CORREÇÃO MONETÁRIA: COMPARATIVO DAS NORMAS BRASILEIRA, ARGENTINA E INTERNACIONAL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Eduardo Bona Safe de Matos
Matheus de Mendonça Marques
Lucas Oliveira Gomes Ferreira
Adilson de Lima Tavares

Resumo

Considerando a função da contabilidade de evidenciar a situação patrimonial das empresas, o atual estágio da convergência e a existência de inflação nas economias capitalistas, este trabalho tem por objetivo analisar as similaridades e diferenças das normas brasileiras, argentinas e internacionais que tratam ou trataram de hiperinflação e correção monetária de balanços, por meio da comparação entre elas. Trata-se de uma pesquisa de comparação entre normas, em que são analisadas as normas emitidas no Brasil e na Argentina em períodos hiperinflacionários. É analisada ainda a norma Internacional de contabilidade de acordo com os critérios de reconhecimento, mensuração e evidenciação, demonstrando que as soluções adotadas pelos dois países já estavam, em muitos aspectos, de acordo com as práticas internacionais. A norma internacional apresenta maior capacidade de julgamento profissional, a partir do momento que não estipula regras específicas, sendo ela norteada por princípios gerais. As normas brasileiras e argentinas são mais detalhadas, trazendo maior nível de regras, como estipulação de indexadores específicos e formas e critérios específicos para cada demonstração contábil. Apesar de não existir mais um ambiente considerado como de hiperinflação no Brasil, o estudo dos tratamentos normativos dados à inflação é importante ao passo de que ainda há a presença de inflação anual, cujos efeitos não são reconhecidos nas Demonstrações Contábeis das empresas. Além disso, o conhecimento e a troca de experiências internacionais quanto à regulação da questão trazem benefício e desenvolvimento para a ciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Matos, E. B. S. de, Marques, M. de M., Ferreira, L. O. G., & Tavares, A. de L. (2013). CORREÇÃO MONETÁRIA: COMPARATIVO DAS NORMAS BRASILEIRA, ARGENTINA E INTERNACIONAL. Revista Brasileira De Contabilidade E Gestão, 2(4), 11-23. Recuperado de https://revistas.udesc.br/index.php/reavi/article/view/3641
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Eduardo Bona Safe de Matos, Universidade de Brasília

Mestre em Ciências Contábeis pelo Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis – UnB/UFPB/UFRN

 

Matheus de Mendonça Marques, Universidade de Brasília

Mestre em Ciências Contábeis pelo Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis – UnB/UFPB/UFRN

Lucas Oliveira Gomes Ferreira, Universidade de Brasília

Mestre em Ciências Contábeis pelo Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis – UnB/UFPB/UFRN

Adilson de Lima Tavares, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutor em Ciências Contábeis pelo Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis – UnB/UFPB/UFRN

Referências

ARGENTINA. Norma Internacional de Contabilidad nº 29 (NIC 29) - Información Financiera en Economías Hiperinflacionarias. Disponível em: . Acesso em: 11 de novembro de 2011.

. Resolución Técnica Nº 6 - Estados Contables En Moneda Homogénea. Disponível em:

< http://www.cpcechubut.org.ar >. Acesso em: 11 de novembro de 2011.

BATISTA JR., Paulo Nogueira. Argentina: uma crise paradigmática. Estudos Avançados. vol.16 no.44 São Paulo Jan./Apr. 2002.

BRASIL. Lei nº. 3.470, de 04 de maio de 2000. Altera a legislação do Imposto de Renda e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L3470.htm>. Acesso em: 25. nov. 2011.

. Lei nº. 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6404consol.htm>. Acesso em: 25. nov. 2011.

. Lei nº. 7.799, de 10 de julho de 1989. Altera a legislação tributária federal e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7799.htm>. Acesso em: 25. nov. 2011.

. Lei nº. 8.200, de 28 de junho de 1991. Dispõe sobre a correção monetária das demonstrações financeiras para efeitos fiscais e societários. Disponível em: < https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8200.htm>. Acesso em: 25. nov. 2011.

