoro di Jerzi Grotowski. Pontedera: Centro per la Sperimentazione e la Ricerca Teatrale, 1988.

GROTOWSKI, Jerzy. Discurso de Jerzy Grotowski no Doutoramento honoris causa da Universidade de Wroclaw. Wroclaw: Wydawnictwo Uniwersytetu Wrocławskiego, 1993.

GROTOWSKI, Jerzy. From the Theatre Company to Art as Vehicule. In: RICHARDS, Thomas, At Work With Grotowski on Physical Actions. Londres: Routledge, 1995, p. 115 – 135.

GROTOWSKI, Jerzy. Theatre of Sources. In: SCHECHNER, Richard; WOLFORD, Lisa (eds.), The Grotowski Sourcebook. Londres: Routledge, 1997a, p. 252 – 270.

GROTOWSKI, Jerzy. Tu es le Fils de Quelqu’un. In: SCHECHNER, Richard; WOLFORD, Lisa (eds.), The Grotowski Sourcebook. Londres: Routledge, 1997b (primeira publicação em italiano, 1986 por Linea d’ombra nº 17), p. 294 – 305.

KOTT, Jan. Why Should I Take Part in the Sacred Dance? In: SCHECHNER, Richard; WOLFORD, Lisa (eds.), The Grotowski Sourcebook. Londres: Routledge, 1997, p. 134 – 140.

KUMIEGA, Jennifer. The Theatre of Grotowski. Londres: Mathuen, 1985.

LAVY, Jennifer. Theoretical Foundations of Grotowski's Total Act, Via Negativa, and Conjunctio Oppositorum. The Journal of Religion and Theatre, Vol. 4, No. 2, p. 175 – 188, 2005.

MOTA LIMA, Tatiana. Palavras Praticadas: O Percurso Artístico de Jerzy Grotowski, 1959-1974. S. Paulo: Perspectiva, 2012.

OSINSKI, Zbigniew. Returning to the Subject: The Heritage of Reduta in Grotowski's Laboratory Theatre. TDR Vol. 52, No. 2, p. 52 – 74, 2008.

RICHARDS, Thomas. At Work With Grotowski on Physical Actions. Londres: Routledge, 1995.

SCHECHNER, Richard. Introduction to part II. In: SCHECHNER, Richard; WOLFORD, Lisa (eds.), The Grotowski Sourcebook. Londres: Routledge, 1997, p. 207 – 214.

SLOWIAK, James; CUESTA, Jairo. Jerzy Grotowski. Londres e Nova Iorque: Routledge, 2007.

THIBAUDAT, Jean-Pierre. Grotowski, un véhicule du théâtre. Liberation. Paris, p. 28 – 30, 26 Julho, 1995.

WOLFORD, Lisa. Grotowski's Objective Drama Research. Jackson: University Press of Mississippi, 1996.

WOLFORD, Lisa. Introduction to part IV. In: SCHECHNER, Richard; WOLFORD, Lisa (eds.), The Grotowski Sourcebook. Londres: Routledge, 1997a, p. 367 – 375.

WOLFORD, Lisa. Introduction to part III. In: SCHECHNER, Richard; WOLFORD, Lisa (eds.), The Grotowski Sourcebook. Londres: Routledge, 1997b, p. 283 – 293.

Downloads

Publicado

2020-12-23

Como Citar

PEREIRA, F. Grotowski: O decoro profissional como imperativo metodológico. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 39, p. 1-17, 2020. DOI: 10.5965/14145731033920200209. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/18785. Acesso em: 6 out. 2022.