Eidolon: as sombras e fantasmagorias de um corpo-espectro videográfico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034702252021173

Palavras-chave:

Sombra, Fantasmagoria, Duplo, Corpo, Vídeo

Resumo

Este artigo é uma análise do processo de criação do vídeo Eidolon (2020), trabalho artístico conduzido pelas noções de sombra, duplo e fantasmagoria presentes no teatro de sombras, nos espetáculos de fantasmagoria, na animação de silhuetas no cinema e na linguagem videográfica, para evocar os efeitos de presença de corpos representados como imagem em telas iluminadas, projetadas e luminosas. O objetivo da investigação é evidenciar o potencial poético da interlocução entre ancestral e tecnológico e levantar questões sobre as sombras do híbrido, da técnica, do oculto, do desejo e da memória em imagens-fantasma nas narrativas contemporâneas.

Biografia do Autor

Nicole Koutsantonis, Centro Universitário Belas Artes de São Paulo

Nicole Koutsantonis (Nicole Kouts) é artista multimídia e pesquisadora. Bacharel em Artes Visuais (2018) e Pós Graduada em Cenografia e Figurino (2020) pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, cursou Direção de Arte na Academia Internacional de Cinema (2019). Investiga as imagens como meio de transporte de crenças ancestrais para tecnologias contemporâneas. Seu trabalho integra exposições no Brasil, ao redor do mundo e online.

Referências

AMARAL, Ana Maria. Teatro de Animação. São Caetano do Sul: Ateliê Editorial, 1997.

AGAMBEN, Giorgio. O que é contemporâneo?. Chapecó: ARGOS, 2009.

CAVENEY, Mike; et al., The Magic Book. Edição: 1a. Taschen, 2018.

CHEVALIER, J.; GHEERBRANT, A. Dicionário dos símbolos. José Olympio, 1998.

COELHO, Maira Castilhos. A presença de corpos ausentes, a fantasmagoria de Denis Marleau em Os Cegos de Maurice Maeterlinck. (Mestrado em Artes Cênicas) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2012.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante do tempo: história da arte e anacronismo das imagens. Belo Horizonte: UFMG, 2015.

FELINTO, Erick. A Imagem Espectral - Comunicação, Cinema e Fantasmagoria Tecnológica. São Paulo: Atelie Editorial, 2008.

FLUSSER, Vilém. Filosofia da caixa preta. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

GIESEN, Rolf. Puppetry, Puppet Animation and the Digital Age. First edition, Boca Raton, FL: CRC Press/Taylor & Francis Group, 2019.

HALL, Edith. National Theatre: An Introduction to Greek Theatre. 2013. Disponível em: https://youtu.be/aSRLK7SogvE . Acesso em: 16 nov. 2020.

LEITE, Marcelo Denny de Toledo. Cenografia digital na cena contemporânea. São Paulo: Annablume, 2019.

MACHADO, Arlindo. Pré-Cinemas e Pós-Cinemas. São Paulo: Papirus, 2011.

MANNONI, Laurent. A grande arte da luz e da sombra: arqueologia do cinema. São Paulo: Unesp, 2003.

MATURANA, Carmen Luz. Teatro de Sombras, Asia-Europa-Chile. Santiago de Chile: Ediciones Equilibrio Precario, 2009.

MELLO, Christine. Extremidades do vídeo. São Paulo: Editora SENAC, 2008.

RUSH, Michael. Novas mídias na arte contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

SCONCE, Jeffrey. Haunted Media - Electronic Presence, from Telegraphy to Television. Duke University Press, 2000.

STOICHITA, Victor I. Breve Historia de La Sombra. Madri: Ediciones Siruela, 1999.

VERNANT, Jean-Pierre. Mito e pensamento entre os gregos. São Paulo: Paz e Terra, 1990.

VIEIRA, Trajano. Helena, de Eurípedes, e seu duplo. São Paulo: Perspectiva, 2018.

Downloads

Publicado

2021-12-18

Como Citar

KOUTSANTONIS, N. Eidolon: as sombras e fantasmagorias de um corpo-espectro videográfico . Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas, Florianópolis, v. 2, n. 25, p. 173 - 192, 2021. DOI: 10.5965/2595034702252021173. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/moin/article/view/20357. Acesso em: 21 jan. 2022.