. Lei nº. 9.249, de 26 de dezembro de 1995. Altera a legislação do imposto de renda das pessoas jurídicas, bem como da contribuição social sobre o lucro líquido, e dá outras providências. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9249.htm>. Acesso em: 25. nov. 2011.

Instruções CVM nos 50/86, 52/86, 63/87, 64/87, 138/91, 146/91, 167/91, 176/92, 191/92, 248/86.

Disponível em: <http://www.cvm.gov.br>. Acesso em: 11 de novembro de 2011

CARNEIRO JÚNIOR, J. B. A.; CANAN, I.; KÜHL, C. A.; MARQUES, J. A. V. C. Impactos do

Não Reconhecimento da Inflação na Demonstração do Fluxo de Caixa e na Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos: Uma Simulação. Pensar Contábil, 10 (39): 29-35, jan/mar 2008.

DEEGAN, Craig; UNERMAN, Jeffrey.. Financial Accounting Theory: european edition. Berkshire, Inglaterra: McGraw-Hill Education, 2006.

FASB – Financial Accounting Statement Board. Statement of Financial Accounting Concepts No. 8. Conceptual Framework, 2010. Disponível em: <http://www.fasb.org/>. Acesso em: 11 de novembro de 2011.

FERNANDES, Leonardo Pitanga; MARQUES, José Augusto Veiga da Costa. Impacto na análise econômico-financeira do não reconhecimento dos efeitos da inflação: o caso COPESUL no período 1999-2003. UnB Contábil – UnB, Brasília, v. 9, n. 1, Jan-Jun 2006.

GERCHUNOFF, P.; TORRE, J.C. (1996). La política de liberalización en la administración Menem. Desarrollo Económico nº 143. Buenos Aires, Argentina.

HOLLAND, M.; MORI, R. Dinâmica da inflação no Brasil e os Efeitos Globais. Revista EconomiA, v. 11, n.3, pp. 649-670, 2010.

IASB - International Accounting Standards Board. Conceptual Framework for Financial Reporting - ED/2010/2. Disponível em: <http://www.ifrs.org/>. Acesso em: 11 de novembro de 2011.

IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARTINS, Eliseu. Uma investigação e uma proposição sobre o conceito e o uso do valor justo. Revista Contabilidade e Finanças. v. 18. Junho/2007

IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARTINS, Eliseu; CARVALHO, L. Nelson. Contabilidade: Aspectos relevantes da epopeia de sua evolução. Revista Contabilidade e Finanças, n. 38. p. 07-19. Maio/agosto-2005.

MARTINS, Eliseu. Avaliação de Empresas: Da Mensuração Contábil à Econômica. São Paulo: Atlas, 2001.

MOST, K. S. Accounting Theory. 2. Ed. Grid Publising, Inc., Columbus, Ohio, 1982. NIYAMA, J. K.. Contabilidade Internacional. São Paulo: Atlas, 2005.

NIYAMA, J. K.; SILVA, C. A. T.. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2008.

RADEBAUGH, Lee, H.; GRAY, Sidney J.; BLACK, Ervin, L. International Accounting and Multinational Enterprises. John Willey & Sons, 6ª ed, 2006.

RADIG, William J.; LOUDERMILK, Brian.. Leading the way to uniform accounting principles.

Review of Business. v. 19. n. 03. p. 22-26. Spring/1998.

SCHMIDT, Paulo. SANTOS, José Luiz dos. FERNANDES, Luciane Alves. Manual de Conversão das Demonstrações Financeiras. São Paulo:Atlas, 2005.

SICSÚ, João. O Dólar na Argentina e a URV no Brasil: Objetivos, funcionalidade e resultados obtidos. Revista de Economia Política, v. 18, n. 4 (72), 1998.

SMITH, Malcolm. Research Methods in Accounting. SAGE publications: London. 1 edição. 2003.