Estudo de caso: Análise do grau de inovação em quatro empresas do ramo de Tecnologia da Informação e Comunicação – TICs, através da metodologia Radar da Inovação.

Autores

  • Carlos Raniel Domingues Universidade Federal de Pelotas - UFPEL
  • Isabel Barros Rasia Universidade Federal de Pelotas - UFPEL
  • Janaina Mendes Oliveira Universidade Federal de Pelotas - UFPEL
  • Paulo Pitzer Rasia Universidade Católica de Pelotas
  • Gustavo Rosa Borges Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA).
  • Cristine Hermann Nodari Unisinos

Resumo

O artigo analisou o grau de inovação de quatro empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs) da cidade de Pelotas/RS. Utilizou-se a metodologia do Radar da Inovação em que a empresa pode inovar, denominada de dimensões da inovação Sawhney et al (2006) e Bachmann e Destefani (2008). Os resultados mostraram que a inovação tem maior presença na dimensão ambiência inovadora, com ambiente informal, pouco burocrático que propiciou a geração de novas ideias. Entretanto, a dimensão presença possui o menor grau de inovação, sendo ineficaz em propor novas formas de distribuição dos produtos/serviços ou aprimorar os pontos já existentes de forma inovadora. Identificou-se a importância da inovação e do planejamento, evidenciou-se uma amplitude de formas para inovar nas empresas.

Biografia do Autor

Carlos Raniel Domingues, Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

Aluno do Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais.

Isabel Barros Rasia, Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

Profa. Adjunta da Universidade Federal de Pelotas

Janaina Mendes Oliveira, Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

Profa. Adjunta da Universidade Federal de Pelotas

Paulo Pitzer Rasia, Universidade Católica de Pelotas

Aluno Pós-Graduação

Gustavo Rosa Borges, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA).

Professor Adjunto Unipampa

Cristine Hermann Nodari, Unisinos

Professora da Unisinos.

Downloads

Publicado

2017-01-12

Edição

Seção

INOVA