Benza Quebranto: o “Jogo da Construção Poética” e o saber popular do benzimento

Autores

  • Bianca Bazzo Rodrigues Universidade Federal de Sergipe (UFS), Aracaju, SE
  • Lara Rodrigues Machado Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101242015042

Resumo

Apresentamos nesse artigo o processo criativo do trabalho artístico “Benza Quebrando” fruto da pesquisa de campo realizada com benzedeiras e benzedores do estado do Rio Grande do Norte, respaldada pela proposta metodológica de Lara Rodrigues Machado, intitulada “O Jogo da Construção Poética”. Essa proposta toma como eixo de partida os aspectos do “jogo das relações” encontradas durante a pesquisa de campo e os laboratórios de criação como ignições poéticas e dinâmicas de movimento para a composição cênica. A vivência com essa proposta metodológica e com o saber popular do benzimento possibilitou ao intérprete impulsionar as discussões sobre os saberes populares e as criações cênicas na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bianca Bazzo Rodrigues, Universidade Federal de Sergipe (UFS), Aracaju, SE

Mestra em Artes Cênicas pela UFRN. Professora do curso de Licenciatura em Dança da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Lara Rodrigues Machado, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA

Doutora em Artes do Corpo pela UNICAMP. Professora do Departamento de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Downloads

Publicado

2015-07-31

Como Citar

RODRIGUES, Bianca Bazzo; MACHADO, Lara Rodrigues. Benza Quebranto: o “Jogo da Construção Poética” e o saber popular do benzimento. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 24, p. 042–058, 2015. DOI: 10.5965/1414573101242015042. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101242015042. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Expressões da cena e do Teatro Negro