Ateliê - Território da Artista: relacionando arte, território, ancestralidade negra e memórias

Autores

  • Priscila Leonel UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234612272020248

Palavras-chave:

Arte afro-brasileira, ancestralidade, cerâmica, memória, ateliê

Resumo

Este artigo é um recorte da minha atual pesquisa de doutorado em Processos Artísticos, na linha da Cerâmica Latino-Americana, neste estudo realizei uma recuperação de conhecimentos e saberes ancestrais que perpassam a minha produção artística, principalmente em cerâmica. Concebendo uma produção de objetos relacionados à memória, trago também uma relação com ancestralidade negra, aproximando uma discussão sobre questões do afrodescendente, no contexto social do estado de São Paulo, lugar onde nasci e me formatei como artista. Dessas descobertas da artista no território abriram-se possibilidades de olhar para o tempo/espaço como parte do meu processo artístico e de identidade cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARDI, Lina Bo. Tempos de Grossura, 1994.

BETHENCOURT, Francisco. Racismo: das cruzadas ao Século XX. Trad. Luiz Oliveira Santos e João Quina. São Paulo: Cia das Letras, 2018.

BISILLIAT, Maureen. Memorial da América Latina – Pavilhão da Criatividade, Brasil. São Paulo: Empresa das Artes, 1999.

BOBBIO, Norberto. O tempo da memória: De Senectute e outros escritos autobiográficos. 6. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos (3a ed.). São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2015.

CARBONEL, Sonia. Maragogipinho - as vozes do barro: práxis educativas em culturas populares. Tese entregue a Universidade de São Paulo- ECA-USP, 2016.

HAESBAERT, R. Des-territorialização e identidade: a rede gaúcha no Nordeste. Niterói: Eduff, 1997.

IZQUIERDO, Ivan. Questões sobre memória. São Leopoldo: UNISINOS, 2004

Little, Paul E. Territórios sociais e povos tradicionais no Brasil: Por uma antropologia da territorialidade. Série Antropologia – Publicação: Departamento de Antropologia Instituto de Ciências Sociais Universidade de Brasília, 2002.

REBOLLO, Lisbeth. As Identidades culturais e a comunicação. Palestra ministrada na Escola de Comunicação e Artes, USP/SP, julho de 2004.

RICHTER, Ivone.Mendes. Interculturalidade e estética do cotidiano no ensino de artes visuais, ed. Mercado de Letras, 2003.

SANTOS, Liliane Pires dos. O ambiente do artista: o ateliê e seus guardados - São Paulo. Dissertação de Mestrado entregue à UNESP, 2010

SCHWARCZ, Lilia M. e PEDROSA, Adriano - org. Histórias Mestiças: Antologia de textos. Rio de Janeiro: Cobogó, 2014

VIANA, Janaina Barros. Uma possível arte afro-brasileira: Corporeidade e ancestralidade em quatro poéticas. Dissertação apresentada ao Instituto de Artes da UNESP, 2008

LITTLE, Paul E. Territórios sociais e povos tradicionais no Brasil: Por uma antropologia da territorialidade. Série Antropologia – Publicação: Departamento de Antropologia Instituto de Ciências Sociais Universidade de Brasília, 2002.

Downloads

Publicado

2020-05-01

Como Citar

LEONEL, P. Ateliê - Território da Artista: relacionando arte, território, ancestralidade negra e memórias. Palíndromo, Florianópolis, v. 12, n. 27, p. 248-265, 2020. DOI: 10.5965/2175234612272020248. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/16578. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Seção aberta